O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Restaurante
  4. Brasil
  5. Gabriel Kogan
  6. 2017
  7. Restaurante Térreo IAB-SP / Gabriel Kogan + Guilherme Pianca

Remodelaçao

Apresentado por the MINI Clubman

Restaurante Térreo IAB-SP / Gabriel Kogan + Guilherme Pianca

  • 05:00 - 1 Março, 2018
Restaurante Térreo IAB-SP / Gabriel Kogan + Guilherme Pianca
Restaurante Térreo IAB-SP / Gabriel Kogan + Guilherme Pianca, © Pedro Vannucchi
© Pedro Vannucchi

© Pedro Vannucchi © Pedro Vannucchi © Pedro Vannucchi © Pedro Vannucchi + 31

  • Arquitetos

  • Localização

    R. Bento Freitas, 314 - República, São Paulo - SP, Brasil
  • Autores

    Gabriel Kogan, Guilherme Pianca
  • Equipe

    Gabriela Estefam (Estágio)
  • Área

    210.0 m2
  • Ano do projeto

    2017
  • Fotografias

  • Construtora

    Potentia Engenharia, Eng. Marcelo Ribeiro
  • Desenho de Mobiliário

    Gabriel Kogan, Gabriela Estefam, Guilherme Pianca
  • Projeto de Luminotecnia

    LDARTI, Arq. Guilherme Artigas
  • Projeto de Climatização e Exaustão

    Fundament-ar, Eng. Roberto Montemor Augusto Silva
  • Projeto de Instalações Elétricas e Hidrosanitárias

    Eng. Renato Clemente
  • Serralheria

    Artsteel
  • Marcenaria

    Diploon
  • Mais informações Menos informações
© Pedro Vannucchi
© Pedro Vannucchi

Descrição enviada pela equipe de projeto. O projeto de preservação e adequação de uso converteu, no final de 2017, o andar térreo do emblemático Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-SP) - desenhado em 1946 por Rino Levi,  Roberto Cerqueira César, Abelardo de Souza, Hélio Duarte, Zenon Letufo, Jacob Rucht, Galian Ciampaglia e Miguel Forte -, no restaurante Z Deli Sandwich Shop. 

© Pedro Vannucchi
© Pedro Vannucchi

Arquitetura do centro

A intervenção criou, por meio do uso de materiais e da configuração espacial sintética, um diálogo com as remanescentes arquiteturas dos salões e espaços de acessos dos anos 40 e 50 do centro da cidade de São Paulo, encontradas nas imediações da Praça da República, onde o projeto está locado. Além disso, o projeto tenta preservar a condição de salão polifuncional desse térreo, privilegiando os espaços contínuos, com a menor quantidade de divisórias possíveis.

© Pedro Vannucchi
© Pedro Vannucchi

Materiais e atmosferas

Buscamos nos detalhes em latão dos caixilhos e maçanetas dos prédios residenciais, o mote para o desenho das luminárias e rodapés do grande balcão. Interpretamos a ambiência densa dos lambris das madeiras escuras e tropicais encontradas nos antigos restaurantes, bares e espaços comerciais como um iluminado pano de bambu amarelo vibrante. Transportamos os mármores e granitos dos embasamentos das fachadas e recepções dessas construções de meio de século para os tampos de trabalho e alimentação. Mantivemos o piso cimenticio pré-fabricado existente na loja - tirando proveito da sua resistência física singular, já em consonância com a arquitetura existente.

© Pedro Vannucchi
© Pedro Vannucchi

Mobiliário

Decidimos encarar o desafio de projetar as cadeiras e banquetas para a intervenção como forma de atender as expectativas de custo, qualidade e atmosfera desejada. Buscamos o imaginário das cadeiras de escritório dos anos 1950. Após meses de protótipos, chegamos à Cadeira e Banqueta Carlota, nome em homenagem a Charlotte Perriand. A cor do couro adaptou-se aos tons amarelos e beges da paleta de arquitetura, trazendo uma presença mais vibrante e alegre para o conjunto.

© Pedro Vannucchi
© Pedro Vannucchi

Iluminação

O contraste entre a luz branca de trabalho da cozinha e a luz aconchegante amarelada do salão norteou o partido do projeto de iluminação. Assim, as duas cores criadas pelas diferentes temperaturas de luz marcam os espaços na fachada, exprimindo a mudança funcional dos ambientes. No salão, a luz artificial é dada por fontes de dois tipos: (1) luminárias lineares especialmente desenhadas em latão e inox com lâmpadas led orientadas tanto para o teto quanto para as mesas; (2) sanca semi-embutida varrendo o pé direito de 4 metros altura junto a parede de bambu. Em ambos os casos, os planos refletores acentuam a cor amarelada das lâmpadas quentes já especificadas.

© Pedro Vannucchi
© Pedro Vannucchi

Desenho

Um enxuto números de operações, precisamente detalhadas, define o projeto:

1 - Balcão único com 10m de comprimento, disposto paralelamente à parede de fundo do imóvel (parede norte), que abriga funções essenciais do restaurante: bar, montagem de sobremesas e montagem de lanches. Em consonância a esta configuração a parede de fundo de bambu recebeu nichos técnicos em aço inox e equipamentos para suporte das funções operacionais.

