O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Habitação Coletiva
  4. Uruguai
  5. AFRa
  6. 2013
  7. Sierra Ballena I / AFRa

Sierra Ballena I / AFRa

  • 19:00 - 18 Março, 2015
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
Sierra Ballena I / AFRa
Sierra Ballena I / AFRa, © Federico Kulekdjian
© Federico Kulekdjian

© Federico Kulekdjian © Federico Kulekdjian © Federico Kulekdjian © Federico Kulekdjian + 26

  • Arquitetos

  • Localização

    Punta Ballena, grutas e rota panorâmica, Camino a la Ballena, Uruguai
  • Arquitetos Responsáveis

    Pablo Héctor Ferreiro, Saturnino Armendares, Joaquín Ignacio Leunda, Andrés Gomez Muñoz, Roberto Félix Dufrechou
  • Área

    1500.0 m2
  • Ano do Projeto

    2013
  • Fotografias

© Federico Kulekdjian
© Federico Kulekdjian

Descrição enviada pela equipe de projeto. Os projetos que estamos desenvolvendo no morro da baleia, última montanha do maciço brasileiro antes de submergir-se ao mar, representam um grande desafio, respeito ao capital excedente e seu impacto sobre o território.

© Federico Kulekdjian
© Federico Kulekdjian

Nossa região transita em uma dessa épocas de crescimento cíclico, e ali é justamente onde a arquitetura deve assumir, do melhor modo possível, estas operações de geração de renda que urbanizam o território. A Baleia é um local de extrema beleza, na dimensão oceânica da baia de Maldonado, e sua condição de desfiladeiro está profundamente instalada na memória coletiva.

Corte Transversal Conjunto
Corte Transversal Conjunto

Construir um edifício ali, significou um desafio, em términos de escolha das estratégias projetuais que de algum modo assumiram a alteração desta condição, produzindo uma operação que honraria tal pré-existência.

© Federico Kulekdjian
© Federico Kulekdjian

O projeto atravessou ambas noções que esta apresentação manifesta;

Em primeiro lugar, o código que regulava a construção no desfiladeiro é o mesmo que regulamenta a construção da orla marítima, o que entendemos errado: as estratégias para não criar uma orla marítima contínua entre o tecido urbano e o mar não eram recomendáveis aqui, dado ao fato de que a malha urbana, diferentemente do caso anterior, está entre a rua pública e o mar, e usar as mesmas estratégias, poderia obstruir a maravilhosa vista, patrimônio coletivo.

© Federico Kulekdjian
© Federico Kulekdjian

Ir em busca desta legitimidade do local, nos fez questionar a legalidade do código, colocando em risco os investimentos ao solicitar mudança nas normas, não para maximizar os indicadores, mas sim para ir em busca das melhores condições para a antropização do local que entendíamos como menos prejudicial.

Planta Inferior Conjunto
Planta Inferior Conjunto

Uma vez obtida esta nova condição, as decisões do projeto edílico deveriam manifestar a dimensão e a condição do local, nesta ideia de natureza, geografia e lugar, em seu mais profundo sentido, como primeira arquitetura. 

© Federico Kulekdjian
© Federico Kulekdjian

O sistema das moradias foi pensado com a criação de espaços na lógica da inclinação, entre um solo rochoso e uma cobertura tectônica que recuperam a condição vegetal pré-existente. 

© Federico Kulekdjian
© Federico Kulekdjian

Qualquer decisão de escala sobre o projeto deveria priorizar os elementos sugeridos pela paisagem diante da possibilidade de colocar em evidência a escala humana: as proporções dos elementos vêm desta dimensão e uma porta ou janela são alterações de ritmo do material nesta escala mais além do que permitir passar pessoas ou luz.

© Federico Kulekdjian
© Federico Kulekdjian

A materialidade do edifício busca reutilizar o material removido na obra, ressignificando a pedra suporte da inclinação e recriando em coberturas e limites a vegetação que naturalmente retoma o prédio, acostumada a viver com escassez de água e fortes ventos. Ventos que na sua habitualidade são tomados pelo projeto no seu corte, e nos pátios, que permitem o surgimento de ventilações duplas e proteção.

Corte Transversal Unidade
Corte Transversal Unidade

Diferentemente do que indicam as regras do mercado imobiliário, nos parece valioso ter projetado um edifício que não é facilmente reconhecível, que ainda assumindo todas as necessidades deste tipo de empreendimento, na sua vocação de desfiladeiro, se integra como uma reinterpretação da preexistência.

© Federico Kulekdjian
© Federico Kulekdjian

O projeto de arquitetura procura retomar a condição projetual clássica que neste local instalaram referências como Bonet e Amato, assumindo complementarmente a nova dimensão que a época propõe, integrando razão e natureza, buscando, como sempre, que a arquitetura assuma os desafios da sua época e seu lugar. 

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Sierra Ballena I / AFRa" [Sierra Ballena I / AFRa] 18 Mar 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/763484/sierra-ballena-i-afra> ISSN 0719-8906