O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Campus
  4. Reino Unido
  5. O’Donnell + Tuomey Architects
  6. 2013
  7. Centro de Estudantes LSE Saw Hock / O’Donnell + Tuomey Architects

Centro de Estudantes LSE Saw Hock / O’Donnell + Tuomey Architects

Centro de Estudantes LSE Saw Hock / O’Donnell + Tuomey Architects
Centro de Estudantes LSE Saw Hock / O’Donnell + Tuomey Architects, © Alex Bland
© Alex Bland

© Alex Bland © Alex Bland © Alex Bland © Dennis Gilbert + 59

  • Arquitetos

  • Localização

    Houghton Street, London School of Economics and Political Science, Londres WC2A 2AE, Reino Unido
  • Equipe de Projeto

    John Tuomey, Sheila O’Donnell, Willie Carey, Geoff Brouder, Laura Harty, Kirstie Smeaton, Gary Watkin, Anne-Louise Duignan, Ciara Reddy, Jitka Leonard, Iseult O’Cleary, Henrik Wolterstorff, Mark Grehan, Monika Hinz
  • Área

    6101 m²
  • Ano do projeto

    2013
  • Fotografias

  • Arquitetos

    O’Donnell+Tuomey Architects
  • Engenharia Estrutural

    Dewhurst Macfarlane and Partners / Horganlynch Consulting Engineers
  • Serviços + Engenharia Ambiental

    BDSP
  • Segurança / Fogo / Acústica / Transporte e Logística / Eventos

    Arup
  • Gerenciamento de Projeto

    Turner & Townsend
  • Topografia

    Northcroft
  • Consultoria de Planejamento

    Turley Associates
  • Consultoria de Paredes

    Anstey Horne
  • Consultoria de Controles da Edificação

    Carillion
  • Gerenciamento de Obra

    Gardiner & Theobald
  • Mais informações Menos informações
© Alex Bland
© Alex Bland

Vida urbana - dentro e fora do edifício

O terreno está localizado no ponto de convergência da rede de ruas estreitas que caracterizam o centro do campus da LSE. O espaço público, no limite da Student Union no eixo com a via St Clement, conforma um local de intercâmbio; como uma gravata borboleta que entrelaça as vias de circulação, costura conexões visuais entre o movimento interno e externo, e impulsiona a vida de pedestres da rua para dentro e para cima do edifício. Desenvolveu-se um conceito escultural específico para o projeto arquitetônico. A fachada chanfrada, inclinada, facetada e dobrada opera em respeito às normas de luz da fachada e é adaptada em resposta a linhas específicas de vista ao longo de visuais que se aproximam e de perspectivas de esquinas. A superfície de tijolos é cortada ao longo de linhas de dobras para formar grandes áreas de pontos de vista de enquadramento vidros transparentes, desde a rua para a sala. Como um quebra-cabeça japonês, o projeto foi cuidadosamente montado para conformar um volume coerente de um conjunto complexo de componentes interdependentes. Nossa análise do contexto influenciou muito os primeiros princípios da abordagem do projeto.

Planta Baixa
Planta Baixa

Personificação - A vida na forma jovial

O edifício foi projetado para encarnar a personalidade de uma União dos Estudantes contemporânea. As geometrias complexas do terreno criaram um ponto de partida para um arranjo não convencional de lajes irregulares para os pavimentos, cada uma específica para sua função e trabalhando em conjunto com a seguinte por um intrincado sistema de configuração espacial trapezoidal. O espaço flui livremente no plano horizontal e na seção vertical, com escadas torcendo suavemente e lentamente voltando-se para criar uma variedade de espaços de ruptura diagonais em pousos e travessias através do edifício.

© Alex Bland
© Alex Bland

Tijolos - O Novo no Antigo

Londres é uma cidade de tijolos. Os edifícios existentes e os vizinhos ao terreno são construídos em tijolos de tonalidades variadas e animadas. Nosso projeto relaciona-se a essa característica resiliente da arquitetura da cidade com materiais familiares, ainda que de maneiras pouco convencionais. As paredes externas são revestidas com tijolos, utilizadas de uma maneira diferente, com cada bloco deslocado em relação ao outro, em um padrão aberto com tijolos, envolvendo as paredes em uma manta permeável que permitirá uma luz do dia salpicada nos espaços internos e, à noite, com as luzes internas acesas, o edifício vai ser visto nas ruas como uma lanterna brilhante.

© Alex Bland
© Alex Bland

Material, Cor e Atmosfera

O projeto refere-se à robusta adaptabilidade de uso de um armazém para viver. Treliças de aço estruturais aparente e lajes nervuradas de concreto cruzam os grandes espaços, com pisos de madeira sólido. Divisórias leves, feitas de vidros translúcidos e coloridos e madeira são painéis deslizáveis, permitindo flexibilidade no uso. Pilares circulares de aço propicionam pisos de escritórios entre os grandes vãos e pontuam a planta aberta do café. As escadas são feitas de mosaicos e chapas de aço. Os tetos de concreto contribuem para a massa térmica com elementos acústicos suspensos para suavizar o som. Não existem corredores fechados. Cada corredor possui luz natural e vistas para pelo menos uma direção. Cada espaço de trabalho dos escritórios possui vistas para o mundo exterior. A área subterrânea é iluminada por janelas com grades e claraboias para permitir o uso durante o dia. O edifício não se parece com um hotel, um escritório, ou uma instituição acadêmica. É fresco e arejado, pesado e leve, aberto e claro, escultural e social.

Detalhe
Detalhe

Painéis de Tijolos Perfurados

A fachada facetada do edifício é composta por áreas de tijolos sólidos e perfurados e painéis de vidro. Os planos perfurados são construídos a partir de uma única folha de alvenaria perfurada no padrão flamengo para permitir que a luz se infiltre nos espaços interiores e filtre a iluminação para o exterior durante a noite, criando um efeito de textura. A alvenaria é construída logo sobre telas de vidros que vedam o edifício e incorporam seções de aberturas para ventilar naturalmente o mesmo. O padrão perfurado foi desenvolvido para maximizar a luz do dia para o interior da edificação. A alvenaria perfurada é apoiada por uma série de pilares que conectam-se à estrutura principal de concreto. A alvenaria sólida em um padrão flamengo combina-se com as áreas perfuradas, onde são necessárias aberturas e luz do dia.

© Alex Bland
© Alex Bland
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Centro de Estudantes LSE Saw Hock / O’Donnell + Tuomey Architects" [LSE Saw Hock Student Centre / O’Donnell + Tuomey Architects] 21 Dez 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/757931/centro-de-estudantes-lse-saw-hock-odonnell-plus-tuomey-architects> ISSN 0719-8906