2 - Parede alinhada ao eixo do último pilar circular do salão criada com intuito de guarnecer o salão, tanto da fumaça advinda da área de cocção e chapa de hambúrguer como da luz fria da cozinha. Essa intervenção, pouco comum na arquitetura moderna, mantém a relação visual entre cozinha e salão e expõe as linhas de montagem do restaurante através de janela quadrada de 1,80 metros.
3 - Volume que contém cabines sanitárias e pia compartilhada implantado junto a parede oeste do imóvel, resolvendo de maneira compacta essa demanda.
4 - Áreas subterrâneas de apoio, câmera fria, estoque, além de vestiários e sala operacional dispostas no subsolo - ocupando a mesma área da cozinha existente nos primeiros anos de vida do edifício.

© Pedro Vannucchi
© Pedro Vannucchi

Patrimônio Moderno

Além do diálogo com às qualidades materiais e espaciais associadas ao Edifício do IAB, a intervenção se alinhou com os princípios de reversibilidade. Enchimento de piso nas áreas de cozinha - para receber hidráulica e gás - evitou intervenções na laje existente. Na mesma linha de raciocínio, o painel de madeira destacado da parede permitiu instalar toda a infra-estrutura de elétrica sem demolições. Tais operações, além de facilitar a reforma, permitem mudanças futuras de uso no imóvel e que o salão possa ser revertido para o estágio anterior ao da nossa atual intervenção, sem a necessidade de complexas obras.

© Pedro Vannucchi
© Pedro Vannucchi

Os restaurantes do centro

Ao longo do projeto, pesquisamos e visitamos restaurantes e edifícios pelo centro histórico de São Paulo, onde coincidentemente também trabalhamos. Procuramos entender a lógica construtiva e o uso de materiais dessas arquiteturas e trazê-las de forma sutil para a nossa intervenção, sem criar uma emulação do entorno, mas sim buscando um respeito e inserção histórica nesse contexto. Pensamos uma atmosfera que se remetesse a esses restaurantes que permanecem há décadas elegantemente nos mesmos lugares, verdadeiras "instituições" da alimentação em SP, como o Almanara, o La Cassarole, o Churrasqueto, o Itamarati, a Casa Godinho entre vários outros.

© Pedro Vannucchi
© Pedro Vannucchi

Como homenagem a esses restaurantes e suas arquiteturas - quase sempre com autorias desconhecidas - deixamos uma lista de lugares que frequentamos e nos inspiramos ao longo do desenvolvimento desse projeto. Arquiteturas de extrema inteligência funcional, construtiva e estética, que sobrevivem ao crescimento rápido e agressivo da metrópole.

1. Churrasqueto - Painel de madeira/fórmica, coifa embutida em estrutura revestida de fórmica; cadeira escolar Cimo, só arandelas. Churrasco e molho de cebola com pão roseta deliciosos. R. 24 de Maio, 237 – República
2. Rong-He - A arte do macarrão ao vivo. Janelão e macarrão fresco, aberto na hora. R. da Glória, 622 – Liberdade; 
3. Almanara, República -
Pé-direito alto, revestimento de parede até altura de 2.10, com sistema que já forma sanca de iluminação para parede. Cadeira de couro em tons marrons. O restaurante mais bonito de São Paulo, desde 1950. R. Basílio da Gama, 70 – Centro;
4. Fuentes -
Piso em ardósia, paredes bege, toalha de mesa rosadas. Garçons estilosos em uma instituição espanhola. Rua do Seminário, 149 – Centro; 
5. Bar e Restaurante Guanabara -
Balcão linear alto perpendicular a entrada. Luminárias pendentes em pé direito alto. Av. São João, 128 – Centro;
6. Aska - Balcão único, cozinha parcialmente aberta. Melhor shoyu lamen da cidade. R. Galvão Bueno, 466 – Liberdade;
7. Bologna - Detalhes dourados, espelhos, tipografias altas. Camarão empanado vitela tonné imperdível. R. Augusta, 379 – Consolação;
8. Restaurante Itamarati - Luminárias suspensas por correntes; lambril de madeira nas paredes até a altura de 2.10m. Fórmica em tons beges. Melhor bolinho de bacalhau. R. José Bonifácio, 270 – Centro;
9. Casa Godinho - Relógio, lambril, piso existente. Mercearia de produtos. Empada de palmito imbatível para comer de pé. R. Líbero Badaró, 340 – Centro;
10. Acrópole - Cozinha no caminho do banheiro. R. da Graça, 364 - Bom Retiro; 
11. Restaurante La Farina - Fórmica bege; layout fixo com divisórias removíveis para integrar mesas. R. Aurora, 610 – Centro; 
12. Giramondo - Elegantebalcão de mármore verde. Cafés com personalização. Rua Marconi, 19 – República
13. Churrascaria Boi na Brasa - Esquina na mesma quadra. Uso do lambril. Aberto até bem tarde. R. Marquês de Itu, 139 – República
14. Star City - Torre da choppeira, entrada vestibulada e bem demarcada. R. Frederico Abranches, 453 - Vila Buarque; 
15. La Cassarole - Painel de madeira, quadros pendurados no lambril. Um dos melhores restaurantes de SP desde 1954. Largo do Arouche, 346 - República.

Faça aqui o download de todos os desenhos executivos deste projeto

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Gabriel Kogan
Escritório
Guilherme Pianca
Escritório
Cita: "Restaurante Térreo IAB-SP / Gabriel Kogan + Guilherme Pianca" 01 Mar 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/889338/restaurante-terreo-iab-sp-gabriel-kogan-plus-guilherme-pianca> ISSN 0719-8906