O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Pontes
  4. Dinamarca
  5. Dietmar Feichtinger Architectes
  6. 2015
  7. Ponte Borboleta / Dietmar Feichtinger Architectes

Ponte Borboleta / Dietmar Feichtinger Architectes

Ponte Borboleta / Dietmar Feichtinger Architectes
Ponte Borboleta / Dietmar Feichtinger Architectes, © Christian Lindgren
© Christian Lindgren

© Barbara Feichtinger-Felber © Christian Lindgren © Christian Lindgren © Barbara Feichtinger-Felber + 26

© Barbara Feichtinger-Felber
© Barbara Feichtinger-Felber

Descrição enviada pela equipe de projeto. Pontes são lugares que oferecem novas perspectivas da cidade, vistas espetaculares sobre a água e revelam a paisagem urbana. São elementos que fazem parte da paisagem urbana de uma forma natural. Através de suas simplicidades, formam um contraste com os edifícios monumentais. As que são designadas para pedestres e ciclistas oferecem um máximo de transparência e leveza.

© Barbara Feichtinger-Felber
© Barbara Feichtinger-Felber

A situação muito específica demandou uma forma original para esta ponte de pedestres e ciclistas: três plataformas conectam as diferentes margens. Fixada numa plataforma comum, duas aberturas proporcionam abertura para passagem de barcos. Quando ambas as portas são abertas, ao mesmo tempo, a forma é de uma borboleta, uma bela figura, espetacular pelo seu tamanho.

Planta Baixa
Planta Baixa

A ligação através de Christianshavns Kanal e Trangraven é concebida como três vãos lineares que encontram-se acima da superfície da água em forma de estrela. O projeto da ponte adapta-se à situação do canal. Dois dos vãos podem ser abertos independentemente um do outro. Quando os vãos estão erguidos, servem como barreiras, o que significa que a ponte sempre mantém a ala das Ilhas Plads.

© Christian Lindgren
© Christian Lindgren

A estrutura principal da ponte de aço consiste numa uma única viga T contínua. A alma da viga, que se estende ao longo de toda a ponte, é construída de forma trapezoidal, por razões de proteção contra a corrosão com as seções ocas hermeticamente soldadas. O tabuleiro da ponte é composto por uma placa anisotrópica ortogonal. A superestrutura móvel é formada por duas abas individuais. Não foi utilizado contrapeso para apoiar o processo de movimento. A largura de abertura livre é de 15 m e o comprimento do ponto pivotante até a aba é de 23,3 m.

Corte
Corte

A largura da seção transversal da ponte é de 7,9 metros e a altura da seção transversal varia na parte superior de 0,5 m a 1,7 m, na junção do cilindro com a superestrutura. A viga longitudinal alarga-se a partir do eixo de rotação, iniciando com largura de 40 cm, crescendo, até obter a altura estrutural efetiva de 1,7 metros acima do ponto de fixação do cilindro hidráulico. Em direção à aba a altura diminui mais uma vez e passa para a seção transversal padrão. O ponto de ancoragem do cilindro hidráulico fica a cerca de 5 metros do eixo de rotação, que juntamente com seu apoio, são parte do pedestal central. Os cilindros hidráulicos são armazenados no bloco de fundação do apoio central. Quando fechada, a aba repousa sobre o lado oposto da ponte.

© Barbara Feichtinger-Felber
© Barbara Feichtinger-Felber

O sistema estrutural das abas corresponde, quando fechada, numa única viga, com uma estrutura de suporte, contida num dos lados (lado da plataforma) e fixada e apoiada sobre o outro lado (rampa para a margem).Quando aberta, as abas correspondem a balanços engastados.

Corte
Corte

As espessuras das lajes foram especificadas de acordo com os requisitos estruturais e construtivos. Constitui-se de uma caixa oca apoiada perifericamente com um sistema ortogonal, que consiste em reforços longitudinais e transversais:
- Reforços longitudinal das lajes de 150 mm - 200 mm de altura, com espaçamento de 400 mm;
- Vigas transversais de lajes ininterruptas com uma seção de altura variável de 500 mm no centro e 150 mm na borda da seção.

© Christian Lindgren
© Christian Lindgren

Nas respectivas extremidades da superestrutura móvel e nas localizações das colunas da rampa de ligação, uma caixa oca retangular foi projetada como uma viga transversal final. A ponte é apoiada por rolamentos elastoméricos e levada à posição correta por um elemento de centragem no meio no processo de movimento. Para o fechamento são utilizados dois amortecedores Oleo, juntamente com os rolamentos elastoméricos. O rolamento elastomérico, o elemento de centragem e os amortecedores são montados sobre um balanço na parte fixa da ponte. A ligação com a margem corresponde à seção transversal padrão com um intervalo de 7,80 m e um balanço de 2,60 m. No lado da água, a estrutura repousa firmemente conectada às vigas de perfil V.

© Barbara Feichtinger-Felber
© Barbara Feichtinger-Felber

Toda a conexão com a margem é realizada como um projeto leve e removível, para que no caso de uma revisão geral das paredes e um previsto alargamento da estrada no aterro ao lado do pilar norte, a rampa possa ser facilmente removida e modificada.

Cabine de Controle
Cabine de Controle

Plataforma central com conexão com a margem

Dois eixos pivotantes e uma conexão terrestre estão ligados com a plataforma central. A placa de construção rígida consiste nas almas centrais encontrando-se no meio e um apoio de borda periférica que mantém a forma da seção transversal da ponte. O suporte de borda também conta com um perfil oco de altura 60 cm. A ligação terrestre, em seguida corresponde ao perfil padrão da superestrutura. Diretamente abaixo dos eixos de rotação, bem como sob o rolamento da conexão terrestre, três pares de pilares dispostos em forma de V são inseridos. Cilindros de apoio e hidráulicos são posicionados no bloco de encontro e, assim, formam o ponto fixo da ponte. O armazenamento da superestrutura da ligação terrestre para o pilar é feita sobre apoios deslizantes elastoméricos.

© Barbara Feichtinger-Felber
© Barbara Feichtinger-Felber

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Ponte Borboleta / Dietmar Feichtinger Architectes" [Butterfly Bridge / Dietmar Feichtinger Architectes] 11 Ago 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/771656/ponte-borboleta-dietmar-feichtinger-architectes> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.