O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Arquitetura De Escritórios
  4. Brasil
  5. Zemel + ARQUITETOS
  6. 2013
  7. Ateliê Luis Anhaia / Zemel + ARQUITETOS

Ateliê Luis Anhaia / Zemel + ARQUITETOS

  • 05:00 - 4 Fevereiro, 2015
Ateliê Luis Anhaia / Zemel + ARQUITETOS
Ateliê Luis Anhaia / Zemel + ARQUITETOS, © Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

© Maíra Acayaba © Maíra Acayaba © Maíra Acayaba © Maíra Acayaba + 29

  • Arquitetos

  • Localização

    Vila Madalena, São Paulo - São Paulo, Brasil
  • Autores

    Paula Zemel Pompeu de Toledo e Eduardo Chalabi
  • Colaborador

    Cristiano Zan
  • Área

    148.0 m2
  • Ano do projeto

    2013
  • Fotografias

  • Estagiário

    Fernando Milan
  • Construção

    Engenheiro Adolfo Droghetti - Construtora Nartex
  • Instalações

    Engenheiro Antonio Germano Saraiva - Proan
  • Ar Condicionado

    Miguel Paulo Jardini - Arconterma
  • Iluminação

    Paula Zemel Pompeu de Toledo e Akemi Hizo
  • Mais informações Menos informações
© Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

Descrição enviada pela equipe de projeto. Um pequeno e escondido sobrado da Vila Madalena, zona oeste de São Paulo, foi comprado para se transformar em ateliê e escritório de um casal, cada piso com acesso independente. Como o terreno tinha um pouco mais de 150 m², a solução partiu da liberação das áreas e da incorporação do programa complementar e do mobiliário aos próprios paramentos.

Para ganhar espaço no térreo e no primeiro andar, todas as paredes internas foram retiradas e o piso, uniformizado com granilite. Com as plantas livres, se ganha espaço para grandes mesas de trabalho.

Planta Térreo
Planta Térreo

Fachada Planta Superior Planta Cobertura Corte B + 29

Para atender a necessidade do mobiliário de apoio, foi criada uma grande estante estrutural de concreto aparente, que toma conta da empena lateral e se eleva do térreo à cobertura. Como a casa é de alvenaria estrutural, esse elemento ajuda a sustentar a própria empena, a laje do primeiro piso e o madeiramento da cobertura – cada montante de concreto funciona como um pilar e todos apontam para uma cinta metálica.

© Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

A estante recebe módulos de compensado que funcionam como prateleiras ou gavetas, conforme a necessidade de uso e no primeiro andar, uma fórmica preta embuti os conduletes de elétrica. As aberturas e fechamentos da estante conversam com os dois lados da casa, integrando interno e externo.

A mesma estante também recebe a escada que garante o acesso independente aos ambientes. Os pisos da escada brincam com a alternância da estrutura de concreto: madeira vazada junto às caixas sólidas e metal fechado ligado aos módulos vazados, onde a lógica entre cheios e vazios continua.

© Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

No recuo lateral, configura-se a entrada principal com fechamento em porta pantográfica, revelando a mão do artista e proprietário Arthur Lescher, que havia trabalhado o conceito em suas exposições.

No pavimento superior, a laje foi retirada e as tesouras em madeira foram restauradas e permaneceram aparentes, ampliando o espaço.

© Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

A fachada ganha modernidade com as grandes aberturas enquadradas por caixas de concreto aparente, resultando em ventilação cruzada e iluminação natural.

Complementando o programa de necessidades, os banheiros e copas independentes são resolvidos com a construção de uma torre de concreto aos fundos do imóvel. Essa estrutura monolítica preta revela imperfeições e alguns rasgos envidraçados são referências ao trabalho do chinês Wang Shu.

© Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

Apesar dos limites do terreno, a construção ainda conta com duas áreas externas, uma à frente preenchida com bloquetes, e outra aos fundos, com pedriscos, destinada a almoços e encontros informais.

© Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

Quase ao final do projeto, a casa foi destinada a uma editora, para qual o mobiliário da copa, as mesas e as cadeiras dos salões também foram desenhas pelo escritório, para melhor atender as necessidades dos usuários e funcionalidade do espaço.

© Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Ateliê Luis Anhaia / Zemel + ARQUITETOS" 04 Fev 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/761568/atelie-luis-anhaia-zemel-plus-arquitetos> ISSN 0719-8906