O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Em construção: Aeromovel / OSPA | OBINO.SOUZA PINTO ARQUITETURA

Em construção: Aeromovel / OSPA | OBINO.SOUZA PINTO ARQUITETURA

Em construção: Aeromovel / OSPA | OBINO.SOUZA PINTO ARQUITETURA
Em construção: Aeromovel / OSPA | OBINO.SOUZA PINTO ARQUITETURA, © Cortesia de OSPA
© Cortesia de OSPA

Trata-se da construção das duas estações de integração do sistema Aeromovel, sendo uma junto à Estação Aeroporto da Trensurb, e a outra junto ao Aeroporto Internacional Salgado Filho. A Estação Trensurb se trata de um aumento da estação de trens existente (estação Aeroporto da Trensurb), e a estação Infraero se localiza dentro da área do aeroporto Internacioanal Salgado Filho, isolada do terminal existente.

© Cortesia de OSPA

Os projetos foram concebidos em estrutura independente da via elevada do veículo. De modo a reduzir os impactos e agilizar as obras com o mínimo de interferência no terreno, a infra e a meso estrutura das estações se desenvolvem em concreto moldado in loco (blocos de fundação) e concreto pré moldado (pilares e lajes da plataforma). A estrutura de fixação da cobertura e fechamentos laterais será em aço.

© Cortesia de OSPA

As estações serão suspensas. Na Estação Trensurb, o acesso se dará através da área paga da estação existente, no pavimento superior. Na Estação Infraero, o acesso acontece através da via elevada existente, que dá acesso ao segundo pavimento do aeroporto (nível de embarque de passageiros). Estes acessos ocorrerão através de portas automáticas com sensores de presença. Nos dois casos, os passageiros poderão acessar as plataformas e os veículos em nível ou através de rampa, sem que hajam degraus ou outros obstáculos em sua trajetória. No caso do acesso aos veículos, este se dará através de portas de plataforma (PSD), sincronizadas com as portas dos mesmos.

As estações serão implantadas sobre um sistema de pilares e vigas de concreto, dispostos ao lado da via elevada do veículo, onde se apóiam lajes de concreto que compõem as plataformas, fechadas e climatizadas, projetadas em balanço para evitar interferências com o entorno. As coberturas das plataformas, estruturadas em aço, em ambas as estações, se projetam em balanço sobre a via elevada, de forma a proteger o usuário das intempéries no momento em que este acessar o veículo.

© Cortesia de OSPA

No nível térreo das estações, ao nível da rua e abaixo da via elevada, serão implantados os Grupos Moto-propulsores (GMP), Salas de Controle e Subestações Transformadoras. Ambas as plataformas serão climatizadas artificialmente através de sistema de ar condicionado central, cujas máquinas se localizarão, também, no pavimento térreo, com acessos independentes.

A Estação Infraero contará com uma área de apoio junto à plataforma, onde se localizam o sanitário de serviço e as máquinas de bilhetagem eletrônica. A área de embarque de passageiros nesta estação contará com cancelas de acesso (bloqueios). No caso da Estação Trensurb, os bloqueios ocorrerão através das cancelas já existentes na estação de trens.

© Cortesia de OSPA

Respeito ao meio ambiente e trânsito mais livre

O Aeromovel é um meio de transporte moderno, que atende totalmente as legislações ambientais vigentes. Tem baixo consumo de energia, utilizando uma tecnologia “limpa”, com motores elétricos e sem a emissão de poluentes gasosos.

© Cortesia de OSPA

Os veículos utilizados são totalmente automatizados, sem condutores a bordo, e trafegam por vias exclusivas. Seus motores, dispostos em casas de máquinas acusticamente isoladas, não provocam poluição sonora.

As estruturas elevadas e menos robustas, com design moderno, minimizarão o impacto visual da obra na rodovia, embelezando e conferindo mais modernidade à capital gaúcha.

© Cortesia de OSPA

Ficha técnica:

Equipe:

Equipe OSPA: Carolina Souza Pinto, Lucas Obino, Cristiano Selbach Carneiro, Franco Miotto, Louise Serraglio, Roberto Flores, Stefânia Pilz.

Estudo preliminar: ADO AZEVEDO DESIGN

Sobre este escritório
OSPA | OBINO.SOUZA PINTO ARQUITETURA
Escritório
Cita: Jorge Alves. "Em construção: Aeromovel / OSPA | OBINO.SOUZA PINTO ARQUITETURA" 18 Mar 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/38671/em-construcao-aeromovel-ospa-obino-ponto-souza-pinto-arquitetura> ISSN 0719-8906