O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Concursos
  3. Vencedor do Concurso Pavilhão do Brasil na Expo Milão 2015: Trançado Cultural / Studio Arthur Casas

Vencedor do Concurso Pavilhão do Brasil na Expo Milão 2015: Trançado Cultural / Studio Arthur Casas

Vencedor do Concurso Pavilhão do Brasil na Expo Milão 2015: Trançado Cultural / Studio Arthur Casas
Vencedor do Concurso Pavilhão do Brasil na Expo Milão 2015: Trançado Cultural / Studio Arthur Casas, Cortesia de IAB
Cortesia de IAB

primeiro lugar

Competição : Concurso Pavilhão do Brasil na Expo Milão 2015
Premio : Primeiro Lugar
Projeto : Trançado Cultural
Autores : Studio Arthur Casas , Alessandra Mattar, Alexandra Kayat, Eduardo Mikowski, Gabriel Ranieri, Nara Telles, Pedro Ribeiro, Raul Cano , Luiza Costa , Eduardo Biz, Rony Rodrigues , Atelier Marko Brajovic , Carmela Rocha, Marko Brajovic , André Romitelli, Milica Djordjevic , Stefano Pierfrancesco Pellin e Dario Pellizzari , Sp Project, Paulo Freire e Miguel Brazão

Cortesia de IAB Cortesia de IAB Cortesia de IAB Cortesia de IAB + 22

Seguindo a publicação dos resultados do Concurso para o Pavilhão do Brasil na Expo Milão 2015, apresentamos desta vez a proposta do Studio Arthur Casas, vencedor da competição. Veja a seguir imagens, as pranchas e uma descrição do projeto.

Em um país que tem na diversidade um de seus principais atributos, a maneira pluralista de levar a vida é refletida em todas as esferas do conhecimento humano. No Brasil, a produção e o consumo de alimentos evoluem constantemente, reinventando soluções que mantêm aguçada a curiosidade de uma jovem nação de 515 anos. Aliadas à tecnologia, estas evoluções compõem um cenário promissor e significante à construção de um mundo moderno e democrático.

Corte Perspectivado. Image Cortesia de IAB
Corte Perspectivado. Image Cortesia de IAB

A agricultura brasileira ruma à almejada harmonia entre crescimento e desenvolvimento, nivelando o bem estar individual e coletivo. Deste modo, seu futuro é definido a partir da organização em rede, ou seja, da ligação entre indivíduos que compartilham da mesma missão com parceiros capazes de estreitar sinergias em busca de um propósito.

Ao contrário de engessadas estruturas organizadas uniformemente, a rede é flexível, fluída e descentralizada. Por ser plural, ela possibilita a convivência natural entre a diversidade, mantendo e valorizando as particularidades dos grupos ou pessoas envolvidas. Essa troca de conhecimento e competências, além de maximizar benefícios, alinha-se à visão contemporânea de sociedade.

Cortesia de IAB
Cortesia de IAB

Essa essência não hierárquica sempre foi própria da agricultura, porém seu conceito não poderia ser mais atual. Os passos da história agrícola evoluíram exponencialmente com a Revolução Industrial e agora avançam ao pé da Era Digital. Hoje, o Brasil é protagonista entre os maiores produtores mundiais de arroz, café, cacau e frutas — representados nos espaços desta exposição.

Cortesia de IAB
Cortesia de IAB

Paralelamente a estes expoentes da produção brasileira, encontram-se os códigos culturais dominantes na identidade nacional. São traços característicos deste povo, detectados em uma pesquisa de linguagem intitulada “O Sonho Brasileiro”, realizada pela Box1824. Partindo de análises semióticas a respeito dos códigos brasileiros mais visíveis em diferentes culturas (Inglaterra, Alemanha, França, China, Índia, Colômbia e Nova Zelândia), o estudo cruzou a imagem interna e externa do país, detectando as quatro maiores vocações do brasileiro: Império das Cores, Fusão Criativa, Sabedoria Natural e Poder Humano.

Cortesia de IAB
Cortesia de IAB

Distribuídas em uma rede de cidadãos trabalhadores, essas características formam o mais fértil dos nossos terrenos para projetos e ideias transformadoras. É por meio da união delas que o Brasil organiza sua cultura popular.

Multicoloridas, as frutas simbolizam o mais comum dos estereótipos do Brasil vistos do exterior: o Império de Cores. É a alegria nata, a festa infinita, a leveza do espírito que está presente no bem-estar físico e emocional.

Cortesia de IAB
Cortesia de IAB

Já o cacau, este decodifica a Fusão Criativa da diversidade brasileira, que vive a criatividade sem necessitar de sua institucionalização. Essa liberdade de experimentações sempre teve o papel de subverter o status quo, encontrando na escassez de recursos a grande motivação para a inovação. São culturas periféricas que transitam no coração do país.

O arroz traz a Sabedoria Natural que vem da natureza e das pessoas. É o conhecimento do poder funcional da biodiversidade, uma herança indígena que inspira o redescobrimento constante de uma nação sempre curiosa por seu folclore.

Zoneamento plantações. Image Cortesia de IAB
Zoneamento plantações. Image Cortesia de IAB

Por fim, o café representa a inclusão social gerada pelo Poder Humano tipicamente brasileiro. O foco nas relações humanas faz do Brasil um lugar onde a cidadania e a ética dialogam simultaneamente com diferentes crenças, gerando flexibilidade diplomática. É o calor que aproxima gente e convida para sentar e conversar.

Planta do térreo. Image Cortesia de IAB
Planta do térreo. Image Cortesia de IAB

O Brasil já se distribui em rede. Não é à toa que nossa rede hidrográfica é a maior do mundo. Seja nas ousadas Cosmococas de Hélio Oiticica, nas delirantes instalações de Ernesto Neto ou no balanço marítimo de Dorival Caymmi, a rede marca forte presença na iconografia cultural brasileira. O potencial contido em sua lógica impulsionará ainda mais a agricultura e as artes nacionais nos próximos anos: quanto mais pessoas se conectarem e distribuírem, mais energia — e, logo, crescimento — haverá. Essa total conectividade é o futuro desejado pelo Brasil. 

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Romullo Baratto
Autor
Cita: Romullo Baratto. "Vencedor do Concurso Pavilhão do Brasil na Expo Milão 2015: Trançado Cultural / Studio Arthur Casas" 26 Fev 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/179778/vencedor-do-concurso-pavilhao-do-brasil-na-expo-milao-2015-trancado-cultural-slash-studio-arthur-casas> ISSN 0719-8906