O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Holanda
  5. Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman
  6. 2017
  7. skinnySCAR / Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman

skinnySCAR / Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman

skinnySCAR / Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman
skinnySCAR / Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman, Cortesia de Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman
Cortesia de Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman

Cortesia de Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman Cortesia de Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman Cortesia de Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman Cortesia de Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman + 37

  • Engenharia

    BREED Integrated Design, Faas & Van Iterson ingenieursbureau, 
Ontwerpburo Van der Vlugt
  • Construção

    H&B bouw
  • Plano Diretor

    SCARchitecture by JagerJanssen
  • Mais informações Menos informações
© Ossip van Duivenbode
© Ossip van Duivenbode

Descrição enviada pela equipe de projeto. O projeto skinnySCAR evidencia como podem ser utilizados os esquecidos espaços vazios da cidade. Toda cidade possui espaços negligenciados que podem receber um upgrade para completarem o tecido urbano, ao passo que criam possibilidades para novas formas de vida urbana. Os arquitetos enxergaram o potencial e o desafio de um espaço estreito com proporções extremas num antigo bairro de Roterdã. Em 2012 iniciaram o processo de compra do lote que não estava a venda, e recentemente acabaram todo o interior por conta própria.

Cortesia de Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman
Cortesia de Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman
Axonométrica
Axonométrica
Cortesia de Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman
Cortesia de Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman

O lote de 3,4 m de largura com 20 m de profundidade resultou em uma tipologia sobreposta e aberta, em um desafio construtivo. Sendo profundo e longo em relação à altura, uma fundação e estrutura massivas foram necessários, com duas lajes de concreto armado paralelas no interior da casa. Deste modo, as aberturas da fachada não estavam limitadas pelas restrições construtivas. Para criar espaços de estar tranquilos, os arquitetos concentraram todas as funções e serviços da habitação, assim como todas as instalações em dois volumes verticais no centro da casa, destacados das paredes laterais para enfatizar os 13 m de profundidade dos interiores e criar vistas surpreendentes em todas as direções. O conceito arquitetônico sublinha a divisão natural dos espaços de estar que se mesclam e estão sempre conectados vertical e horizontalmente. Ao localizar os volumes e escadaria próximo ao centro da casa, os espaços de estar íntimos estão face à via pública e o pátio coletivo ajardinado 

Planta 00
Planta 00
Planta 01
Planta 01
Planta 02
Planta 02

A organização dos espaços de estar refletem seu uso ao longo do dia. No térreo estão uma entrada espaçosa e uma cozinha aberta, conectadas com o pátio coletivo ajardinado através de grandes portas de estar. O espaços de estar e biblioteca, principalmente utilizados à noite, estão no primeiro pavimento e possuem vistas para o exuberante jardim e para a rua. Um vazio na sala de estar conecta os espaços de estar no térreo com o primeiro pavimento - com possibilidade de estender uma rede e apreciar as vistas do jardim e do céu.

As janelas bay-windows da biblioteca se estendem para a rua e são profundas o suficiente para criarem um lugar para sentar e ler, emoldurando o tecido urbano. A parte mais privada da casa, dormitórios e banheiros, está posicionada no último pavimento. Uma abertura zenital sobre a banheira traz luz para a parte mais escura da casa.

Cortesia de Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman
Cortesia de Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman
Cortesia de Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman
Cortesia de Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman

Os materiais utilizados nos interiores são simples e naturais. Trazem calor e aconchego aos interiores sem dominar a percepção. Dois volumes verticais são revestidos em compensados de pinus que o casal de arquitetos puderam construir eles mesmos, e as lajes de concreto feitos in loco não recebem acabamento polido na superfície do teto para revelar os métodos construtivos. Manchas de ferrugem no teto de concreto são uma lembrança da estação úmida que foram moldados. 

© Vincent van Dordrecht
© Vincent van Dordrecht

As fachadas de alvenaria e tijolos pretos são adaptadas para sua orientação: se abrem para o jardim com vidros no pé direito duplo e permanece mais fechadas em direção à rua. Os encaixes semelhantes a cobogós brasileiros funcionam como um véu que joga com a luz e sombra dos raios do sol. Elas apenas revelam as janelas ocultas voltadas para a rua durante a noite quando as luzes internas acendem. A fachada da rua é detalhada e materializada de tal modo que se inspira no tecido urbano do entorno do final do século XIX e início do XX. Apesar disso, a casa é contemporânea e possui sua identidade própria, com detalhes modernos, mas ainda destaca a história deste pequeno vazio no contexto urbano. O projeto transforma a maneira tradicional de viver e se adéqua aos habitantes e seu estilo de vida.

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman
Escritório
Cita: "skinnySCAR / Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman" [skinnySCAR / Gwendolyn Huisman and Marijn Boterman] 15 Jun 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/873339/skinnyscar-gwendolyn-huisman-and-marijn-boterman> ISSN 0719-8906