O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Hoki Museum / Nikken Sekkei

Hoki Museum / Nikken Sekkei

Hoki Museum / Nikken Sekkei
Hoki Museum / Nikken Sekkei, © Noda Gankosha, Nacasa & Partners
© Noda Gankosha, Nacasa & Partners

© Noda Gankosha, Nacasa & Partners

Este é um museu privado voltado para a exibição e preservação de pinturas e vinhos colecionados pelo Sr. Hoki. De acordo com Krzysztof Pomian, a essência da coleção não é somente uma reunião de itens, mas também sua reconstrução, sua exibição e o estabelecimento de novos significados. Logo, a ação que o Sr. Hoki performa aqui é coletar pinturas realistas e criar novos sentidos, o que pode ser, então, precisamente reconhecida como “coleção”.

© Noda Gankosha, Nacasa & Partners

Certa vez, Aby Warburg tentou propor “Mnemosyne Atlas” como um método para exibir coleções. Ele não pôde concluí-lo, mas sentimos que seu conceito é ainda pertinente. Assim sendo, pensamos que o museu Hoki poderia ter uma chance de aplicar de maneira arquitetural a ideia “Mnemosyne Atlas” para a coleção do Sr. Hoki.

© Noda Gankosha, Nacasa & Partners

O tema principal de seu acervo são os quadros realistas a óleo rigorosamente pintados em detalhe com uma admirável técnica. Posto isto, pensamos que “galeria” era mais apropriado para essas obras e que deveria ser escolhida como um arquétipo do espaço desse museu. Até agora, as galerias raramente existiram por elas mesmas como arquitetura e sempre foram tratadas como elementos subsidiários pelos arquitetos. Portanto, desta vez tentamos criar todos os elementos arquiteturais para esse uso apenas por um conjunto de galerias. Esta arquitetura não é nada mais do que uma galeria, mas também menos que uma galeria. Nosso objetivo é criar a “Gallery Degree Zero” ou “galeria grau zero”.

© Noda Gankosha, Nacasa & Partners

Dentro das galerias, as pessoas podem não só acessar cada pintura pelo movimento sequencial tradicional, como também podem fazer um percurso aleatório, pois essas são levemente curvadas, sendo que se pode reconhecer a posição de todas as pinturas em um relance. As galerias que correm longitudinalmente pelo sítio medem mais que 100m de comprimento. Os visitantes observarão as pinturas super realistas em uma galeria contínua sem quaisquer juntas de acabamento e com a presença de uma excelente iluminação.

© Noda Gankosha, Nacasa & Partners

No final de uma galeria, poderão aproveitar a luz natural e o cenário externo. Após um pequeno descanso, poderão se mover para a próxima galeria. Este é o sistema fundamental do museu. Todas as galerias tem o mesmo estilo, mas as proporções, dimensões e quantidade de luz natural são gradualmente modificadas. Através desse controle apurado, tentamos construir uma sequência de espaços, como um bolero, possuindo diferentes densidades em um simples sistema composto apenas pela repetição de galerias.

© Noda Gankosha, Nacasa & Partners

No exterior, tentamos construir a presença ajustada ao contexto pelo empilhamento de galerias. No lado oeste por onde os visitantes se aproximam do museu, as galerias estão intensivamente empilhadas para o equilíbrio entre as casas ao redor do local.

© Noda Gankosha, Nacasa & Partners

Nas faces norte e sudeste, que se voltam para uma floresta, as galerias são discretamente compostas, exibindo claramente o programa. Usando a estrutura característica de forma efetiva, a galeria mais alta está em balanço e inclina-se 30 metros para a floresta. A fenda horizontal de 60cm entre as galerias trabalha como um caminho para os ventos que direcionam os galhos das árvores para dentro da borda do pátio.

© Noda Gankosha, Nacasa & Partners

Como descrito aqui, este museu foi inteiramente projetado para exibir a coleção em sua melhor condição. Ao mesmo tempo, sob as premissas limitadas a usar apenas galerias, tentamos responder ao pedido do Sr. Hoki, o qual demandava que a arquitetura devesse ser também parte constitutiva de sua coleção.

© Noda Gankosha, Nacasa & Partners

Ficha técnica:

  • Arquitetos:Nikken Sekkei
  • Ano:
  • Tipo de projeto: Cultural

Sobre este escritório
Nikken Sekkei
Escritório
Cita: Joanna Helm. "Hoki Museum / Nikken Sekkei" 22 Jan 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/23619/hoki-museum-nikken-sekkei> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.