O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Igreja
  4. Uruguai
  5. Eladio Dieste
  6. 1967
  7. Clássicos da Arquitetura: Igreja San Pedro / Eladio Dieste

Clássicos da Arquitetura: Igreja San Pedro / Eladio Dieste

Clássicos da Arquitetura: Igreja San Pedro / Eladio Dieste
Clássicos da Arquitetura: Igreja San Pedro / Eladio Dieste, © Cortesia de TallerUNO61
© Cortesia de TallerUNO61

A obra do engenheiro Eladio Dieste na Igreja San Pedro, em Durazno, Uruguai, incluiu toda uma nova cobertura, por conta de um incêndio que destruiu todas as treliças de madeira originais, no ano de 1967, afundando a nave central e danificando as laterais. Dieste decidiu não reconstruir o que havia sido danificado e propôs um novo projeto de cobertura em alvenaria armada, conformando um espaço único de 32 x 23 metros, livre de elementos verticais, inaugurado em 1971.

© Usuário de Flickr: Jimmy Baikovicius
© Usuário de Flickr: Jimmy Baikovicius

Segundo Dieste, consagrado por suas estruturas inovadoras, a situação original era "uma igreja de planta basilical com naves laterais cobertas com abóbadas de tijolos. Essas apoiavam-se em colunas metálicas revestidas de alvenaria, com uma nave central coberta com uma falsa abóbada de metal e gesso, suspensa por treliças de madeira que sustentavam um teto de chapas de zinco corrugado, (...) a fachada, vagamente românica, continha pináculos à Montmatr".

© Usuário de Flickr: Jimmy Baikovicius
© Usuário de Flickr: Jimmy Baikovicius

A nova proposta gerou um espaço inundado de luz natural, que ingressa através das aberturas geradas na cobertura, e um grande espaço único claramente caracterizado pela nave central e as duas laterais, que se relacionam com a principal de 15 metros de altura, criando um dinamismo interessante.

© Cortesia de mtop.gub.uy
© Cortesia de mtop.gub.uy

A nave principal termina em um alto e iluminado presbistério, de 21 metros de altura, onde Dieste criou uma entrada de luz zenital, que ao refletir sobre os tijolos aparentes, conforma um interessante jogo de luz.

© Cortesia de Usuário Wikimedia Commons: Karen Bentancor
© Cortesia de Usuário Wikimedia Commons: Karen Bentancor

Para o lado oposto do presbitério, Dieste incluiu uma grande roseta de tijolos, como uma grande entrada de luz natural, tornando mais leve a parede que a suporta. A roseta é formada por diferentes diafragmas, com apenas 5 cm de espessura, que conformam hexágonos irregulares. Estas dobras são apoiadas sobre raios metálicos soldados a uma armação de aço inserida no último hexágono.

© Cortesia de TallerUNO61
© Cortesia de TallerUNO61

A cobertura é estruturada por finas lâminas de tijolos que vão se dobrando, dependendo do caráter especial de cada espaço interno. Ao unirem-se, são criadas as várias entradas de luz da igreja. A primeira dobra é gerada na nave central através de uma lâmina fina de 8 cm de espessura e 32 m de vão, apoiada sobre pilares metálicos de pequenas dimensões sobre a segunda dobra, conformando uma abertura corrida.

Plantas e Croquis
Plantas e Croquis

A segunda dobra compreende as paredes laterais da nave central, atuando como grandes vigas pré-comprimidas e apoiadas sobre a parede do átrio e no pórtico que envolve o presbitério. As últimas dobras são a cobertura e as paredes das naves laterais, que atuam como lajes inclinadas de tijolos apoiadas sobre vigas de concreto. Todas estas camadas não excedem 12 centímetros de espessura.

© Cortesia de TallerUNO61
© Cortesia de TallerUNO61

A grande cobertura parece flutuar sobre o espaço, conferindo um caráter celestial à igreja. Graças à abertura, a planta rígida da estrutura original é corrompida, separando os distintos planos e criando vistas ao infinito, através de elementos que se desvanecem com a luz recebida.

© Cortesia de Subtilitas
© Cortesia de Subtilitas

Assim, este novo espaço interior, projetado por Eladio Dieste, recebe luz natural durante todas as horas do dia, sempre criando distintas perspectivas dos elementos e texturas no espaço, que demonstrando a eterna preocupação deste grande engenheiro sobre a relação entre "a forma, o espaço que esta configura e as funções executadas nele".

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Eladio Dieste
Escritório
Cita: Duque, Karina. "Clássicos da Arquitetura: Igreja San Pedro / Eladio Dieste" [Clásicos de Arquitectura: Iglesia San Pedro / Eladio Dieste] 20 Jul 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/791721/classicos-da-arquitetura-igreja-san-pedro-eladio-dieste> ISSN 0719-8906