O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Museu
  4. China
  5. Architectural Design Research Institute of South China University Of Technology
  6. 2015
  7. Museu Cultural Três Ancestrais / Architectural Design Research Institute of SCUT

Museu Cultural Três Ancestrais / Architectural Design Research Institute of SCUT

Museu Cultural Três Ancestrais / Architectural Design Research Institute of SCUT
Museu Cultural Três Ancestrais / Architectural Design Research Institute of SCUT, © Zhan Changheng - Ma Minghua
© Zhan Changheng - Ma Minghua

© Zhan Changheng - Ma Minghua © Zhan Changheng - Ma Minghua © Zhan Changheng - Ma Minghua © Zhan Changheng - Ma Minghua + 32

© Zhan Changheng - Ma Minghua
© Zhan Changheng - Ma Minghua

Descrição enviada pela equipe de projeto. O Museu de Cultura Três Ancestrais (sanzu) encontra-se no condado de Zhuolu, província de Hebei, na parte norte da China. Com uma área total construída de 9174 metros quadrados, o projeto arquitetônico contém áreas expositivas experimentais e espaços combinados para o uso de escritórios. A construção se tornou o ponto de referência do condado de Zhuolu.

© Zhan Changheng - Ma Minghua
© Zhan Changheng - Ma Minghua

A convergência de Três Ancestrais e a Mistura da Cultura

Zhuolu é um dos berços da civilização chinesa, o cadinho dos três legendários ancestrais chineses de Huangdi, Yandi, e Chiyou. Os três grupos culturais coletivos chineses de Hongshan, Yangshao e Hetao integraram-se a partir desse lugar. Além disso, três batalhas importantes foram provocadas por esse choque cultural, as batalhas de Banquan, Zhulu, e Hefu. Desde então, a nação chinesa passou da secessão à solidariedade. Alinhado a isso, o novo museu divide-se em três partes, e a forma física em um padrão convergente com o objetivo de simbolizar a reunião das três tribos legendárias, assim como a civilização chinesa.

© Zhan Changheng - Ma Minghua
© Zhan Changheng - Ma Minghua

Evidência Cultural dos Três Ancestrais 

Nos tempos da idade da pedra, a fonte de cerâmica era o único provedor de material para os seres humanos. As antigas marcas culturais poderiam ser exploradas e rastreadas a partir das relíquias culturais desenterradas. Ao imitar a forma física bruta da pedra natural, o novo museu se esforçou para criar um poderoso espírito do lugar, e de formular a forma, o poder, e a alma do dragão chinês - o ícone do país. A aparição da forma arquitetônica construída é grande e magnífica, o que implica a cultura Zhuolu em uma reflexão do contexto cultural chinês. Por meio do uso das pedras brutas naturais na superfície do edifício, o novo museu ecoa as características ambientais da antiga civilização, destacando as três características culturais ancestrais e seu encanto. Assim como o artefato de pedra desenterrado, esta nova construção leva à exploração da civilização antiga.

Diagrama
Diagrama

A paisagem da Nova Terra, a integração com o entorno

O projeto arquitetônico é em última instância gerado a partir do ambiente da natureza de construção e deriva das condições locais. A nova construção reproduz a civilização chinesa através de sua forma neo-geométrica e, de fato, ecoa todo o padrão da paisagem. No futuro, o novo museu irá naturalmente e sem problemas incorporar-se ao ambiente circundante. De certa forma, a reconstrução criará uma marca orgânica junto ao meio ambiente natural. 

© Zhan Changheng - Ma Minghua
© Zhan Changheng - Ma Minghua

A plataforma de observação elevada, que representa o nível mais alto do Museu, ativa o novo horizonte da vista superior e, em particular, melhora a dinâmica espacial. A manifestação da arquitetura e do meio ambiente conformará a beleza mais estética da paisagem arquitetônica.

© Zhan Changheng - Ma Minghua
© Zhan Changheng - Ma Minghua
© Zhan Changheng - Ma Minghua
© Zhan Changheng - Ma Minghua

O Palácio Cultural da Harmonia (Hefu)

Três blocos individuais do novo museu formam uma construção experimental de tempo e espaço. O pátio central rodeado por tais blocos simboliza a harmonia, vitalidade, e a unidade. Além disso, fazendo referência ao padrão cultural do dragão chinês, os três blocos separados na localização central do espaço do átrio estão conectados por três pontes, que implicam o processo da civilização chinesa da secessão à solidariedade. O térreo do pátio central simula o antigo período dos três antepassados, com respeito aos ajustes, como o tamanho das pedras na paredes e esculturas interiores, com o objetivo de criar um ambiente histórico, construindo mais acima o palácio cultural dos três antepassados. Todo o modelo de arquitetura, incluindo os três blocos individuais e o pátio central, ecoa o padrão de construção de arenque desossado no período dos três antepassados, assim como as moradias semi-subterrâneas.

© Zhan Changheng - Ma Minghua
© Zhan Changheng - Ma Minghua

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Cita: "Museu Cultural Três Ancestrais / Architectural Design Research Institute of SCUT" [Three Ancestors Cultural Museum / Architectural Design Research Institute of SCUT] 11 Nov 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Brant, Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/798680/museu-cultural-tres-ancestrais-architectural-design-research-institute-of-scut> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.