Casa Carrara / Mário Martins Atelier

Casa Carrara / Mário Martins Atelier

© Fernando Guerra | FG+SG© Fernando Guerra | FG+SG© Fernando Guerra | FG+SG© Fernando Guerra | FG+SG+ 27

Praia da Luz, Portugal
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  400
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017
  • Fotógrafo Fotografias:  Fernando Guerra | FG+SG
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Saint-Gobain, Chainlight, Chainligt, Daikin, Duravit, Grohe, J.Dias, Living ceramics, Marmore Extremoz, Sapa Building System International NV, Tribu
  • Colaboração:Nuno Colaço; Márcia Nobre; Varsha Kolur; Hélder Lima; Ariana Silva; Tiago Martins; José Furtado
  • Arranjos Exteriores:Hipólito Bettencourt
  • Estruturas:Raiz - engenharia, Lda
  • águas E Esgotos:Nuno Grave - engenharia, Lda
  • Eletricidade E Telecomunicações:Chainlight Lighting Systems
  • Climatização:Nuno Grave - engenharia, Lda / Certiterm, Lda
  • Construtor:Ilha & Ilha, Lda
  • Promotor:Algarve Property Concept
  • Autor:Mário Martins
  • Cidade:Praia da Luz
  • País:Portugal
Mais informaçõesMenos informações
© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Descrição enviada pela equipe de projeto. A casa Carrara assume, de maneira menos evidente, um certo caráter escultórico presente nas casas Colunata e Elíptica, onde as formas curvas e dinâmicas são tratadas como massa esculpida de um bloco em bruto, ao qual se procura dar vida. Neste caso, formas mais angulosas e longilíneas são esculpidas de um paralelepípedo, onde, sem que se perca a sua génese, coexistem cheios e vazios, como espaços de vivência, em que se destaca aquele pórtico com mais de trinta metros de suspensão, para cumprir a função de um ornato ou de um pináculo - paradoxalmente horizontal - elemento de remate de um conjunto arquitetónico.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG
Plantas
Plantas
© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Componentes que atravessam a história da arquitetura, que simultaneamente, sustentam, conferem o sentido, a escala e a elegância a qualquer obra. O pórtico é daí uma reinterpretação conceptual, numa linguagem deliberadamente seca e escorreita, para evidenciar a clareza e as proporções desse corpo. Este elemento, parte integrante da casa, simultaneamente cumpre a função de moldura de um lugar particularmente privilegiado, sombrear e estabelecer a relação física dos compartimentos, alinhados a sul, presenciando o mar, onde a sala e a cozinha coexistem num único espaço aberto, organizado por funcionalidades, subtilmente demarcadas.  

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG
Elevações e Cortes
Elevações e Cortes
© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

A piscina suspensa é parte dessa massa moldada, intensamente branca, intercalada com a genuinidade do revestimento de mármore e pela irregularidade das suas vergadas, que anunciam a entrada e marcam os acessos. E, apenas com a pureza do branco e de uma pedra natural, desenha-se uma espacialidade diversificada, de cheios e vazios, de peso e leveza, de luz e sombra, em que o interior e o exterior se encontram em recantos, aprazíveis e abrigados ou deliberadamente expostos, para desfrutar deste lugar e daquele horizonte, tão longínquo, mas tão simples e linear como o traço desta casa. 

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Casa Carrara / Mário Martins Atelier" 23 Abr 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/893011/casa-carrara-mario-martins-atelier> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.