Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Nikken Sekkei

Nikken Sekkei: O mais recente de arquitetura e notícia

Arranha-céus de 2018: alternativas ao arquétipo da torre de vidro

© Viktor Sukharukov
© Viktor Sukharukov

Seja como um objeto isolado ou parte de um conjunto de edifícios, arranha-céus são ícones excêntricos que habitam os principais centros urbanos do planeta. Uma metáfora da modernidade, do sucesso e da riqueza, arranha-céus são sinônimos da arquitetura das mais vibrantes cidades do mundo como Nova Iorque, Dubai e Singapura.

Cada vez mais altas e onipresentes nos quatro cantos do mundo, ainda há muito para se descobrir e explorar sobre estas estruturas. O ano de 2018 nos apresentou novas abordagens, tecnologias e localizações para a tipologia arquitetônica mais celebrada dos tempos modernos. Passando por novos materiais e formas, os projetos de edifícios em altura começaram a abordar aspectos que vão muito além da simples eficiência e altura, propondo superar novos desafios e explorando novas formas. A seguir apresentaremos alguns dos projetos mais inovadores e as principais tendências em projetos de arranha-céus apresentados ao longo deste ano:

Cortesia de Plompmozes © Rafael de la-Hoz Arquitectos © Virgile Simon Bertrand Cortesia de Zaha Hadid Architects + 13

Destaques da semana: reconhecimento no mundo da arquitetura

Por mais que tentemos não nos abalar com a opinião dos outros, receber um reconhecimento é algo muito poderoso. Reconhecimento carrega consigo uma audiência cativa (e muita expectativa), não apenas admiradores, mas também "caçadores de recompensa" - ou, cinicamente, aqueles que sempre estão prontos para capitalizar algo para si com o trabalho dos outros. Para os arquitetos, reconhecimento pode ser tanto uma bênção quanto uma maldição. Muitos escritórios se mantém fiéis a uma ideia ou conceito; Porém, à medida que o reconhecimento vai chegando, diluído em forma de rótulos, torna-se cada dia mais difícil entender o que está sendo reconhecido. Esta semana, divulgamos uma série de premiações significativas no campo da arquitetura - além de uma entrevista estrondosa com dois arquitetos determinados a questionar os rótulos que acompanham os galardões. Leia a nossa revisão da semana.

4 Edifícios selecionados para o Prêmio Internacional RIBA 2018

O Instituto Real de Arquitetos Britânicos (RIBA) anunciou a lista de quatro projetos finalistas na disputa pelo Prêmio Internacional RIBA de 2018. Um prêmio bienal aberto a qualquer arquiteto qualificado do mundo, o Prêmio Internacional busca nomear o edifício "mais inspirador e significativo" do mundo. Os critérios para consideração incluem a demonstração de “excelência em desenho, ambição arquitetônica e [entrega] de impacto social significativo”.

O prêmio inaugural foi concedido à Grafton Architects em 2016 para o prédio da universidade UTEC em Lima, Peru, descrito como um “Machu Picchu moderno”.

Japão terá arranha-céu de 340 metros de altura feito de madeira

Edifícios em altura feitos de madeira são atualmente uma obsessão entre arquitetos, com novos projetos sendo frequentemente anunciados como "o edifício de madeira mais alto" de determinada região. No entanto, o mais recente projeto divulgado pela empresa japonesa Sumitomo Forestry Co., em pareceria com o escritório Nikken Sekkei, vai simplesmente acabar com qualquer chance de disputa, firmando-se como o primeiro arranha-céu superalto de madeira do mundo, a ser construído em Tóquio.

Com 344 metros de altura, a proposta supera em muito projetos de madeira semelhantes, como a River Beech River da Perkins + Will e a Oakwood Tower da PLP Architecture.

© Sumitomo Forestry Co. © Sumitomo Forestry Co. © Sumitomo Forestry Co. © Sumitomo Forestry Co. + 8

Os 20 maiores escritórios de arquitetura do mundo

No início deste ano, o BDOnline lançou a edição 2017 da WA 100, sua pesquisa anual das maiores empresas do mundo. Elencando as empresas pelo número de arquitetos que empregam, o relatório completo investiga também registros financeiros dessas empresas e tendências do setor. Os primeiros lugares mostram apenas ligeiras alterações em relação ao ranking do ano passado, com a Nikken Sekkei, do Japão, tomando a segunda posição da AECOM. No entanto, o fato mais notável deste ranking talvez seja o rápido crescimento da primeira colocada Gensler, que aumentou a liderança em relação ao ano passado. A empresa emprega hoje quase 800 arquitetos a mais do que quaisquer outra concorrente no mundo.

