O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Eventos
  3. III Colóquio Avesso da Paisagem: representações da morte no ambiente urbano / Rio de Janeiro - RJ

III Colóquio Avesso da Paisagem: representações da morte no ambiente urbano / Rio de Janeiro - RJ

  • 17:00 - 19 Junho, 2012
III Colóquio Avesso da Paisagem: representações da morte no ambiente urbano / Rio de Janeiro - RJ
III Colóquio Avesso da Paisagem: representações da morte no ambiente urbano / Rio de Janeiro - RJ, Divulgação
Divulgação

O evento acontece no Museu da República, no  Rio de Janeiro  nos dias 5 e 6 de julho de 2012.

O Colóquio Avesso da Paisagem, coordenado pelo Grupo de Pesquisa História do Paisagismo, encaminha-se para sua terceira edição e consolida-se como um fórum anual de debate e difusão do tema. Consideramos  que nossos encontros tenham contribuído para difusão de ideias e a produção de material crítico e conceitual  interdisciplinar, no interesse de estimular pesquisas em diferentes áreas do conhecimento que por sua vez,  estabeleçam conexões não apenas com as questões diretamente ligadas à paisagem, mas também com o seu avesso.

Os dois primeiros colóquios criaram, entre si, um diálogo temático. O primeiro abordou  o imaginário socioespacial e a percepção artística urbana. O  segundo, apresentou articulações voltadas  para a ruptura, o risco e a desordem associadas às cidades. O terceiro busca manter esse vínculo com o universo urbano, porém elege como conceito chave, uma temática pouca frequentada pelos estudos voltados à paisagem: a morte.  A proposta é discutir a finitude e suas variadas formas de manifestação na cidade, seja através dos vestígios imateriais que se revelam no imaginário da sociedade ou por meio da concretude dos indícios materiais.

Na obra de Lewis Munford, A cidade na História, suas origens, transformações e perspectivas o autor relembra que desde a gênese da cidade a ideia da morte é  algo presente. Neste sentido, Munford propõe que a cidade dos vivos é decorrência da cidade dos mortos ao observar que, os mortos foram os primeiros a ter uma morada, um espaço, onde o grupo os enterrava e para onde, provavelmente, os vivos retornavam a intervalos regulares (MUNFORD, 2002). As primeiras manifestações comprovadas do homo sapiens com a morte precedem o surgimento das cidades e, por esse mesmo motivo, nos instiga a averiguar essa questão urbana de caráter aparentemente fundamental e contraditório: a cidade como palco da vida e da morte. Diante disso, pode-se afirmar que o teor fúnebre que assombra e fascina o homem urbano moderno certamente não é o mesmo que transpira nas Pirâmides de Gizeh, porém, as semelhanças são maiores do que a primeira vista possa parecer. Dentro dessa perspectiva, talvez estejamos mais próximos dos antigos egípcios do que imaginamos.

A cidade contemporânea continua a conviver com a morte, restrita a locais cerimoniais ou difundida de modo espetacular pelos meios de comunicação de massa. Na prática, todos esses elementos oferecem à sociedade inúmeros parâmetros para ler e interpretar a cidade. Essa questão, justamente, por ser ao mesmo tempo, banal e profunda, possui a capacidade de produzir questionamentos valiosos. Por esse motivo, ao optarmos por essa temática, desejamos incentivar uma debate conceitual, capaz de contribuir com novas idéias diante do universo que se abre para esse instigante tema.

Carlos Terra
Rubens de Andrade

Programa

10h00 – Abertura / Profª. Lia Gianelli (Unesa, EBA/UFRJ) / Representante do Grupo de Pesquisa História do Paisagismo / Prof. Rubens de Andrade (EBA/UFRJ) / Organizador do Colóquio / Prof. Dr. Carlos Terra  (EBA/UFRJJ) / Diretor da Escola de Belas Artes

10h30 – Conferência / Prof. Dr. Ivair Coelho Lisboa (IFCH-UERJ)

12h30 – Livre

Sessão I – Agnus dei – “Paisagens da morte” na cidade: aspectos históricos e psicossociais

14h00 – AberturaProfª. Drª. Verônica Damasceno (EBA/UFRJ)

14h20 – Conferência / Profª. Ana Cabral (UFF)

15h10 – Conferência / Prof. Dr. André Botelho (I. M. BENNETT)

16h00 – Conferência / Prof. Drª. Eliana Kuster (IFES)

16h50 – Intervalo

17h10 – Debatedora / Profª. Drª. Verônica Damasceno (EBA/UFRJ)

Sessão II – Requiem – Cidades dos mortos, cidades dos vivos: cultura e arte nas representações do cotidiano

10h00 – Abertura / Dr ª. Jackeline de Macedo (GPHP-EBA/UFRJ)

10h10 – Conferência / Prof. Dr. Gamba Junior (PUC-RIO)

10h50 – Conferência / Profª. Drª. Claudia Rodrigues (UNIRIO)

11h40 – Conferência / Profª. Drª. Maria Elisia (UFG)

12h30 – Debatedora / Dr ª. Jackeline de Macedo (GPHP-EBA/UFRJ)

12h50 –  Livre

Sessão III – In Memorian – Marcas na pele da cidade que contém a sua história: jardins, memoriais e cemitérios

14h10 –  Abertura / Profª. Drª. Rosana Freitas (EBA/UFRJ)

14h20 – Conferência / Profª. Thatiane Hökfe (EBA/UFRJ)

15h10 – Conferência / Prof. Dr. Renato Cymbalista (FAU-USP)

16h00 – Conferência / Prof. Dr. Carlos Terra  (EBA/UFRJ)

16h50 – Intervalo

17h10 – Debatedora / Profª. Drª. Rosana Freitas (EBA/UFRJ)

17h40 – Encerramento / Prof. Dr. Carlos Terra / Prof. Rubens de Andrade

Informações e Inscrições

Profissionais: R$ 40,00 – Alunos: R$ 20,00

Depósito na Conta do Banco do Brasil

Agência: 3652-8 / Conta:  41.860-9 / Variação: 01
Carlos Gonçalves Terra
Inscrições: avessodapaisagem@gmail.com

Serão conferidos certificados de participação no Colóquio

Vagas limitadas

Coordenação

Grupo de Pesquisa História do Paisagismo

Organização

Prof. Rubens de Andrade (EBA/UFRJ)
Prof. Dr. Carlos G. Terra (Diretor da Escola de Belas Artes/UFRJ e Coordenador do Grupo de Pesquisa História do Paisagismo, GPHP EBA/UFRJ)

Realização

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Escola de Belas Artes
Grupo de Pesquisa História do Paisagismo

Apoio

Museu da República

Parceiros

Vitruvius
Grupo de Pesquisas Sistema de  Espaços Livres – SEL-RJ (FAU-Proarq/UFRJ)

Cita: "III Colóquio Avesso da Paisagem: representações da morte no ambiente urbano / Rio de Janeiro - RJ" 19 Jun 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/54906/iii-coloquio-avesso-da-paisagem-representacoes-da-morte-no-ambiente-urbano-rio-de-janeiro-rj> ISSN 0719-8906