Museu Damião de Góis e as Vitimas da Inquisição / spaceworkers

Museu Damião de Góis e as Vitimas da Inquisição / spaceworkers

© Fernando Guerra | FG+SG© Fernando Guerra | FG+SG© Fernando Guerra | FG+SG© Fernando Guerra | FG+SG+ 64

  • Design De Mobiliário:Bairro Design®
  • Diretor Financeiro:Carla Duarte - CFO
  • Museografia – Conceito E Coordenação / Musealization:Glorybox, lda
  • Museografia – Design Gráfico:Paulo Passos/Napperon
  • Museografia – Pesquisa E Produção De Conteúdo:Maria José Pimenta Ferro Tavares, Paulo Celso Fernandes Monteiro
  • Museografia – Montagem:Glorybox, Lda., Eon- Industrias Criativas, A.M.S. Publicidade.
  • Multimídia – Coordenação:Eon- Industrias Criativas
  • Multimídia – Concepção, Ideias E Scripts:Paulo Celso Fernandes Monteiro
  • Multimídia – Coleta De Imagens:Paulo Celso Fernandes Monteiro
  • Aplicações Multimídias:Eon, Industrias Criativas, Lda M&A Digital, Lda.
  • Cliente:Município de Alenquer
Mais informaçõesMenos informações
© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Descrição enviada pela equipe de projeto. Intervir num edifício existente é por si só um bom desafio, quando à pré-existência juntamos séculos de história o desafio é ainda maior. A intervenção centra-se na criação de uma estrutura expositiva, alusiva à vida e legado histórico de Damião de Gois, no interior de uma antiga igreja, recuperada, em Alenquer. A igreja, agora esvaziada dessa mesma função, funciona como um espaço “contentor” com uma identidade muito própria, marcada pela geometria dos seus tectos abobadados e pela textura das suas paredes de tijolo, de grande valor plástico.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

A proposta procura, precisamente valorizar as características plásticas do espaço, e minimizar o seu impacto na pré-existência, respeitando o existente, afastando-se das paredes, procurando uma posição central no espaço, assumindo uma geometria que é familiar ao edifício, originada pelo paralelismo às formas do tecto e paredes, capturando a configuração do vazio existente numa espécie de núcleo, de cor escura, fragmentado, que recebe e organiza a exposição e os visitante.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG
Axonometria
Axonometria
© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Este núcleo, apesar de fragmentado, confere ao visitante uma ideia de continuidade virtual, onde os seus vazios são entendidos como momentos de pausa e de contemplação do existente e como momentos de penetração no interior do núcleo, explorando esta relação ancestral de interior e exterior, que nos fascinou desde o início do projecto.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG
Planta
Planta
© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

O espaço expositivo assume-se como um elemento negro, delicado, que convida à sua descoberta e que se destaca do restante cromatismo do espaço existente, sem nunca se sobrepor a este mas sem perder as suas características espaciais.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Alenquer, 2580, Portugal

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Museu Damião de Góis e as Vitimas da Inquisição / spaceworkers" 02 Mai 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/893514/museu-damiao-de-gois-e-as-vitimas-da-inquisicao-spaceworkers> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.