Barangaroo House / Collins and Turner

Barangaroo House / Collins and Turner

© Rory Gardiner© Rory Gardiner© Rory Gardiner© Rory Gardiner+ 29

Barangaroo, Austrália
  • Arquitetos: Collins e Turner
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017
  • Fotógrafo Fotografias:  Rory Gardiner, Richard Glover, Felix Forest
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Accoya, Britton Timbers, Bromic, Frank Miller Lumber, ITC Eco, Junglefy, panoramah!®
  • Arquitetos Responsáveis:Collins e Turner
  • Equipe:Penny Collins, Huw Turner, David Janson, Sonny Lee
  • Incorporadora:Monique DeCseuz
  • Gestor Do Projeto:Martin Cunningham,Evan Chalmers, Rowan Stewart, Jason Tran
  • Construtora :Onsite Group. Kirk Lawes, David Sanders
  • Engenharia Estrutural:Arcadis,Martin O’Shea, Nicholas Sheldrake
  • Engenheira Mecânico:Aurecon. Mairead Hogan, David Ting
  • Engenharia Elétrica:Aurecon. George Diakos
  • Fachada:AureconSteve Hill
  • Hidráulica:Warren Smith + Partners. Andreas Heintze, Paul Sarza
  • Serviços De Segurança Contra Incêndio:Warren Smith + Partners. Peter Brawley, Ian Stone
  • Paisagismo:Aspect Oculus. Sacha Coles, Jane Nalder, David Duncan, Nat Lawrence, Andrew Langford
  • Consultor De Segurança Contra Incêndio:Defire. Victor Tung
  • Projeto De Interiores:H+E Architects. Chris Grinham, Sonny Lee, Wendy Huang
  • Iluminação:Speirs and Major. Mark Major, Daniel Harvey
  • Especialistas:ITC Eco. Enzo Botte
  • Subconstrutores:Brittons Timbers
  • Cliente:Lendlease
  • Certificador:McKenzie Group. Brigitte Thearle, Stephen Natilli, Aaron Celarc
  • Studio Etic:Emily Delalande
  • Cidade:Barangaroo
Mais informaçõesMenos informações
© Rory Gardiner
© Rory Gardiner

Descrição enviada pela equipe de projeto. Localizado no sudeste do Recinto sul de Barangaroo, a Barangaroo House é o projeto resultante de uma competição organizada por Lendlease e a Barangaroo Delivery Authority.

© Richard Glover
© Richard Glover

O conceito principal do projeto nasceu a partir de duas respostas fundamentais ao briefing: a resposta urbana de um edifício "redondo" projetado em uma rotatória e a integração holística do plantio, tanto lidando com plantas comestíveis quanto com ornamentais.

© Rory Gardiner
© Rory Gardiner
Corte
Corte
© Felix Forest
© Felix Forest

A planta curva cria um espaço livre pelo edifício, encorajando e dando boas vindas, enquanto estende os terraços em torno das faces norte e sul.

© Rory Gardiner
© Rory Gardiner

A fachada de madeira carbonizada a vapor se curva em três dimensões diferentes, consolidando um anel de plantas comestíveis e criando uma forte linguagem visual para o edifício, ao mesmo tempo que as varandas em balanço concentram os espaços para refeições, resultando em uma experiência ímpar com ares de espaço externo. 

© Rory Gardiner
© Rory Gardiner

A partir de estudos anteriores, os arquitetos propuseram um edifício que conversasse com a natureza, e ao mesmo tempo, respondesse à singularidade do terreno, além de reassentar um limite de como um local de hospitalidade pode agir.

© Rory Gardiner
© Rory Gardiner

A ambição deste projeto é a criação de uma estrutura que dê boas vindas e que incentive a convivência. 

© Rory Gardiner
© Rory Gardiner

Somando seu ambicioso objetivo e seu arrojado resultado, a Barangaroo House apontou uma série de inovações e testes, em todas as escalas de projeto, desde o contexto urbano até as escolhas de materiais e os detalhamentos.

© Rory Gardiner
© Rory Gardiner

O principal desafio de um edifício projetado na rotatória é lidar com a forma redonda, que projeta varandas perimetrais curvas para fora em cada direção. Os balanços estruturais de até 8,5 m permitem uma atmosfera exclusiva ao ar livre para uma série de espaços de refeições em cada nível do edifício.

© Rory Gardiner
© Rory Gardiner

A estrutura dos balanços demandou um tipo de laje específico, com uma série de camadas de pós-tensionamento, entrelaçadas, parecidas com um tecido de cabos, para permitir extensões bidimensionais, distribuindo a carga de volta para as colunas estruturais e permitindo uma planta livre.

© Rory Gardiner
© Rory Gardiner

A inovação quanto ao detalhamento pode ser observada na fachada de madeira queimada a vapor, que referencia o ato primitivo de cozinhar, ao mesmo tempo em que gera uma forte identidade visual para o edifício e esteticamente apoia a estratégia urbana de um edifício implantado na rotatória. Protótipos foram preparados para refinar as fixações das cavilhas ocultas, a flexão a vapor e os quebra-ventos operáveis. 

Planta - Cobertura
Planta - Cobertura

A prototipagem também se estendeu para a inovação material, com o desenvolvimento de equipamentos de carbonização especializados, testando produtos de laminados personalizados e tratamentos de metal patinado. 

© Rory Gardiner
© Rory Gardiner

A equipe aponta que a Barangaroo House é um resultado de uma série de experimentos e protótipos, que finalmente consegue oferecer uma resposta única ao desafio colocado pelos clientes.

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Barangaroo, Sydney, NSW, Austrália

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Barangaroo House / Collins and Turner" [Barangaroo House / Collins and Turner] 18 Set 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/902211/barangaroo-house-collins-and-turner> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.