A Tela / DMOA architects

A Tela / DMOA architects

© Luc Roymans© Luc Roymans© Luc Roymans© Luc Roymans+ 36

Bierbeek, Bélgica
  • Arquitetos: DMOA architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  440
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015
  • Fotógrafo Fotografias:  Luc Roymans
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Corian® Design, De Saegher Steenfabrieken, Flachdach Technologie, Liquid Floors, Reynaers Aluminium, Viabizzuno, Warema
  • Arquitetos Responsáveis:Charlotte Gryspeerdt, Benjamin Denef, Matthias Mattelaer
  • Engenharia:Marcel Lavreysen
  • Estrutura:Bouwbedrijf Geuns
  • Aberturas:Bouwbedrijf Beneens
  • Interiores:Jacobs Interieur
  • área Do Terreno:2683 m2
  • Cidade:Bierbeek
  • País:Bélgica
Mais informaçõesMenos informações
© Luc Roymans
© Luc Roymans

Descrição enviada pela equipe de projeto. Uma linda paisagem com vistas infinitas ... mas, infelizmente, ao lado de uma companhia de caminhões. Como aproveitar ao máximo essas duas influências contraditórias? Nosso conceito: colocamos um volume estreito, longo e alto na extrema direita do terreno. A própria propriedade funciona, assim, como uma tela para encobrir o vizinho antiestético e ruidoso à direita.

© Luc Roymans
© Luc Roymans

O lado direito da residência tem uma fachada cega, enquanto o outro lado abre-se livremente para um grande jardim ensolarado, onde há pouca evidência da frota e do rugido que a acompanha. Ou seja, tudo está no seu devido lugar por uma escolha atípica de implantação e volume ... A extremidade do volume longo contém a garagem e está fechada em direção à rua. Acima, nos dormitórios das crianças, o volume apresenta uma mudança para a esquerda e uma grande abertura. Desta forma, as crianças podem se maravilhar com a vista de suas camas. Bônus: dá uma dinâmica agradável à elevação frontal. A parte posterior do volume é cortada em ângulo e totalmente envidraçada. Ao fazê-lo, a sala de estar desfruta ao máximo da melhor parte do panorama. A forma da casa que, naturalmente surgiu das condições, é forte em sua simplicidade.

© Luc Roymans
© Luc Roymans
Corte
Corte
© Luc Roymans
© Luc Roymans

As janelas são grandes e implantadas conscientemente, como telas de madeira gigantescas que enquadram a paisagem. Elas contribuem para a pureza da forma e nada poderia incomodá-las. Uma porta no jardim é forrada com tijolos, uma janela no banheiro está incluída em um todo maior, uma janela no dormitório menor está escondida atrás da alvenaria... Todas essas grandes janelas estão instaladas ao longo do exterior através de telas com brises horizontais. O sol e a privacidade são continuamente filtrados para os desejos dos moradores.O tijolo vivaz traz textura e caráter ao todo, caso contrário, a aparência geral ficaria muito irregular. O interior continua com a pureza da forma e da materialização.

© Luc Roymans
© Luc Roymans

Existe um número limitado de materiais. As paredes não rebocadas em concreto armado foram o ponto de partida. O revestimento de madeira, com textura e cor semelhantes, combina harmoniosamente. O piso branco e o teto em gesso branco deixam o concreto e o revestimento ainda mais evidentes. A cozinha complementa esta paleta com uma bancada de concreto e armários de pedra artificial branca. Nos dormitórios, a atmosfera é aquecida por um piso de madeira. O clima na casa é sereno, puro e focado na tranquilidade do campo vasto, com terreno suavemente inclinado, algumas árvores. Uma casa solitária. Você pode admirar por horas. Um lugar agradável para chegar depois de um dia atarefado.

© Luc Roymans
© Luc Roymans

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "A Tela / DMOA architects" [The Screen / DMOA architects] 19 Jul 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/875538/a-tela-dmoa-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.