O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Argentina
  5. Estudio Galera
  6. Casa Alamos / Estudio Galera

Casa Alamos / Estudio Galera

Casa Alamos / Estudio Galera
Casa Alamos / Estudio Galera, © Federico Cairoli
© Federico Cairoli

© Federico Cairoli © Federico Cairoli © Federico Cairoli © Federico Cairoli + 40

  • Colaboradores

    Horacio Riga, Verónica Coleman
  • Agrimensura

    Claudio D´eramo
  • Cálculo Estrutural

    Ing. Javier Mendia
  • Render

    Arq. Dwight Stone Shunk
  • Animação

    Ballax
  • Construção

    Panadero Constructora//Leandro Condori Construcciones
  • Paisagismo

    Lorena Allemani
  • Tradução de Texto e Edição

    Soledad Pereyra
© Federico Cairoli
© Federico Cairoli

Descrição enviada pela equipe de projeto. Projetada como uma residência permanente, esta casa está em um um terreno plano com pouco mais de 900 m² num novo loteamento ao norte de Pinamar (cidade balneária da costa argentina), onde a densidade construída não supera duas casas por quadra.

© Federico Cairoli
© Federico Cairoli

Viver, sentir, transitar, crescer, desfrutar e descansar são algumas das ações que definiram a tomada de partido da casa.

© Federico Cairoli
© Federico Cairoli

Presença e Ausência. A casa se eleva do solo deixando a vegetação fluir na paisagem de pinus que, por sua vez cria um circuito para que a vida aconteça. Cachorros e crianças brincam e usufruem desta área que resulta em 94% do terreno permanecer como área livre. 

© Federico Cairoli
© Federico Cairoli
Planta
Planta
© Federico Cairoli
© Federico Cairoli

No térreo, uma caixa fechada (aberta apenas no perímetro superior - 50cm antes de que os fechamentos cheguem à laje) permite a liberação do solo sob a casa.

Fachada
Fachada
© Federico Cairoli
© Federico Cairoli

No térreo também estão o acesso para a casa, serviços, jardim, churrasqueira e uma área para o encontro e o lazer.

© Federico Cairoli
© Federico Cairoli

A medida que subimos, a paisagem de pinus começa a aparecer em algumas fendas horizontais e uma vez atingimos o pavimento superior, a casa se abre como um mirante ao bosque do entorno sem vizinhos. É uma planta simples, a área mais pública se encontra aberta nas laterais e termina com uma parede de concreto que parece estar pendurada com uma abertura, um recorte que enquadra a floresta em frente da casa. Em direção ao centro do lote, encontramos a área de refúgio: o quarto principal com banheiro privativo e outro quarto com um fechamento flexível. Isso permite usá-lo na maior parte do ano como um quarto e sala brincadeiras para as crianças, mas também é possível dividi-lo em um segundo quarto - graças aos painéis de correr - quando há visitantes.

© Federico Cairoli
© Federico Cairoli

Estrutura. "Arquitetura é, basicamente, desafiar a lei da gravidade. Eliminar apoios, arrojar vãos.O resto é conforto. Um pouco de conforto aqui, um pouco de conforto ali." Vilanova Artigas.

Corte
Corte
Corte
Corte

Longe de uma decisão supérflua ou banal, fazer que a casa flutue sobre o terreno é a ação que dá sentido ao projeto. Liberar o plano zero. Para isso, a arquitetura é simples – ou ao menos parece ser. Dois pares de colunas inclinadas e algumas paredes de concreto distribuem as cargas estruturais ao terreno arenoso.

© Federico Cairoli
© Federico Cairoli

As colunas inclinadas recebem as cargas de duas vigas curtas, que recebem cargas de outras duas vigas grandes, de onde estão pendurados os tensores que seguram a laje do primeiro pavimento (teto do pavimento térreo).

Sobre a laje superior, as grandes vigas se destacam da laje de cobertura, permitindo rápida circulação das águas da chuva sob elas. 

© Federico Cairoli
© Federico Cairoli

Luz. Todos os dias ao longo do ano, com intensidades diferentes, variando o horário e estação, as sombras projetadas da tela pendurada de concreto a leste - a partir dos elementos de proteção solar e sua vegetação ao oeste, pelas perfurações circulares da chapa no térreo ou pela dobra da laje de cobertura sobre a sala de jantar - se deslizam nos interiores modificando a percepção do espaço, gerando climas e situações diferentes que quebram a rotina.

