Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Residência na Rocha / Cadaval & Solà-Morales

Residência na Rocha / Cadaval & Solà-Morales

© Sandra Pereznieto © Sandra Pereznieto © Sandra Pereznieto © Sandra Pereznieto + 52

Valle de Bravo, México
  • Paisagismo: Simon Bequillard
  • Hidrologia: Daniel Jaramillo
  • Colaboradores: Eduardo Alegre, Orsi Maza, Alexandra Coppetiers
  • Estrutura: Ricardo Camacho de la Fuente
  • Instalações: José Antonio Lino
Mais informações Menos informações
© Sandra Pereznieto
© Sandra Pereznieto

Descrição enviada pela equipe de projeto. A paisagem que rodeia a casa é única, onde todos e cada um dos seus cantos podem ser celebrados. O projeto opta por uma estratégia dupla: construir mirantes em três pontos concretos e distantes entre si, ao mesmo tempo em que se constrói um lugar central, resguardado porém aberto ao exterior e que possui uma exposição total aos diferentes ambientes que a própria arquitetura delimita. A estratégia arquitetônica se desenvolve também por meio da materialidade do projeto: por um lado com decisões que dizem respeito à manutenção, estrutura e comportamento térmico e, por outro lado, por decisões materiais que resultam do peso visual que a arquitetura deve ter na paisagem recôndita que ocupamos. 

© Sandra Pereznieto
© Sandra Pereznieto
Planta
Planta
© Sandra Pereznieto
© Sandra Pereznieto
Diagrama 4
Diagrama 4

O concreto é, sem dúvida, o ponto de partida por seu alto rendimento estrutural frente a uma topografia mutante em um dos lados da residência; é indiscutível também seu comportamento ao longo dos anos e sua baixa necessidade de manutenção. A massa térmica do material é positiva devido à amplitude térmica da região; e a incorporação de grandes vãos de aberturas cruzadas permite gerar pontualmente ventilações cruzadas que outorgam ao projeto um alto conforto ao longo dos diferentes momentos do dia e do ano. 

© Sandra Pereznieto
© Sandra Pereznieto

Entretanto, o ingrediente diferencial do projeto é a aposta pela reutilização da grande quantidade de madeira das árvores que caíram na região, e obtido graças ao trabalho de condicionamento da terra circundante, onde a residência está localizada; projeta-se então o forro da moradia, que define a cobertura de todos os espaços habitáveis, tanto interiores quanto exteriores, construído com essa madeira. Entre tais vigas coloca-se uma peça cerâmica que sustentará o concreto superior que, por sua vez, consolida o plano da cobertura. 

© Sandra Pereznieto
© Sandra Pereznieto
Corte Construtivo A
Corte Construtivo A
© Sandra Pereznieto
© Sandra Pereznieto

Dessa forma, surge um material de grande personalidade que constrói um plano único, com a madeira estabelecendo um ritmo muito enfático e direcional que ordenará o projeto, ao mesmo tempo em que define um módulo básico de trabalho para a definição dos espaços. A residência está pintada de preto. Essa pintura (sem corante) cria uma camada a mais de proteção pois a casa está muito exposta às inclemências do tempo, foi escolhida uma tinta sem corante pois esta tende a perder suas qualidades com o passar dos anos e a cor escolhida responde a vontade de mimetizar-se com a paisagem, e buscar um certo anonimato frente a vegetação e vistas exuberantes. 

© Sandra Pereznieto
© Sandra Pereznieto

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Residência na Rocha / Cadaval & Solà-Morales" [Casa de la Roca / Cadaval & Solà-Morales] 26 Ago 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/900809/residencia-na-rocha-cadaval-and-sola-morales> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.