O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Chile
  5. Equipo UTFSM
  6. 2015
  7. Casa FENIX / Equipo UTFSM

Casa FENIX / Equipo UTFSM

Casa FENIX / Equipo UTFSM
Casa FENIX /  Equipo UTFSM, © María Cirano
© María Cirano

© María Cirano © Alejandra Carrasco © Alejandra Carrasco © María Cirano + 27

  • Arquitetos

  • Localização

    Valparaíso, Chile
  • Arquitetos Encarregados

    Sebastián Rojas, Alejandra Carrasco, Carolina Sepúlveda
  • Acadêmicos e especialistas UTFSM

    Nina Hormazábal, Andrea Pino, Pablo Sills
  • Ano do Projeto

    2015
  • Fotografias

© Alejandra Carrasco
© Alejandra Carrasco

Descrição enviada pela equipe de projeto. Após o incêndio de Valparaíso em 12 de Abril de 2014, estudantes e acadêmicos do departamento de Arquitetura da Universidade Técnica Federico Santa María, encontram a oportunidade de aplicar, em um contexto real, o Projeto Casa FENIX, o qual vinha sendo desenvolvido com a participação da equipe no Solar Decathlon Europe 2014.

© María Cirano
© María Cirano

Casa FENIX começou como uma proposta de habitação de emergência, a partir de módulos onde os dois módulos iniciais estabeleciam a base para a construção de uma habitação definitiva, permanente e de qualidade. Um dos requisitos planejados pela equipe, foi o desenho em diálogo com o clima, tomando em conta fatores de latitude, topografia e orientação, com o objetivo de cumprir com os padrões que se incluíam na nova norma técnica MINVU (NTM 11, partes 1 e 2) para as diversas regiões do país; geralmente, as habitações autoconstruidas não cumprem sequer a regulamentação técnica vigente. No processo, incluiu-se também práticas de desenho participativo, para o qual foram realizadas oficinas com famílias vítimas da catástrofe. Os habitantes puderam propor a distribuição dos espaços para suas casas através de módulos prefabricados  em escala, devidamente identificados. Posteriormente, os arquitetos interpretaram as necessidades peculiares de cada família, e essas foram consideradas no desenho final.

Planta
Planta

Neste contexto, a equipe selecionou a família Huerta Carvajal, cuja casa desaparecida localizava-se no vale entre os morros Las Cañas e El Litre (Valparaíso), para realizar a reconstrução da nova casa. Com a família, decidiu-se a distribuição geral dos cômodos e o programa da casa e, durante a construção foram realizadas constantes reuniões para decidir em conjuntos os acabamentos e outros detalhes. A construção foi feita completamente por construtores da área e recebeu-se apoio das empresas DECEUNINK, SODIMAC, VENERGÍA, VOLCÁN e CINTAC.

© María Cirano
© María Cirano

O projeto foi desenvolvido como um processo experimental, o qual foi assumido como um desafio para a família e a equipe da UTFSM, já que este sistema de habitação só havia sido construído anteriormente como protótipo.

© María Cirano
© María Cirano

A estrutura principal fica aparente, e foi prefabricada em madeira. Ela fica envolta pelo piso, cobertura e muros, com diferentes materiais locais provenientes de nossa indústria. A arquitetura da casa, considera elementos típicos da cidade, como a galeria norte e os revestimentos exteriores em metal ondulado. A casa tem uma superfície de 92,5 m2, 40% maior ao comparada às outras casas subsidiadas. Trata-se de uma casa ampla, com 3 dormitórios, onde planejou-se aproveitar ao máximo a iluminação natural dadas as condições do terreno.

© Alejandra Carrasco
© Alejandra Carrasco

O envoltório opaco da habitação foi calculado para adaptar-se eficientemente à zona climática específica da latitude de Valparaíso, seu valor de transmitância térmica é de 0,45 W/m2 ºC, que é 6,6 vezes menor do que o exigido atualmente pela regulamentação térmica. Possuir um envoltório térmico adequado à latitude, ou seja, muros bem isolados, é um ponto fundamental para a conservação energética e o clima interior, o que significa uma melhor habitalidade para os usuários e uma redução quase a 0 em demanda para calefação. Neste caso, segundo a avaliação de qualificação energética MINVU, a economia chega a 80% do requisitado em comparação a uma habitação que cumpre a regulamentação térmica atual.

Detalhe
Detalhe

A casa conta também com quatro painéis fotovoltáicos para a geração de energia elétrica e um sistema solar térmico para ACS (misto de solar e gás). O que significa que a casa produzirá grande parte da energia que o grupo familiar vai consumir. Os 7,8 m2 de painéis fotovoltáicos, permitirão gerar praticamente 100% da demanda energética que requererá a casa, gerando 1097 kWh/ano, do qual 50% vai diretamente ao consumo da família e a outra metade é injetada na rede. Por sua parte, o sistema solar térmico suprirá 51% do consumo total de ACS, equivalente a 1191 kWh.

© María Cirano
© María Cirano

Atualmente, o desempenho e habitabilidade da casa estão sendo estudados e medidos no âmbito do Projeto FIC-R 2015 Valparaíso, sendo um dos propósitos poder demostrar que as boas práticas de projeto sustentável e o uso de ERNC podem também ser aplicados às habitações sociais sem, necessariamente, aumentar ostensivamente seu custo.

Corte
Corte

O objetivo final deste projeto é construir habitações subsidiadas de melhor qualidade, aproveitando ao máximo os recursos e doações, além do trabalho colaborativo com os diversos atores do setor público e privado (Governo-Comunidade-Indústria) e o setor acadêmico, promovendo, assim, inovações tecnológicas, experimentação e criatividade na indústria da habitação através da contribuição concreta entre a academia e a comunidade.

© María Cirano
© María Cirano

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Equipo UTFSM
Escritório
Cita: "Casa FENIX / Equipo UTFSM" [Casa FENIX / Equipo UTFSM] 27 Nov 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Brant, Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/777608/casa-fenix-equipo-utfsm> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.