O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Hospital Clínico de Prevenção de Riscos e Clínica Bicentenário / Mobil Arquitectos

Hospital Clínico de Prevenção de Riscos e Clínica Bicentenário / Mobil Arquitectos

Hospital Clínico de Prevenção de Riscos e Clínica Bicentenário / Mobil Arquitectos
Hospital Clínico de Prevenção de Riscos e Clínica Bicentenário / Mobil Arquitectos, © Nico Saieh
© Nico Saieh

HOSPITAL CLÍNICO DE PREVENÇÃO DE RISCOS

Configuração
O partido geral buscou concentrar o programa clínico no volume existente e dispor dois volumes novos com o programa público nas faces norte e sul do terreno. O volume norte em frente a alameda com seis pavimentos e contém a área administrativa e de consulta, enquanto o volume sul de três pisos abriga o programa de reabilitação. Estes dois volumes novos são conectados ao edifício existente através de um quarto volume que constitui o hall público de pé direito duplo que ordena a distribuição em torno a um pátio interior.

© Nico Saieh

Impacto urbano: Uma nova fachada na Alameda

O terreno do projeto está localizado no lado sul da Alameda para aproveitar a localização do terreno do Hospital de Prevenção de Riscos assim fortalecendo sua imagem institucional. Tal operação se realiza fornecendo o volume principal da ampliação de seis níveis paralelo à Alameda construindo uma fachada de 98 metros de largura e 27 metros de altura. Deste modo, a nova Clínica se une à tradição de outros projetos que aproveitam a presença desta avenida que atua como eixo orientador dentro de Santiago. Desta maneira, o esforço esteve concentrado na definição das proporções da fachada por meio da definição clássica de um partido, desenvolvimento e coroamento. O partido foi desenvolvido através de uma escada de 60 metros de frente e 2,8 metros de altura e uma fachada revestida por pré-fabricados de concreto. O desenvolvimento está definido por uma parede cortina modulada à 1/10 de luz de estrutura e da impressão em tela à 1/20 a mesma distância, de modo que controle as vistas do exterior respeita o programa médico, deixando o coroamento definido por uma esbelta cobertura metálica.

© Nico Saieh

Programa

O projeto se desenvolve através de 53000 m² que contém 121 leitos, 10 enfermarias cirúrgicas, 24 boxes de emergência e 600 vagas de estacionamento em 25000m².

Planta térreo

Estrutura

A definição da estrutura enfrentou o problema de resolver um programa altamente especializado que requer uma grande quantidade de instalações e por outro problema, pois o projeto trata de uma ampliação onde deve ser resolvida e combinada a definição de níveis e prumos junto com a continuidade dos corredores. Tais pontos se resolveram considerando uma estrutura de pilares e capitéis distanciados a 7,5m e lajes pós-tensionadas de modo que facilitasse o traçado das instalações e mudanças na distribuição dos recintos.

© Nico Saieh

CLÍNICA BICENTENÁRIO

Configuração

Sua configuração está definida por dois volumes: um horizontal de 120 metros de largura e 8 pavimentos de altura que contém dois programas clínicos, e outro vertical de 20 pavimentos que abriga o programa de consultórios. Estes volumes são conectados por um hall público de pé direito duplo que percorre o volume clínico e distribui aos diferentes serviços.

A localização destes volumes no terreno contempla duas operações: A primeira operação é a constituição da clínica como um marco urbano no contexto da Estação Central através da localização da torre de 20 pavimentos para a alameda em conjunto com uma praça de acesso pública de escala urbana. A segunda operação é a orientação do edifício horizontal de maneira perpendicular à alameda, cujo hall percorre a extensão longitudinal do terreno desde a praça de acesso até o fundo e dividi-se no setor de serviços clínicos, localizado para o leste, do parque público que se localiza ao oeste.

