O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Brasil
  5. Lair Reis
  6. 2011
  7. Casa dos Ipês / StudioMK27 - Marcio Kogan + Lair Reis

Casa dos Ipês / StudioMK27 - Marcio Kogan + Lair Reis

Casa dos Ipês / StudioMK27 - Marcio Kogan + Lair Reis
Casa dos Ipês / StudioMK27 - Marcio Kogan + Lair Reis, © Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

© Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG + 38

  • Interiores

    Studio Mk27 - Diana Radomysler
  • Colaboradores

    Carolina Castroviejo, Maria Cristina Motta, Mariana Simas
  • Equipe

    Beatriz Meyer, Eduardo Glycerio, Gabriel Kogan Oswaldo Pessano, Renata Furlanetto, Samanta Cafardo, Suzana Glogowski
  • Paisagismo

    Isabel Duprat
  • Colaborador de Arquitetura

    Henrique Bustamante
  • Colaborador de Interiores

    Ricardo Ariza
  • Engenharia Estrutural

    João Rubens Leão
  • Construtora

    Lock Engenharia
  • Mais informações Menos informações
© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Descrição enviada pela equipe de projeto. Há dez anos, quando o StudioMK27 tentou fazer sua primeira obra em concreto armado aparente, ouviu de diversas construtoras que isso seria praticamente impossível. Logo o Brasil que tem vasta tradição moderna no uso do concreto bruto? Durante um determinado período, na década de 1990, o emprego do material caiu em desuso, ficando restrito a poucos arquitetos que o utilizavam de forma experimental e esporádica, sem fixar um know-how construtivo.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Ao longo da última década, o conhecimento de projeto e especificação de concreto armado foi retomado e desenvolvido. Os brutalistas modernos adotavam o concreto aparente sob o pretexto de verdade formal. Na prática, o concreto aparente impõe construção de complexas fôrmas, geralmente com madeiras novas e de boa qualidade que fazem dele um material caro. A construção da textura ripada, além disso, necessita de um trabalho preciso e totalmente artesanal de carpintaria, montando o negativo em madeira feito a mão do edifício. Além disso, a composição do concreto precisa ser especial para que possa ser trabalhado adequadamente antes de se solidificar. Quando desformado, o concreto terá praticamente sua configuração final, tornando o processo arriscado, sem muitos espaços para erros.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

O concreto é, por outro lado, uma espécie de radiografia da construção e da passagem do tempo, em que a superfície fica impregnada tanto pelos menores defeitos e nós da madeira. É pedra líquida, como já diziam alguns. A experiência de construção em concreto armado nos últimos dez anos, mostrou ao StudioMK27 a inviabilidade de fazer um material absolutamente perfeito. Justamente ao contrário: sua beleza vem das pequenas imperfeições. A Casa dos Ipês incorpora essa experiência de projeto e construção em concreto aparente.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Nesta casa o material é usado de forma radical em todo o volume superior e assim a grande caixa de concreto parece flutuar sobre um volume de vidro. Na sala, contínua à varanda e ao jardim, os caixilhos podem ser totalmente abertos, diluindo a divisão entre o interior e exterior. A entrada principal é feita através de um conjunto de painéis pivotantes que também se abrem inteiramente para o jardim frontal. No espaço interno, um comprido sofá em formato irregular se esgueira pela sala, construindo um lugar sem qualquer hierarquia entre as diferentes orientações.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

No andar de cima, uma sala de televisão distribui a circulação para os quartos, que são iluminados por um rasgo de madeira na parede de concreto da fachada. Os brises de madeira conferem grande conforto térmico para o interior e possibilitam controle total da iluminação.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

A estrutura da casa incorpora grandes vãos que acentuam a ideia de uma caixa flutuando, além de propiciar um espaço totalmente livre e contínuo. O uso do concreto armado remete aos edifícios modernos, esteticamente e funcionalmente, como em um diálogo com essa arquitetura modernista. A Casa dos Ipês, com seus grandes vãos e materiais brutos, transparece uma sobriedade e o concreto impregnado pela passagem do tempo, expõe a existência da vida do edifício.

Planta 01
Planta 01

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Lair Reis
Escritório
Studio MK27 - Marcio Kogan
Escritório
Cita: "Casa dos Ipês / StudioMK27 - Marcio Kogan + Lair Reis" [Ipes House / Studio MK27 - Marcio Kogan + Lair Reis] 08 Jun 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/188614/casa-dos-ipes-slash-studiomk27-marcio-kogan-plus-lair-reis> ISSN 0719-8906