Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Casa Toblerone / Studio MK27 - Marcio Kogan + Diana Radomysler

Casa Toblerone / Studio MK27 - Marcio Kogan + Diana Radomysler

© Nelson Kon © Nelson Kon © Nelson Kon © Nelson Kon + 50

Casas  · 
São Paulo, Brasil
  • Arquitetos: Diana Radomysler, StudioMK27 - Marcio Kogan
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 590.0 m2
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2011
  • Fotógrafo Fotografias: Nelson Kon
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Focus
  • Interiores

    Diana Radomysler
  • Equipe do Studio

    Andrea Macruz, Eduardo Glycerio , Gabriel Kogan, Lair Reis , Maria Cristina Motta, Manoela Verga, Renata Furlanetto , Samanta Cafardo, Suzana Glogowski
  • Construtora

    lock engenharia, Eng. Marcello Pessoa, Eng Eduardo Menezes, Arch. Gustavo Berard
  • Engenharia estrutural

    Eng. Gilberto Pinto Rodrigues
Mais informações Menos informações
© Nelson Kon
© Nelson Kon

Descrição enviada pela equipe de projeto. O conceito fundamental da Casa Toblerone pode ser descrito em uma única imagem: um térreo livre com grandes portas de vidro deslizantes e que sustenta uma caixa de madeira delimitada por lajes de concreto. O térreo comporta o programa coletivo, com sala, serviços e cozinha. No segundo andar ficam três quartos, a sala de estudos e o home theater.

Planta 1
Planta 1

A simplicidade conceitual e programática da casa se une a uma simplicidade estrutural: uma grelha de 14 pilares, organizados em duas linhas, sustenta a construção. Todos os pilares são aparentes com formato redondo. Quando os caixilhos do térreo estão abertos, a sala se torna um piso livre, totalmente aberto para os jardins – uma casa sobre pilotis. A concepção arquitetônica simples lembra o sistema corbusiano Domino, espécie de manifesto sobre a estrutura livre

© Nelson Kon
© Nelson Kon

O formato do terreno permitiu uma implantação longitudinal da casa com permeabilidade espacial entre as duas principais áreas externas, como um pavilhão solto no jardim. A aparente simplicidade arquitetônica acaba por revelar espaços complexos. A varanda, que prolonga a sala, torna-se um espaço central de convivência, comportando uma lareira externa. O escritório, integrado a sala, é delimitado por uma estante, solta de qualquer outro elemento. Este escritório se conecta com o pátio dos fundos, que tem belas jabuticabeiras. No segundo piso, o quarto e o banheiro da suíte principal se abrem para uma laje – a cobertura da varanda – e tem vista para as copas das árvores que perfuram a laje do térreo.   

© Nelson Kon
© Nelson Kon

A madeira estabelece um diálogo com outros materiais brutos como o concreto e é usada como filtro solar para os quartos. Cada pedaço de madeira desse brise-soleil tem o formato triangular e foram afixados em portas-camarão, podendo ser abertos conforme a necessidade dos usuários. No térreo a ventilação cruzada permite um excelente conforto térmico

© Nelson Kon
© Nelson Kon

A simplicidade da Casa Toblerone perpassa a organização da planta, as soluções para o conforto ambiental e para a implantação no terreno. Nos detalhes da própria simplicidade, ou mesmo no uso cotidiano da casa pelos moradores, pequenas surpresas completam a arquitetura.

© Nelson Kon
© Nelson Kon

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Casa Toblerone / Studio MK27 - Marcio Kogan + Diana Radomysler" [Toblerone House / Diana Radomysler + Studio MK27 - Marcio Kogan] 08 Set 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Helm, Joanna) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/626923/casa-toblerone-studiomk27> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.