A presença das colunas inclinadas e um espaço ao ar livre sob o balanço cria luz e sombra ao passo que proporciona ar fresco no verão.

© Federico Cairoli
© Federico Cairoli

Clima. A costa argentina apresenta variações de temperatura entre inverno e verão de 40º. Invernos de -5°C e +35°C no verão é algo habitual. É por isto que casas de uso permanente devem proporcionar conforto térmico durante todo o ano. A Casa Alamo foi construída com paredes de concreto com placas de poliestireno expandido em seu núcleo. Esta ação simples reduz a perda térmica entre interior / exterior ao mínimo e a possibilidade de condensação produzida por uma diferença de temperatura entre os dois lados da parede de concreto. Além do necessário isolamento à prova d'água, a laje de cobertura foi preenchida com concreto celular. Para orientação oeste, a fachada frontal envidraçada oferece uma vista para a bosque, ao passo que abriga um bosque próprio: diferentes espécies de plantas foram colocadas como uma cortina verde ao longo de uma 'passarela de metal' de largura 80 cm que produz sombras, confere privacidade e funciona como uma câmara de ar isolante. Na extremidade, ao longo do comprimento da passarela metálica, os brise solei - especialmente concebidos e fabricados para a casa - quebram as vistas enquanto unifica e protege a casa.

© Federico Cairoli
© Federico Cairoli

Materialidade. A Casa Alamo se define por liberar o nível zero maximizando o uso do terreno e também por sua materialidade: o contraste entre o concreto e seu acabamento perfeito (para aqueles que acreditam que as falhas demonstram o processo) a textura do reboco nas paredes internas, o aconchego da madeira, a perfeição das superfícies horizontais, as bancadas de madeiras e mármore em contraposição com o piso polido.

© Federico Cairoli
© Federico Cairoli

Para reduzir os custos de manutenção, que foram medidos em termos de dinheiro ou energia/tempo dos usuários, a casa foi projetada com materiais que ajudam a reduzir estes custos ao mínimo: estruturas de concreto armado aparente, e pisos industriais de cimento queimado. A caixa térrea foi fechada seguindo uma lógica similar: paredes de concreto leve revestidas com placas de gesso no interior e chapas de ferro galvanizado ondulado no exterior, com uma câmara de ar com lã de vidro no centro. Na Casa Alamo, não foram utilizadas madeira de qualquer tipo para revestimentos ou aberturas exteriores. Os elementos de proteção solar são feitos de ferro galvanizado, enquanto as grades e cercas são peças galvanizadas, com tratamento anti-corrosivo.

© Federico Cairoli
© Federico Cairoli

Forma. A casa não deveria ter forma de um chalé ou um duplex, mas sim deve conter aqueles elementos que permitam comer, dormir, jogar, ler, escutar música, reunir-se com amigos. O resto é bobagem, memória descritiva. 

"... Pois não são as paredes, ou o telhado; nem é o piso que individualiza uma casa, mas os seres que vivem lá com suas conversas, risos, amores e ódios, as pessoas que impregnam a casa com algo imaterial, mas profundo, com algo tão imaterial como um sorriso no rosto, mesmo que seja através de objetos físicos, como tapetes, livros ou cores. Desde as pinturas que vemos nas paredes, as cores usadas para pintar portas e janelas, o desenho dos tapetes, as flores que encontramos nos quartos, os discos e livros, mesmo que eles sejam objetos materiais (como também pertencem à carne, os lábios e as sobrancelhas), eles são, no entanto, as manifestações da alma, uma vez que a alma não pode manifestar-se aos nossos olhos materiais, mas através da matéria, e isso é uma precariedade da alma, mas também uma curiosa sutileza."
Sobre Heróis e Tumbas. Ernesto Sábato.

© Federico Cairoli
© Federico Cairoli

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Estudio Galera
Escritório
Cita: "Casa Alamos / Estudio Galera" [Alamos House / Estudio Galera] 16 Jul 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/791087/casa-alamos-estudio-galera> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.