© Nico Saieh

Programa

Conta com um total de 62600m² construídos na primeira etapa (90000 na segunda etapa) e dispõe de 208 leitos, incluindo camas para estados críticos (UTI, UCI e Coronário), 16 pavilhões cirúrgicos (gerais e de Gineco-Obstetrícia), 40 boxes de consultas médicas de especialidades (Torre de Consultas), 28 salas de procedimentos diagnósticos e terapêuticos, 16 boxes para o serviço de emergência de adultos, pediátrico e gineco-obstétrico e serviços de apoio como radiologia e laboratório clínico.

© Nico Saieh

Estrutura

A elaboração dum edifício clínico a partir do zero supõe um alto grau de liberdade que obriga uma correta administração e coordenação da estrutura, instalações e recintos. Desta perspectiva foi considerado um desenho estrutural que permitisse a máxima flexibilidade possível, optando por um sistema de concreto armado que combina núcleos duros, lajes pós-tensionadas e capitéis no lugar de vigas, de modo que libera o teto para um traçado flexível de redes e instalações. Devido à envergadura do projeto tanto em altura como em extensão, cujo conjunto reúne a torre, o edifício clínico e o volume que os conecta, dividiu a construção em 6 edifícios estruturais, onde o volume horizontal foi dividido em quatro partes.

© Nico Saieh

Fachada
O fechamento e fachadas do edifício tiveram como ponto de partida por definição do cliente um envelope de vidro, de parede cortina transparente em sua totalidade. Através dum estúdio foi reconhecida a incidência na geração dentro dos recintos expostos, o que obrigou a repensar a fachada através da necessidade de possuir ao menos uma superfície 30% opaca. Finalmente foi definido o desenho que libera 50% de transparência através dum sistema que combina módulos de vidros transparentes com outros que contém partições no interior do módulo de parede cortina e que contempla pelo exterior o vidro ceramizado.

© Nico Saieh

Paisagem
Os espaços verdes do projeto se dão conta pela preexistência do parque situado ao oeste do terreno que ocupa uma área de 20% do prédio. Durante o processo de construção se mantiveram espécies que foram conservadas dentro de um viveiro. Este espaço verde se situa como um parque interior que permite se distanciar do prédio contíguo e gerar um espaço de descanso rodeado da maioria dos espaços públicos da clínica, como o hall, cassino, café, auditório e oratório.

Ficha técnica:

  • Arquitetos:Mobil Arquitectos + Gustavo Greene, Marcela Quilodrán, Gerardo Koster, Sanda Rusch
  • Ano: 2011
  • Área construída: 107600 m²
  • Endereço: Estación Central Santiago Chile
  • Tipo de projeto: Hospitalar
  • Status:Construído
  • Materialidade: Vidro e Madeira
  • Estrutura: Concreto
  • Localização: Estación Central, Santiago, Chile

Equipe:

  1. Arquitetos: Mobil Arquitectos + Gustavo Greene, Marcela Quilodrán, Gerardo Koster, Sanda Rusch

Informação Complementar:

  1. Cliente: Mutual de Seguridad y Cámara Chilena de la Construcción
  2. Construção: SIGRO y Moller y Pérez Cotapos
  1. Área projeto do hospital: 45.000 m²
  2. Área projeto da clínica: 62.600 m²
  3. Ano do projeto do hospital: 2007-2008
  4. Ano de projeto da clínica: 2006-2008
  5. Ano de construção do hospital: 2008-2010
  6. Ano de construção da clínica: 2009-2011
  7. Vídeo: Sieterayos - José Pedro Pizarro

Sobre este escritório
Mobil Arquitectos + Gustavo Greene, Marcela Quilodrán, Gerardo Koster, Sanda Rusch
Escritório
Cita: Victor Delaqua. "Hospital Clínico de Prevenção de Riscos e Clínica Bicentenário / Mobil Arquitectos" 09 Jun 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/52380/hospital-clinico-de-prevencao-de-riscos-e-clinica-bicentenario-mobil-arquitectos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.