O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Eventos
  3. XX Seminário Nacional de Escritórios Modelo de Arquitetura e Urbanismo, SENEMAU Cuiabá 2016

XX Seminário Nacional de Escritórios Modelo de Arquitetura e Urbanismo, SENEMAU Cuiabá 2016

  • 18:00 - 24 Maio, 2016
XX Seminário Nacional de Escritórios Modelo de Arquitetura e Urbanismo, SENEMAU Cuiabá 2016
XX Seminário Nacional de Escritórios Modelo de Arquitetura e Urbanismo, SENEMAU Cuiabá 2016, SENEMAU Cuiabá 2016, Foto ou fotos: Mario Friedlander
SENEMAU Cuiabá 2016, Foto ou fotos: Mario Friedlander

O Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo, EMAU MOTIRÔ irá receber o XX Seminário Nacional dos Escritórios Modelo de Arquitetura e Urbanismo, SENEMAU 2016 que ocorrerá entre 20 a 27 de Junho do ano de 2016 em Cuiabá/ MT, abordando O DIREITO DA CIDADE PARA ALÉM DO PERÍMETRO URBANO, parte em grupos de discussão e outra em grupos de trabalho em mutirão, ambos junto aos moradores da comunidade assistida, tendo como base a Escola Municipal Bianka Lorena de Rocha Capilé localizada Assentamento Sadia 3 (São Miguel), cerca de 50 km do município de Várzea Grande/MT.

Historicamente o território brasileiro em seu processo de ocupação apresentou basicamente duas frentes: a frente pioneira financiada pelo grande capital com grande apoio do Estado e a frente de expansão composta por uma massa de trabalhadores desprovidos de recursos. O encontro dessas duas frentes de expansão consolida conflitos e disputas em que o que está em jogo não é somente o espaço, mas também seu valor, encarado por alguns como valor de troca e por outros pelo seu valor de uso. Esse processo mediado pela conflitualidade produz constantemente cicatrizes no território, retalhado, dividido e modificado pela ação do homem. Consolidando espaços de poder, de resistência, de centralidade e invisibilidade. A centralidade parece residir onde encontram-se as classes dominantes e a proteção do Estado. Já a invisibilidade está na sua ausência, onde o Estado não está presente, morada da resistência, refúgio dos não alcançados. No Brasil a transição de uma economia de base agrária para uma economia urbano industrial abalou as relações campo cidade, provocando grande mecanização do campo, elevado êxodo rural e grande crescimento das cidades. Na contemporaneidade a cidade se consolida como espaço central das decisões políticas e o processo de urbanização atua territorialmente tanto no espaço urbano quanto no espaço rural, modificando intensamente ambos. Dentro dessa conjuntura pretendemos discutir sobre os direitos sociais das populações do campo, assentados da reforma agrária, quilombolas, indígenas e ribeirinhos. Afinal estaria a atuação da Arquitetura e do Urbanismo limitada ao espaço urbano? De que maneira os movimentos sociais, a Universidade e o Estado podem articularem-se frente as demandas da população rural do país? Estaria o direito à cidade restrito aos perímetros urbanos?

Estas discussões estarão baseadas sobre os temas a seguir descritos: Questão agrária, do geral ao local; Métodos participativos; Paisagem e produção do espaço - Campo e cidade; Renda da terra, políticas públicas e habitat - Campo e cidade; Articulação dos grupos sociais do Campo; Culturas construtivas; Força e prática social - Assessoria técnica e mutirão; Reforma Agrária, Assentamentos e o Território Rural; Limites entre espaço vivido e espaço concebido - Campo e cidade; Canteiro e Ensino; Entidades e extensão universitária.

A partir do princípio de construção coletiva, nos grupos de trabalho serão realizadas determinadas ações práticas que cooperam para o funcionamento e execução dos mutirões que deverão realizar-se durante o evento, sendo eles: Requalificação do mobiliário da Escola Municipal, Parque recreativo; Horta escolar; Montagem simples - Nós, cordas, pneus e pallets; Entorno das Escola Municipal - Paisagismo e mesas fixas; Canteiro - Peças e base para o Parque recreativo. O evento será realizado no período de aula na Escola Municipal, por isso optamos por algumas atividades - entre - atividades junto as crianças, professores e moradores do assentamento que serão o Campeonato de futebol, o Campeonato de pipas, o Cinema aberto, a Festa Junina e o Espaço de dança.

Os agentes confirmados para essas atividades até o momento são Rafael de Paduas Faleiros (UFMT), Doriane Azevedo (UFMT), Silke Kapp (UFMG), Caio Boucinhas (LABHAB), Sinthia Cristina Batista (UFMT), Pedro Ernesto Chaves Barbosa (UNB), Amadja Henrique Borges (UFRN), Lucineia (MST), Thiago Lopes Ferreira (IAUUSP), Andréa Figueiredo Arruda Canavarros (UFMT), Beatriz Bezerra Tone (USJT), Guilherme Rosa de Almeida (UNIVAG), Francisco Toledo Barros Diederichsen (FAUUSP) e Pedro Paulo Celestino Câmara (UFMT).

Baixar as informações relacionadas com este evento aqui.

Veja mais:

Eventos

Este evento foi enviado por um usuário de ArchDaily. Se você quiser, pode também colaborar utilizando "Enviar um evento". As opiniões expressas nos anúncios enviados pelos usuários archdaily não refletem necessariamente o ponto de vista de ArchDaily.

Cita: "XX Seminário Nacional de Escritórios Modelo de Arquitetura e Urbanismo, SENEMAU Cuiabá 2016" 24 Mai 2016. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/788064/xx-seminario-nacional-de-escritorios-modelo-de-arquitetura-e-urbanismo-senemau-cuiaba-2016> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.