O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Reino Unido
  5. Chance de Silva
  6. 2017
  7. VEX / Chance de Silva

VEX / Chance de Silva

  • 17:00 - 15 Julho, 2018
  • Traduzido por Giovana Martino
VEX / Chance de Silva
VEX / Chance de Silva, © Hélène Binet
© Hélène Binet

© Hélène Binet © Hélène Binet © Hélène Binet © Hélène Binet + 19

© Hélène Binet
© Hélène Binet

Descrição enviada pela equipe de projeto. O projeto Vex é uma colaboração entre a arquitetura e a música. É uma casa de concreto construída in loco, que surgiu do trabalho conjunto entre o músico Robin Rimbaud, conhecido como Scanner e os arquitetos do escritório Chance de Silva. 

© Hélène Binet
© Hélène Binet

Tanto a música como a arquitetura partem do Vexations de Erik Satie, uma música em looping repetitivo tocada no piano que dura aproximadamente 18 horas em uma performance contínua. 

© Hélène Binet
© Hélène Binet

Dentro do nosso conhecimento, esta é a primeira colaboração desse tipo desde o Pavilhão Philips de Le Corbusier, Xenkis e Varèse em 1958. Neste caso, o processo foi uma colaboração integrada do projeto de arquitetura e música em simbiose, feitos em paralelo, ao invés da adição posterior do som como uma instalação em um edifício existente.

Corte BB'
Corte BB'

Construir uma estrutura em concreto que muda continuamente, requer um trabalho manual cuidadoso.

© Hélène Binet
© Hélène Binet

Internamente os tetos em concreto aparente, alguns elementos nas paredes e uma coluna elíptica, criam um ambiente protegido e aconchegante. Apesar da ambiência interna lembrar uma caverna, paradoxalmente, o edifício parece ser uma estrutura leve, com as aberturas colocadas segundo as marcações da música de Satie e da iluminação natural. 

© Hélène Binet
© Hélène Binet

Sempre que um piso é recuado, cria-se uma abertura zenital, ao mesmo tempo que sempre que um piso se sobrepõe a outro, usa-se um sofito reflexivo de aço galvanizado. 

© Hélène Binet
© Hélène Binet

O edifício é uma intervenção ousada em uma área conservadora de Londres, com predominância de casas Victorianas. Ele avança a linha de fachadas das casas vizinhas, para obter melhores vistas da rua e da igreja e capturar mais luz solar. 

© Hélène Binet
© Hélène Binet

O edifício têm vidros triplos e um bom isolamento, além de boa massa térmica, devido ao concreto, o que resulta em um ambiente interno controlado por um sistema eficiente de gás, boiler e aquecimento do piso. 

© Hélène Binet
© Hélène Binet

O som foi incorporado por um sistema Sonos, e pode ser controlado por um aparelho celular. 

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Chance de Silva
Escritório
Cita: "VEX / Chance de Silva" [VEX / Chance de Silva] 15 Jul 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Martino, Giovana) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/898199/vex-chance-de-silva> ISSN 0719-8906