"O domínio total da Gensler no ranking continua ao passo que ela consegue a tarefa aparentemente impossível de crescer ainda mais após o grande salto do ano passado", diz BDOnline, observando que o total de 2.570 arquitetos empregados pela empresa representa um aumento de quase mil em menos de 2 anos. A co-presidente-executiva da Gensler, Diane Hoskins, explica este crescimento como resultado da expansão no exterior, ao mesmo tempo que a empresa continua a se expandir nos EUA.

Veja, a seguir, as 20 primeiras posições do ranking e clique aqui para ver a lista completa com os 100 maiores escritórios de arquitetura do mundo.

FC Barcelona explica o projeto e construção do novo Camp Nou através de vídeos


Em uma conferência de imprensa realizada na semana passada, o FC Barcelona apresentou o projeto do novo Camp Nou, liderado por Nikken Sekkei (Japão), em conjunto com Joan Pascual i Ramon Ausió Arquitectes (Barcelona), equipe que venceu o concurso internacional em março.

Juntamente com os jogadores da equipe, o conselho de diretores, presidido por Josep Maria Bartomeu, apresentou a maquete do projeto, que terá suas obras iniciadas em meados de 2017 e ampliará a capacidade do estádio para 105 mil espectadores. Além disso, a organização publicou uma série de vídeos sobre o projeto, incluindo uma explicação de como será construído sem interferir no calendário de partidas da equipe. 

Nikken Sekkei projetará o novo Camp Nou do FC Barcelona

Os escritórios Nikken Sekkei (Japão) e Joan Pascual i Ramon Ausió Arquitectes (Barcelona) projetarão o novo Camp Nou (Nou Camp Nou) da equipe FC Barcelona, segundo comunicou o júri do concurso na tarde de ontem. A dupla vencedora superou três finalistas internacionais: HKS + COX + Batell i Roig Arquitectes; BIG + IDOM + BAAS Arquitectes; POPULOUS + Mias Arquitectes + RCR Arquitectes.

O júri, composto por cinco membros do clube, três membros do Col.legi d’Arquitectes de Catalunya e um membro da prefeitura de Barcelona, selecionou por unanimidade a proposta nipo-espanhola, destacando que se trata de um projeto "aberto, elegante, sereno, atemporal, mediterrâneo e democrático. [Além disso], decompõe e trata com engenhosidade a grande altura do campo, fruto da necessária ampliação da instalação."

Zaha Hadid desiste da segunda licitação para o Estádio Olímpico de Tóquio

Apenas duas semanas após o Conselho Japonês de Esportes ter lançado a segunda chamada de propostas para o Novo Estádio Nacional, Zaha Hadid Architects e o escritório parceiro Nikken Sekkei, se retiraram do concurso.

"É decepcionante que os dois anos de trabalho e investimento no projeto existente para um novo Estádio Nacional do Japão não possam mais ser desenvolvidos para atender às novas exigências deste novo concurso", comentou ZHA em um comunicado de imprensa.

Kengo Kuma, SANAA e Nikken projetam arranha-céu em Tóquio

A Tokyu Corporation divulgou um novo arranha-céu planejado para ser construído próximo à estação Shibuya, em Tóquio. Projeto colaborativo entre os escritórios Kengo Kuma, SANAA e Nikken, a torre de uso misto e 230 metros de altura contará com um mirante público de 3 mil metros quadrados que oferecerá "vistas para o Monte Fuji" (em dias sem nuvens).

A torre Shibuya tem conclusão prevista para 2019, um ano antes das Olimpíadas de Tóquio.

As 100 maiores empresas de arquitetura do mundo

A Building Design laçou seu ranking anual, o WA100, das maiores empresas de arquitetura do mundo. Chegando no 1º lugar (passando do 2º no ano passado) a Aecom, com 1.370 funcionários no mundo todo, bem próximo está a Gensler com 1.346 funcionários). Completando os três primeiros colocados está a IBI Group (1.129 funcionários). Aecom, Gensler e a empresa baseada no Japão, Nikken Sekkei (4º lugar) foram as Top 3 em 2012, cada uma fazendo mais de 400 milhões de dólares em prestação de serviços.

Hoki Museum / Nikken Sekkei

© Noda Gankosha, Nacasa & Partners