O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Estábulos
  4. Portugal
  5. Elisabete de Oliveira Saldanha
  6. 2014
  7. Casa em Guimarães / Elisabete de Oliveira Saldanha

Remodelaçao

Apresentado por the MINI Clubman

Casa em Guimarães / Elisabete de Oliveira Saldanha

Casa em Guimarães / Elisabete de Oliveira Saldanha
Casa em Guimarães / Elisabete de Oliveira Saldanha, © Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

© Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG + 74

  • Design Mobiliário

    Elisabete Saldanha
  • Empresa de Construção

    Mota-Engil
  • Carpintaria

    MachadosL.da
  • Serralheiro

    IRF Inacio Rosas e Filhos L.da
  • Pedra

    Peixoto e Antunes
  • Área Construída

    1500,00m2 + 510,00m2
  • Área Do Lote

    28 695.00 m2
  • Área De Implantação

    434.00 m2
  • Área De Implantação Anexo

    118.50 m2
  • Mais informações Menos informações
© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Memorando de Tagilde

Procurando  criar um sítio próprio para habitar, propôs-se a recuperação de uma  Moradia , ruínas  de um anexo , e um pequeno bosque de carvalhos, castanheiros  e sobreiros, situados numa Quinta, numa  das encostas  da Cidade de Guimarães. 

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

O programa foi criado  para dar resposta às necessidades actuais, porém, manteve-se a  volumetria e o aspecto  originais.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Os  ajustes foram ao  encontro da  morfologia existente de  pendente  acentuada,  constituída   por socalcos que caracterizam a paisagem e actuam  de forma relevante na  disposição da Moradia, facultando-lhe uma relação directa com o exterior em todos os Pisos, com excepção da Torre.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

O  edifício encontra-se  orientado  a Sul, disposto em forma de L, constituído  por R/c mais 3 Pisos.

Planta Baixa
Planta Baixa

O  R/C funciona como um prolongamento  interior  das  zonas  de estar  principais do 1º Piso, relaciona-se com  a praça de  recepção que acolhe a zona de  entrada  principal  da  Casa,  feita pela escadaria  e  alpendre que  se destacam  da  fachada  pela  sua  imponência e  elaborada cantaria.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

O 1º Piso liga-se  ao r/c através de uma escada  helicoidal com forte carácter  decorativo,  que  induz  a  uma utilização social.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

As Salas  estendem-se ao  exterior a Sul,  onde a  piscina  assume  lugar  de  destaque, precedida  por  terraços,  zona  de convívio que  complementa as zonas  sociais interiores.

Corte
Corte

O 2ºPiso corresponde às zonas privadas,  e a Torre  acolhe  um  escritório/biblioteca , acedendo-se   a partir  da sala de estar  do 2º andar, onde existe uma  forte convivência entre o  restauro e a  intervenção  contemporânea,   o restauro dos tectos em masseira e lambris  convivem com novas  soluções que  privilegia e promove  a reabilitação   e  a forma  como esta foi conduzida.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

A  torre possui  uma vista privilegiada sob a paisagem, opera como um miradouro que  proporciona uma  visão aérea sobre  os  jardins  que  se  desenvolvem  a uma  cota  inferior , baseado num conceito de  “land art”.

Corte
Corte

O interior caracteriza-se pela dissociação do exterior. Todos  os elementos históricos do edifício, foram preservados e restaurados e  até replicados, com intuito de criar uma identidade  onde  a dualidade entre o passado e o presente convivem no mesmo espaço. Se por  um lado existem elementos que preservam e recriam a   memoria  histórica do edifício, por outro  foram assumidos traços minimalistas que se  identificam com os novos utilizadores daquele  espaço. Resultando um interior rico em pormenores e soluções, que permitem o convívio entre as duas linguagens, sem  abdicar do conforto imprescindível do utilizador. 

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

O Anexo mantém no essencial as características da construção primitiva onde existiam cavalariças. Actualmente acolhe um atelier com a particularidade de valorizar o  contacto visual com as viaturas  que  se encontram na  garagem, como que uma fonte de inspiração ao design desenvolvido naquele espaço. Além  de manter, sempre que lhe é permitido, uma relação com a paisagem envolvente.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Cita: "Casa em Guimarães / Elisabete de Oliveira Saldanha" [House in Guimarães / Elisabete de Oliveira Saldanha] 31 Dez 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Helm, Joanna) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/759760/casa-em-guimaraes-elisabete-de-oliveira-saldanha> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.