O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Dormitórios
  4. França
  5. DATA architectes
  6. 2010
  7. Residências Irene Joliot Curie / DATA [Architectes]

Residências Irene Joliot Curie / DATA [Architectes]

Residências Irene Joliot Curie / DATA [Architectes]
Residências Irene Joliot Curie / DATA [Architectes], Cortesia de DATA [Architectes]
Cortesia de DATA [Architectes]

Cortesia de DATA [Architectes] Cortesia de DATA [Architectes] Cortesia de DATA [Architectes] Cortesia de DATA [Architectes] + 29

  • Arquitetos

  • Localização

    Maison Blanche, França
  • Arquiteto Encarregado

    BE Hauvette
  • Economista

    Cabinet Lemonnier
  • Engenharia Estrutural

    Malishev-Wilson Ingénieries
  • Engenharia Hidráulica

    Icofluides
  • Paisagismo

    David Besson
  • Ano

    2010
  • Fotógrafo

    Cortesia de DATA [Architectes]

Descrição enviada pela equipe de projeto. Arquitetonicamente falando, a dificuldade deste tipo de programa é, obviamente, na acumulação das células idênticas, o que poderia ser chamado de "síndrome de hive".

Cortesia de DATA [Architectes]
Cortesia de DATA [Architectes]

Historicamente, o tecido urbano parisiense caracteriza-se pelas suas "ilhas",com seus profundos pátios internos que fornecem luz e ventilação para os edifícios. Entretanto, esta solução foi rejeitada pelos padrões de construção desenvolvidos sob a égide do movimento higienista do início do século XX. A laje de 12 metros a 45 graus tornou-se o arquétipo da cidade nesta época. Esta edificação procura atualizar este modelo, tornando-o compatível com os requisitos técnicos e ecológicos atuais.

Cortesia de DATA [Architectes]
Cortesia de DATA [Architectes]

O primeiro pensamento era o de construir um edifício compacto, não muito longe da idéia da simplicidade geométrica dos edifícios vizinhos, enquanto, ao mesmo tempo, enriquecendo-o com uma expressão construtiva enérgica, com a  utilização de materiais e técnicas modernas. Essa decisão também favoreceu uma melhor utilização da terra, garantindo o acesso fluido através das ruas R3 e P1 e a implantação da massa construída, de acordo com as prescrições arquitetônicas estabelecidas pelo urbanista Bruno Fortier. A forma poligonal do edifício, que envolve-se em torno de um pátio central verde, distingue-se por uma "espessura", na sua base, sobre a qual se dá a circulação horizontal. Suas fachadas com vidros reflexivos permitem que a luz penetre no núcleo do edifício.

Cortesia de DATA [Architectes]
Cortesia de DATA [Architectes]

Um dos objetivos deste projeto é permitir  luz natural e ar fresco (no verão) nos espaços de circulação horizontal. Isso se dá graças a aberturas criteriosamente distribuídas. A vegetação plantada nas floreiras suspensas caem em cascatas.

Cortesia de DATA [Architectes]
Cortesia de DATA [Architectes]

O edifício possui um seccionamento horizontal. Em ambos os lados do bloco central, que constitui o saguão - um espaço social - o piso térreo da residência consiste em dois outros blocos distintos: no lado norte, dando para a rua e praça Brillat-Savarin, há dois comércios. No lado sul, outro bloco acomoda as diferentes instalações técnicas. Entre esses blocos existem áreas de estacionamento para bicicletas.

Cortesia de DATA [Architectes]
Cortesia de DATA [Architectes]

Os pisos superiores são locadas em cima destes três blocos que constituem o piso inferior. Eles são divididos em dois estratos programáticos impostos: os três primeiros andares são dedicados a salas dos pesquisadores, os três últimos andares são designados como alojamento de estudantes, bem como habitação de algumas das instalações compartilhadas. Esta divisão do edifício é acentuada por uma ligeira mudança destes volumes entre si, por cerca de 60 centímetros. No plano estrutural, essa mudança é facilitada pelos andares que transferem as cargas. A fachada de concreto é isolada pelo exterior, os pisos são suportados por paredes de corte perpendiculares à fachada, com um espaçamento de 3,60 m para os três andares mais baixos e um espaçamento de 5,9 m para os três pisos superiores (um corte a cada dois quartos) .

Cortesia de DATA [Architectes]
Cortesia de DATA [Architectes]

A residência apresenta à cidade uma fachada que é tanto suave e profunda, marcada pelo ritmo das belas janelas altas, pelo menos duas por dormitório. Os quadros e as aberturas são completamente mascarados por uma pele exterior de alumínio anodizado, que acentua a limpeza das perfurações da fachada. O plano externo, um véu transparente de chapas de aço inoxidável corrugado interrompe a regularidade das fachadas, dando uma sensação de leveza e profundidade enquanto brinca com as variações de luz e cores de seu entorno imediato.

Cortesia de DATA [Architectes]
Cortesia de DATA [Architectes]

Estendendo o tema geométrico, duas ranhuras quebram a superfície do volume superior para criar dois terraços de uso coletivo. Os dois entalhes formados no volume do edifício possuem telhados verdes.

Cortesia de DATA [Architectes]
Cortesia de DATA [Architectes]

A decisão de construir um edifício compacto otimiza a eficiência térmica. As paredes espessas estocam o calor do dia e liberam-no durante a noite. Níveis de isolamento na construção podem atingir uma redução no consumo de energia correspondente a cerca de 30% em comparação com os regulamentos térmicos. O estabelecimento de mais do que 160m² de painéis solares térmicos como coberturas participam na produção de água quente. A água da chuva coletada dos telhados é estocada em um reservatório para uso sanitário e para irrigação dos jardins.

Cortesia de DATA [Architectes]
Cortesia de DATA [Architectes]

O edifício é certificado BBC, etiqueta H&E, com padrão A, que atende às expectativas de sustentabilidade estabelecidos no Plano de Proteção Climática para a cidade de Paris e faz uma contribuição significativa para o desenvolvimento futuro deste primeiro "Eco-bairro" da cidade.

Corte
Corte
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Residências Irene Joliot Curie / DATA [Architectes]" [Irene Joliot Curie Residences / DATA [Architectes]] 03 Jan 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/87231/residencias-irene-joliot-curie-slash-data-architectes> ISSN 0719-8906