O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Renovação
  4. Portugal
  5. rar.studio
  6. 2015
  7. Apartamento NANA / rar.studio

Remodelaçao

Apresentado por the MINI Clubman

Apartamento NANA / rar.studio

Apartamento NANA / rar.studio
Apartamento NANA / rar.studio, © Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

© Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG + 34

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Descrição enviada pela equipe de projeto. O apartamento situa-se no primeiro piso de um edifício cuja construção remonta à segunda metade do século XIX, sobre a faixa de aterro construída na Lisboa ribeirinha do pós-terremoto de 1755.

Nova Planta Baixa
Nova Planta Baixa

As suas generosas área e dimensão de pé-direito, a abundante luz natural, e a conservação de alguns dos seus materiais de revestimento e elementos decorativos originais eram as características que o cliente procurava e aquelas que melhor definem a identidade da casa.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

O projeto partiu do desejo de recuperação, conservação e valorização destas características. Bem como da proposição de um exercício de interpretação da natureza da arquitetura lisboeta deste período e dos seus elementos matriciais.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

A organização espacial do apartamento correspondia, grosso modo, às necessidades do cliente, permitindo a salvaguarda da sua profícua estrutura tipológica e a fácil resolução de uma das imposições programáticas: a existência de muito espaço de arrumação para roupa, que se distribuiu e desenhou nas três divisões centrais.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Estes quartos interiores, e o seu conteúdo, foram pensados e desenhados para poderem estar permanentemente abertos, articulando os lados nascente e poente do apartamento, e possibilitando uma intermitente, e metamórfica, relação visual e espacial entre ambos.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Na cozinha, de paredes ainda revestidas com os azulejos oitocentistas originais, intervenções recentes haviam introduzido elementos desqualificadores, nomeadamente os azulejos do pavimento e os revestimentos de bancada, que se eliminaram.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Para além da resolução de algumas patologias – identificadas um pouco por todo o apartamento e na sua maioria decorrentes de obras nas imediações e antigas infiltrações –, na cozinha, o exercício passou pela introdução dos novos soalho, móveis, infra-estruturas e máquinas, acautelando-se a proteção dos azulejos e do móvel de arrumação superior, que se preservou e restaurou.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

As casas-de-banho, de desadequada disposição e acessos, foram merecedoras de uma intervenção profunda. No quarto principal definiu-se um novo vão de acesso à casa-de-banho adjacente à fachada poente, determinando-se uma casa-de-banho privada e outra, agora maior, de serviço. Ambas foram estruturalmente redesenhadas, com particular ênfase em elementos construídos e revestidos nos mármores portugueses rosa e pele de tigre.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Para além dos novos sistemas e infra-estruturas – instalações elétricas e iluminação, aquecimento central ou caixilharia – e daqueles que foram recuperados, como o soalho ou os tectos estucados, foi feito um trabalho de triagem.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Os vários layers de tempo, programas e consequentes adaptações, motivaram uma série de escolhas. Integraram-se as novas soluções sem o prejuízo daquelas que se escolheram manter, do velho, do torto, das excepções que já existiam, e das que decorreram dos próprios trabalhos de requalificação.

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
rar.studio
Escritório
Cita: "Apartamento NANA / rar.studio" [NANA Apartment / rar.studio] 12 Jan 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/780119/apartamento-nana-rar-studio> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.