O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casa Potxonea / OS3 arkitektura

Casa Potxonea / OS3 arkitektura

Casa Potxonea / OS3 arkitektura
Casa Potxonea / OS3 arkitektura, © Jorge Allende
© Jorge Allende

Programa:

-Sede do Departamento de Cultura da Cidade: escritórios para os trabalhadores municipais.

-Ponto de encontro para diversos grupos culturais no município: ateliers.

© Jorge Allende

 Localização e história:

O edifício situado na Rua Irazú 4, em Usurbil, é o ultimo de série de edifícios que conformam o centro histórico, e por isso é um edifício com um background extraordinário.

Este conjunto linear de edifícios separa dois grandes espaços públicos: a Praça Dema (a praça principal de Usurbil) e a Praça Askatsuna, recentemente construída.

A hierarquia das duas praças é refletida na composição do complexo de edifício, materializada em duas frentes opostas. A frente da Praça Dema é composta por fachadas de pequenas aberturas e acabamentos de pedra norte; na parte frontal para a Praça Askatasuna mostra uma fachada mais modesta de marco de madeira e grandes aberturas. Praticamente todas as entradas principais e os melhores acabamentos acabam concentrados no lado que dá para a Praça Dema, deixando o outro espaço em segundo plano.

© Jorge Allende

O edifício Potxoenea foi separado, durante sua construção, do edifício adjacente por um beco estreito, de 1,7m de largura, hoje em mal estado. Este edifício, propriedade do município, ainda que uma vez tenha recebido um uso residencial, permaneceu vazio por muitos anos e estava em pobres condições estruturais.

O plano para a preservação do núcleo urbano obriga a preservação da fachada que dá para a Praça Dema, além de determinar os parâmetros básicos da reabilitação.

© Jorge Allende

Objetivos:

1. Maximizar a qualidade dos espaços incluídos no programa proposto pelo Conselho, assim como reabilitar o espaço existente; agregou-se uma expansão para melhorar suas dimensões.

2. Definir um espaço único que se integre a seu contexto, gerando um diálogo entre o existente e o reabilitado.

© Jorge Allende

Estratégias para atingir os objetivos:

As limitações da extensão são definidas através do contexto:

1. Em um lado, propõe-se o uso do térreo, já que os edifícios adjacentes já tinham janelas que davam para a rua nos andares superiores.

2. No outro lado, foi proposto uma extensão longitudinal que alcançava a Praça Askatasuna , com as seguintes limitações:

2.1. Três metros de separação do edifício adjacente.

2.2. Manter o esquema de recuo dos edifícios que conformam a Rua Irazú, para manter a visão da esquina desde a rua principal.

© Jorge Allende

3. Construção de um subterrâneo para gerar mais espaço, tendo em conta as dificuldades de evacuação junto a um edifício sem subsolo.

4. Limitar o número de balanços permitidos através de um plano especial: 30 cm de balanço sobre 50% da fachada sul.

Esta ampliação foi proposta como uma área de transição. Além de ampliar o espaço útil do edifício, distingue o novo volume do edifício original.

© Jorge Allende

Dentro da intervenção dos espaços interiores, decidiu-se reduzir ao mínimo o espaço designado ao núcleo de comunicação vertical, a fim de otimizar sua eficiência. Desta maneira, os elementos de comunicação do edifício (o elevador e as escadas) estão no lado norte da fachada, dando aos espaços habitáveis uma melhor iluminação e melhores vistas.

Para melhorar a qualidade dos espaços interiores, melhorou-se a comunicação visual/espacial entre os andares e os espaços dentro da mesma planta, deixando que a luz natural chegue à maior área possível, ampliando os recintos.

© Jorge Allende

A entrada principal está na Praça Askatsuna, em frente à nova praça pela primeira ver. Além da melhora da acessibilidade, foi dada mais ênfase ao acesso. Ao mesmo tempo foi integrada uma parede de concreto com o objetivo de fortalecer os alicerces do edifício contíguo.

Planta térreo
Planta 1º pavimento

A fachada oeste (que se manteve no volume original) manteve sua cobertura original de duas águas, com beiral, enquanto que a nova extensão sobressai do solo para absorver o beiral. Deste modo, a extensão enfatiza a diferença no tratamento das fachadas reabilitadas e novas.

A pele exterior do revestimento de madeira está tingida de preto, entretanto, deixa-se a entrada do edifício com o acabamento natural, que se estende até o interior do edifício. Com este dispositivo simples, a entrada está bem definida do resto das aberturas da fachada.

Fachadas

 

 

Ficha técnica:

  • Arquitetos:OS3 arkitektura
  • Ano:
  • Endereço: Irazú 4 Usurbil Espanha
  • Tipo de projeto: Institucional
  • Operação projetual:Reforma
  • Status:Construído
  • Materialidade: Pedra e Madeira
  • Estrutura: Concreto
  • Localização: Irazú 4, Usurbil, Espanha
  • Implantação no terreno: Adossado à 1 divisa

Cliente: Cidade de Usurbil (Gipuzkoa)

Cita: Marina de Holanda. "Casa Potxonea / OS3 arkitektura" 27 Abr 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/45692/casa-potxonea-os3-arkitektura> ISSN 0719-8906