O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Uruguai
  5. Maximiliano García
  6. 2016
  7. Residência Arquitetura Rifa G’09 / María Inés García + Maximiliano García

Residência Arquitetura Rifa G’09 / María Inés García + Maximiliano García

Residência Arquitetura Rifa G’09 / María Inés García + Maximiliano García
Residência Arquitetura Rifa G’09 / María Inés García + Maximiliano García, © Marcos Guiponi
© Marcos Guiponi

© Marcos Guiponi © Marcos Guiponi © Marcos Guiponi © Marcos Guiponi + 24

  • Arquiteto Assessor

    Enrique Castro
  • Assessoria de Estruturas

    Magnone-Pollio engenheiros civis
  • Assessoria Sanitária

    Federico Estoup
  • Juri do Concurso

    Francisco Firpo, Luis Oreggioni, Luis Zino
  • Mais informações Menos informações
© Marcos Guiponi
© Marcos Guiponi

Descrição enviada pela equipe de projeto. Em um edifício de proporção alargada, a residência foi concebida como resposta a isso e replica tal proporção. A largura - quase metade da largura do terreno - transforma as materiais em áreas oportunas, motivo pelo qual as projeções mais acentuadas do espaço interno se dão em direções perpendiculares ao lote.

© Marcos Guiponi
© Marcos Guiponi

A área social da residência se define como um "espinho" que vai adquirindo privacidade à medida que se avança da frente até o fundo. Esta área se articula quando intercala-se com os volumes que abrigam as atividades mais contidas e/ou privadas. Uma vez segmentada a área social, gera-se uma sucessão de sutis conexões visuais em diagonal que evidenciam a forma como se interconectam mutuamente os espaços e que, por sua vez, estabelecem as projeções-expansões ao exterior.

© Marcos Guiponi
© Marcos Guiponi

Estas projeções são acompanhadas por dois tipos de pavimentação que são definidos segundo o programa adjacente no interior da residência e a característica da atividade que possa ser desenvolvida nela. As diferentes pavimentações caracterizam o espaço exterior e geram uma série de ambientes que favorecem a interação entre si e com as projeções virgens do terreno.

© Marcos Guiponi
© Marcos Guiponi
Planta
Planta
© Marcos Guiponi
© Marcos Guiponi

A lógica do espaço-material que define tais expansões é a interação de cada espaço com um dos volumes maciços em sua parte traseira e um fechamento de cortinas à frente, o que acentua o fluxo para os lados. Aparecem outros tipos de sequências espaciais quando estes volumes são perfurados e permitem, assim, visuais que atravessam transversalmente o terreno: pátio-cozinha-estar-deck ou pátio-jardim de inverno-sala de jantar-churrasqueira. 

© Marcos Guiponi
© Marcos Guiponi

Memorial Descritivo Pós-Concurso

O anteprojeto do concurso apresentava algumas ambiguidades que foram motivo de revisão no processo de ajuste.

Nesse sentido, compreendeu-se que o projeto poderia tomar, entre outros, dois rumos bem diferentes. Um deles era que os volumes adquirissem um caráter etéreo e que se materializassem de forma que suas espessuras fossem mínimas e cuja manifestação não desse indícios dos elementos permanentes. O outro caminho era totalmente oposto: aumentar a massa. E foi pelo último que optamos.

© Marcos Guiponi
© Marcos Guiponi

Agora, as caixas estariam ancoradas no solo, emergindo dele. Em consonância, extraiu-se a cobertura até a parte de cima e apoiou-se nas caixas, já que o princípio era de um elemento que estivesse entre elas. As caixas transformaram-se em portantes e abandonou-se a estrutura de pilar e viga proposta no concurso. Percebemos que nesse gesto conseguimos fazer com que as fachadas fossem a imagem da própria estrutura, tão elementar quanto um dólmen. Daqui surgiu a decisão de construir paredes com tijolos rústicos.

Corte
Corte

O espaço social da residência ficou definido por três elementos: os volumes de tijolo que surgem do solo; a cobertura de concreto aparente cujo caráter maciço acompanha a ideia de dar refúgio; o piso monolítico cinza e de concreto que escorre entre os volumes e que dão à casa uma relação com o exterior. As áreas privadas, de serviço e anexas foram distribuídas nos diferentes volumes, cuja cor branca do interior maximiza a iluminação através de vãos e pela potência da paisagem do espaço-entre ao espaço-dentro. 

© Marcos Guiponi
© Marcos Guiponi

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Maximiliano García
Escritório
María Inés García
Escritório
Cita: "Residência Arquitetura Rifa G’09 / María Inés García + Maximiliano García" [House Architecture Rifa G’09 / Maximiliano García + María Inés García] 17 Mar 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Brant, Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/867367/residencia-arquitetura-rifa-g09-maria-ines-garcia-plus-maximiliano-garcia> ISSN 0719-8906