O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Brasil
  5. 24.7 arquitetura design
  6. 2013
  7. Casa Guaiume / 24.7 Arquitetura Design

Casa Guaiume / 24.7 Arquitetura Design

Casa Guaiume / 24.7 Arquitetura Design
Casa Guaiume / 24.7 Arquitetura Design, © Pedro Kok
© Pedro Kok

© Pedro Kok © Pedro Kok © Pedro Kok © Pedro Kok + 15

  • Interiores

    Arquitetura Design, Claudia Strutz
  • Equipe de Projeto

    Hernando Castaño, Raphael Florezi
  • Projecto Estrutural, Instalações elétricas e hidráulicas

    WGA Engenharia
  • Administração e gerenciamento de obra

    24.7 Arquitetura Design
  • Iluminação

    Vertz
  • Escadas e cobertura metálica

    Tristão Serralheria
  • Guarda corpo

    Adinox
  • Esquadrias de alumínio

    Gold Aluminio
  • Mais informações Menos informações
Casa Guaiume / 24.7 Arquitetura Design, © Pedro Kok
© Pedro Kok

Descrição enviada pela equipe de projeto. O terreno situa-se em Sousas, um dos 4 distritos da cidade de Campinas -São Paulo e mesmo estando a apenas 10 km do agitado centro da cidade, mantem características muito peculiares, com ares interioranos, protegida do alto grau de industrialização da cidade. O clima na região é próprio de montanhas e no inverno pode chegar a existir uma diferença de temperatura de até 2ºC mais baixa em relação à temperatura do restante da cidade.

Corte AA
Corte AA

O terreno em aclive é um dos mais altos do condomínio. Tem vista na porção sudoeste para a Serra das Cabras, ponto mais alto da cidade de Campinas, que tem o seu cume à 1020 m de altitude.

© Pedro Kok
© Pedro Kok

De forma a se integrar à natureza do terreno, o projeto explora o aclive original do lote e propõe a distribuição da casa em meios níveis. O resultado desta patamarização garantiu a criação de 4 níveis internos com usos distintos: garagem, serviços, permanência e área íntima dos dormitórios. A otimização da iluminação e ventilação natural e possibilidade de integração dos ambientes de maior permanência nortearam o projeto.

Planta - Térreo
Planta - Térreo

A planta tende a uma configuração em L, possibilitando uma maior integração da parte térrea com o pátio gerado como extensão ao ar livre da cozinha e sala de jantar.

© Pedro Kok
© Pedro Kok

Na fachada, um prisma reto com 5,5m de balanço se estende até próximo ao limite de recuo frontal do terreno conferindo ao grande volume uma interessante sensação de leveza. A fachada sul justifica a grande abertura projetada no volume de pé direito duplo, já que otimiza a iluminação natural de grande parte da casa.

© Pedro Kok
© Pedro Kok

CARACTERÍSTICAS BIOCLIMÁTICAS

Sistemas de geração de calor

A casa se aquece por si mesma de duas maneiras para evitar seu resfriamento no inverno:

1. Devido ao seu isolamento térmico e dispondo a maior parte de sua superfície envidraçada a leste.

2. Devido a sua forma e orientação, a casa esquenta por “efeito estufa” e radiação solar direta.

© Pedro Kok
© Pedro Kok

Sistemas de geração de resfriamento

O projeto permite que a casa se refresque por si mesma de três modos para evitar o seu aquecimento no verão:

1. Dispondo de superfícies envidraçadas ao sul e de proteções solares, como os brises-soleil para a radiação solar direta da fachada leste. Persianas internas barram até 90% da radiação U.V permitindo um controle solar adequado ao interior dos ambientes.

2. Refrescando mediante a entrada de ventilação proveniente de espaços sombreados originados dos pátios gerados pela descompactação da casa.

3. Evacuando o ar quente ao exterior da residência por meio da convecção natural. Janelas superiores automatizadas fazem a extração do ar quente.

© Pedro Kok
© Pedro Kok

Sistemas de Acumulação (calor e resfriamento)

O calor gerado durante o dia no inverno (por “efeito estufa” e radiação solar direta) se acumula nas lajes e nas paredes interiores. Desta maneira a casa permanece quente durante toda a noite sem necessidade de consumo energético. O resfriamento gerado durante a noite no verão (por ventilação natural e queda de temperatura) renova o ar e se acumula nas lajes e nas paredes internas. Deste modo a casa permanece fresca durante o dia sem consumo energético.

Planta - Pavimento Superior
Planta - Pavimento Superior

Ventilação Natural

A ventilação da residência se faz de forma continuada e natural. A orientação e implantação da casa permite que os ventos predominantes entrem  na casa, permitindo uma ventilação adequada em grande parte dos ambientes da casa. Janelas bem orientadas permitem uma continua circulação dos ventos a fim de refrescar nos dias quentes do verão e nos dias de alta umidade relativa do ar.

© Pedro Kok
© Pedro Kok

SUSTENTABILIDADE

Otimização de recursos

A busca por um projeto mais sustentável se aproveita ao máximo dos recursos naturais tais como o sol (para esquentar a casa), o vento (para refrescar e regularizar a umidade) e a água de chuva (para regar o jardim, descarga do vaso sanitário e limpeza das áreas externas).

© Pedro Kok
© Pedro Kok

Diminuição do consumo energético

Neste projeto a água quente é gerada por meio de captores solares, a iluminação natural é predominante em todos os ambientes da casa, sendo necessária somente quando não houver mais luz natural e a ventilação é constante para  refrescar nos meses quentes de verão. O principal objetivo de um desenho bioclimático é eliminar os dispositivos tecnológicos que proporcionam calor e resfriamento a um edifício.

© Pedro Kok
© Pedro Kok

Melhoria da saúde e bem estar dos usuários

A casa se ventila de forma natural e aproveita ao máximo a iluminação natural, além disso conta com uma boa área de recuo lateral sombreada por uma árvore gerando possibilidades de lazer para os usuários, criando um ambiente saudável e proporcionando aumento de qualidade de vida aos ocupantes da residência.

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
24.7 arquitetura design
Escritório
Cita: "Casa Guaiume / 24.7 Arquitetura Design" [Guaiume House / 24.7 Arquitetura Design] 16 Abr 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/189366/casa-guaiume-slash-24-dot-7-arquitetura-design> ISSN 0719-8906