O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Concursos
  3. Menção Honrosa no Concurso para a Sede Administrativa da Câmara de Vereadores de Porto Alegre / A3 arquitetura.engenharia

Menção Honrosa no Concurso para a Sede Administrativa da Câmara de Vereadores de Porto Alegre / A3 arquitetura.engenharia

Menção Honrosa no Concurso para a Sede Administrativa da Câmara de Vereadores de Porto Alegre / A3 arquitetura.engenharia
Menção Honrosa no Concurso para a Sede Administrativa da Câmara de Vereadores de Porto Alegre / A3 arquitetura.engenharia, Vista externa. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia
Vista externa. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia

menção honrosa

Competição : Sede Administrativa da Câmara de Vereadores de Porto Alegre
Premio : Menção Honrosa
Projeto :
Autores : Adriana Silva da Silva, Valdir Bandeira Fiorentin, Tiago Viegas, Patrícia Nerbas, Felipe Federizzi, Diego Muller, Paulo Henrique de Souza, Luzia Ligock e Rafael Tesser, 10.433,52m², 2014, Porto Alegre-RS

Apresentamos a seguir a proposta do escritório A3 arquitetura.engenharia premiada com Menção Honrosa no concurso Sede Administrativa da Câmara de Vereadores de Porto Alegre. O edital previa a construção de um edifício de até 10 mil m² localizado atrás do atual prédio da Câmara destinado às Diretorias Geral, Administrativa e Financeira. Veja a seguir algumas imagens e a descrição da proposta pelos autores.

Vista aérea. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia Vista interna. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia Vista externa. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia Vista interna. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia + 23

Dos arquitetos. O partido proposto para a sede administrativa anexa a Câmara de Vereadores inicia com o aprofundamento da lógica de construção da forma, do programa e do sistema formal projetados pelo Arquiteto Araújo para o edifício da Câmara, em 1975. Além da nova proposta derivar da análise sistemática do projeto para o edifício já existente as características do lugar e entorno próximo, as necessidades específicas do novo programa e o desempenho dos sistemas construtivos contemporâneos, foram ingredientes fundamentais no processo de criação para o sistema formal do novo edifício a ser construído.

Vista aérea. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia
Vista aérea. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia

O projeto de arquitetura da sede administrativa emerge da abstração da geometria do edifício pré-existente e dos potenciais do sítio e entorno. Os princípios de construção da forma e de composição que nortearam o projeto, também se fundamentam na ordem, na coordenação modular e na proporção que o entorno edificado sugere. A geometria do lote também foi considerada, porém não é síntese do resultado formal, já que usualmente edifícios de escritórios públicos exigem grande capacidade de flexibilidade. Portanto a síntese formal, também corresponde às possibilidades de inserção de novas edificações, para ampliação dos serviços públicos, bem como considerou as possibilidades de conexões com o parque existente.

Vista externa. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia
Vista externa. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia

Os processos de ampliação de edificações, rearquitetura, revitalização e restauro são objeto de análises de diversos estudos científicos e despertam um grande interesse público no contexto das cidades, tanto por oferecer um grande desafio profissional, quanto por interferir nos interesses dos diversos atores sociais. O contexto profissional da intervenção arquitetônica e urbana proposto pelo concurso do projeto de ampliação da Câmara de Vereadores do Rio grande do Sul desperta um interesse em particular, um olhar para a tradição moderna, para as qualidades formais dos diversos subsistemas projetados através da lógica moderna, assim como para a identificação de estratégias modernas atemporais e universais, pertinentes à contemporaneidade na escala urbana, da paisagem e da arquitetura que conforma nossas cidades.

Vista interna. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia
Vista interna. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia

O maior desafio do projeto foi estabelecer um diálogo silencioso entre a tradição Moderna do edifício existente, o Palácio Aluísio Filho, o qual segue princípios da sistematicidade, rigor, precisão e universalidade, conforme proposta projetada pelo Arquiteto Cláudio Araújo. Sabe-se que o projeto original sofreu alterações no transcorrer destes anos. Com a ampliação da nova sede administrativa, recomenda-se a revisão e implementação do projeto original, já que muitas atividades serão transferidas para o novo edifício. Este objetivo foi percorrido através da meticulosa calibragem das proporções do edifício novo sem perder de vista os requerimentos funcionais da obra.

Vista interna. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia
Vista interna. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia

A sustentabilidade pode ser aferida nas relações estabelecidas entre o ambiente construído proposto e o seu respectivo desempenho social, econômico e ambiental. Neste contexto o projeto inclui o diálogo entre os sistemas formais propostos e seus respectivos desempenhos nas esferas do tripé da sustentabilidade. Esta visão permeou durante todas as decisões de projeto, desde a concepção das hipóteses iniciais do projeto até o desenvolvimento das estratégias específicas.

Vista interna. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia
Vista interna. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia

Parte-se do pressuposto de que um projeto de caráter público que gere urbanidade proporcione o uso democrático do espaço, racionalize a sua lógica construtiva e apresente bom desempenho as questões ambientais pertinentes, poderá atingir alguns patamares da tão almejada sustentabilidade.

Perspectiva explodida. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia
Perspectiva explodida. Image Cortesia de A3 arquitetura.engenharia

Para o desenvolvimento do projeto em questão, foram incluídos requisitos ambientais indicados nos selos ambientais para as edificações e espaços urbanos, reconhecidos internacionalmente e aplicados no contexto brasileiro. Somando-se a isto o projeto também recorre ao aporte teórico/prático no contexto do Sul do país, a fim de identificar particularidades regionais, tendo em vista de que estes selos representam questões globais. Para o planejamento ambiental do ambiente construído é necessário identificar a abrangência sistêmica das relações ambientais, além de analisar especificidades do contexto local e verificar as conexões entre as estratégias. As estratégias gerais que foram aplicadas no projeto foram estruturadas dentro das grandes áreas de atuação, de forma semelhante aos métodos de avaliação ambiental, e de acordo com os principais objetivos da sustentabilidade ambiental sob a perspectiva da região na qual a obra se insere: Urbanidade e Paisagem; Mobilidade e acessibilidade; Gestão das águas; Eficiência energética e conforto ambiental; e Sistemas e materiais.

Cita: Romullo Baratto. "Menção Honrosa no Concurso para a Sede Administrativa da Câmara de Vereadores de Porto Alegre / A3 arquitetura.engenharia" 09 Fev 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/761682/mencao-honrosa-no-concurso-para-a-sede-administrativa-da-camara-de-vereadores-de-porto-alegre-a3-arquiteturngenharia> ISSN 0719-8906