O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Ginásio
  4. Chile
  5. CARREÑO SARTORI Arquitectos
  6. 2016
  7. Ginásio Municipal de Salamanca / Carreño Sartori Arquitectos

Ginásio Municipal de Salamanca / Carreño Sartori Arquitectos

  • 21:00 - 6 Abril, 2017
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
Ginásio Municipal de Salamanca / Carreño Sartori Arquitectos
Ginásio Municipal de Salamanca  / Carreño Sartori Arquitectos, © Marcos Mendizabal
© Marcos Mendizabal

© Marcos Mendizabal © Marcos Mendizabal © Marcos Mendizabal © Marcos Mendizabal + 30

  • Arquitetos

  • Localização

    Matilde Salamanca, Salamanca, Região de Coquimbo, Chile
  • Arquitetos Responsáveis

    Mario Carreño Zunino, Piera Sartori del Campo.
  • Área

    3257.9 m2
  • Ano do Projeto

    2016
  • Fotografias

  • Arquitetos Colaboradores

    Pamela Jarpa Rosa, Pia Mastrantonio Pedrina, Claudia Wagner Böhmer
  • Cálculo estrutural

    SyS Ingenieros Consultores
  • Projeto Elétrico

    ICG S.A.
  • Projeto Hidrossanitário

    Roberto Pavéz Mujica
  • Projeto Topográfico

    Ángel Espinoza Varas
  • Paisagismo

    Carreño Sartori Arquitectos.
  • Construtora

    Construtora Lohse y Villablanca ltda.
  • Mais informações Menos informações
© Marcos Mendizabal
© Marcos Mendizabal

Descrição enviada pela equipe de projeto. A obra foi construída em um longo período de tempo devido a falência da empresa que iniciou os trabalhos, em 2009. O projeto é de 2007 e a construção foi finalizada somente em 2016. Esta distância de 9 anos permitiu certas mudanças baseadas em observações e oportunidades; as ideias iniciais seguiram em jogo e modificaram a obra. 

© Marcos Mendizabal
© Marcos Mendizabal

LUGAR DE TERRENOS PRIVADOS

O projeto foi pensado desde o lugar, a partir das condições próprias de um terreno urbano, onde está localizado um edifício de uso público que recebe 2.000 espectadores. 

© Marcos Mendizabal
© Marcos Mendizabal
Corte + Planta baixa
Corte + Planta baixa
© Marcos Mendizabal
© Marcos Mendizabal

O terreno, com uma precária academia existente, era vizinho de uma quadra de futebol e de uma antiga piscina em desuso. Estes lotes eram utilizados como recintos independentes e privados, com vedações opacas; fragmentando o solo e sem continuidade de percursos. Os três programas chegavam com muito pouca folga aos muros limitantes, criando retalhos abandonados no terreno. 

© Marcos Mendizabal
© Marcos Mendizabal

PROJETO DE SOLO PÚBLICO

Os três pertenciam ao município, por isso a reunião destes - eliminando as vedações - foi entendida como uma oportunidade arquitetônica, apresentando ao concurso público uma proposta de explanada esportiva conjunta, no qual o corpo da nova academia substitui os muros perimetrais e ativa os usos das bordas entre os terrenos - com distintos programas, percursos e acessos - por suas quatro fachadas. 

© Marcos Mendizabal
© Marcos Mendizabal

A fachada sul enfrenta a cidade e nesta propõe o acesso principal, de uso eventual. Na fachada norte - de luz direta - são incorporados acessos e usos cotidianos, relacionados à academia, cafeteria e escritórios administrativas. Ao leste, a edificação acompanha a calçada pública com uma rampa de acesso e ao oeste, são localizados recuos de segurança e programas complementares à quadra de futebol vizinha; cabine de jornalistas e camarotes compartilhados. 

A proposta do térreo é aberta às calçadas pedonais, incorporando ao percurso e ao uso público os lotes originalmente fechados. 

© Marcos Mendizabal
© Marcos Mendizabal

CÉU PÚBLICO

O espaço resultante sob os terraços é difícil de se resolver. Existe um problema estrutural e uma geometria difícil de usar. A maioria dos casos que estudamos primava a presença de elementos estruturais sobre a claridade do espaço. 

© Marcos Mendizabal
© Marcos Mendizabal

Com acesso principal ao sul e sem disponibilidade de terreno anterior ao edifício, o plano oblíquo sob as arquibancadas é valorizado. Se decide diminuir os apoios ao mínimo e eliminar os fechamentos verticais, resultando um vazio que serve de ante-sala para uma massa considerável de pessoas. Este grande beiral confere sombra e protege da chuva, aberto às brisas ascendentes da borda da inclinação.

Fachadas
Fachadas

Com a obra avançada, e este céu público construído, o município acolheu a ideia de substituir a antiga piscina por uma explanada de 40x40m, incorporando uma nova praça ao sistema pedonal urbano. 

© Marcos Mendizabal
© Marcos Mendizabal

LUZ INTERIOR CONTROLADA / INCOMPATIBILIDADE DOS PLANOS

Busca-se uma luz interior controlada e indireta, que permita tanto a prática esportiva como a realização de reuniões e eventos públicos. Esta luz é criada com uma envolvente superior de madeira - montada sobre o concreto das arquibancadas - que se organiza em um jogo de espaços intersticiais, resultantes de planos dobrados, como um avião de papel. 

© Marcos Mendizabal
© Marcos Mendizabal
Corte
Corte
© Marcos Mendizabal
© Marcos Mendizabal

Esta série de planos é disposta em relação ao percurso solar e aos programas relacionados, partindo desde a aresta alta do acesso principal. O corpo levantado do edifício possui uma geometria facetada que se relaciona com os solos horizontais - inclusive a quadra de madeira interior - e inclinados, onde se insere a continuidade urbana na obra.

© Marcos Mendizabal
© Marcos Mendizabal

ESTRUTURA E TRASLADO DE FORÇAS

O projeto não segue o ideal estrutural - de transmissão de forças diretamente ao solo - mas uma certa lógica, sistematizando a transmissão das forças por diferentes incompatibilidades entre elementos resistentes. Estes traslados de forças - da madeira ao metal e do metal ao concreto - finalmente encontram o solo para apoiar-se nos elementos de fundação. 

Cortesía de Carreño Sartori Arquitectos
Cortesía de Carreño Sartori Arquitectos

Este deslocamento de forças engana o olho e mostra uma flutuação das peças e planos construtivos. 

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Ginásio Municipal de Salamanca / Carreño Sartori Arquitectos" [Gimnasio Municipal de Salamanca / Carreño Sartori Arquitectos] 06 Abr 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/868380/ginasio-municipal-de-salamanca-carreno-sartori-arquitectos> ISSN 0719-8906