Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Museu
  4. Portugal
  5. RBD.APP- Arquitectos
  6. 2014
  7. Museu da Presidência da República de Portugal / RBD.APP- Arquitectos

Museu da Presidência da República de Portugal / RBD.APP- Arquitectos

Museu da Presidência da República de Portugal / RBD.APP- Arquitectos
Museu da Presidência da República de Portugal / RBD.APP- Arquitectos, © Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

© Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG + 15

  • Arquitetos

    Ana Paula Pinheiro e Rui Barreiros Duarte
  • Localização

    Praça Afonso de Albuquerque, 1300-004 Lisboa, Portugal
  • Área

    1200.0 sqm
  • Ano do projeto

    2014
  • Fotografias

  • Coordenação do projeto

    Rui Barreiros Duarte
  • Diretor do Museu

    Diogo Gaspar
  • Colaboradores

    Ana Loff Barreto, Rui Miguel Cabido, Sandro Parreira
  • Cliente

    Secretaria-Geral da Presidência da República
  • Mais informações Menos informações
© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Descrição enviada pela equipe de projeto. Museu da Presidência da República de Portugal é o resultado de concursos que tiveram lugar em 1997 (reabilitação arquitetônica), em 2002 (realização programa museu) e em 2014 (uma nova reabilitação). 

A reabilitação do armazém e da carpintaria do Palácio de Belém aproveitou o potencial do espaço, a introdução de uma escala adequada para a sua nova função.

Planta - 1º Pavimento
Planta - 1º Pavimento

O Museu configura uma caixa branca revestida com mármore de Tassos no pavimento e paredes, que constitui um receptáculo homogêneo anônimo, pronto para receber as peças a expor.

A sua organização liberta o espaço, de forma a não haver vitrinas soltas, estando estas inseridas nas paredes.

A multiplicidade de pontos de vista decorre da articulação das diferentes áreas e da sua fluidez, estruturando percursos e provocando sensações através de ambientes que são criados por materialidades, peças e pelas vibrações das superfícies sob a luz da imanência cromática da bandeira Portuguesa. Além disso, uma vez olhando para as peças dentro dos vitrinas expositivas pode-se notar que a fibra óptica permite que se veja a luz e não os projetores de iluminação.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

A reabilitação do Museu, para comemorar seus dez anos de existência, propõe uma nova imagem em relação à estrutura expositiva relacionada com a futura expansão prevista.

Foi tida em consideração a sustentabilidade do projeto escolhendo os princípios de reduzir (quantidade de materiais), reutilizar (materiais e sistemas), reciclar (vitrinas) e renovar (o uso de materiais selecionando-os a partir de recursos renováveis ​​sem prejudicar o equilíbrio de o ambiente).

Corte
Corte

A utilização de materiais existentes e vitrinas com novas funções e adaptações promove a sustentabilidade econômica da exposição.

Havia necessidade de comunicar com o público e informá-lo da sua existência, conteúdo e atividades. Assim, foram criadas no pátio de acesso três árvores translúcidas com iluminação interior para sugerir um caminho protegido do sol e da chuva, acolhendo aqueles que vêm da área de entrada para a exposição do Museu.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Ver a galeria completa

Localização do Projeto

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Museu da Presidência da República de Portugal / RBD.APP- Arquitectos" [Museum of the Presidency of the Republic of Portugal / RBD.APP- Arquitectos] 06 Jul 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/769720/museu-da-presidencia-da-republica-de-portugal-rbpp-arquitectos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.