O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Centro Cultural
  4. Portugal
  5. Gonçalo Byrne Arquitectos, Lda.
  6. 2012
  7. Centro de Interpretação da Cultura Judaica Isaac Cardoso / Gonçalo Byrne Arquitectos + Oficina Ideias em linha

Centro de Interpretação da Cultura Judaica Isaac Cardoso / Gonçalo Byrne Arquitectos + Oficina Ideias em linha

Centro de Interpretação da Cultura Judaica Isaac Cardoso / Gonçalo Byrne Arquitectos + Oficina Ideias em linha
Centro de Interpretação da Cultura Judaica Isaac Cardoso / Gonçalo Byrne Arquitectos + Oficina Ideias em linha, © Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

© Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG + 18

  • Engenheiro Estrutural

    Rui Furtado
  • Projecto de Águas, Esgotos e Rede de Incêndios

    Susana Miranda
  • Projecto de Instalações Eléctricas e Telecomunicações

    Luís Oliveira
  • Projecto de Segurança Integrada

    Luís Oliveira
  • Certificação Energética

    Maria Luisa Paz do Vale
  • Acústica

    Joana Ferreira
  • Medições e Orçamento

    Fidélio Santana
  • Empreiteiro

    MRG
  • Fiscalização

    Victor Silva
  • Mais informações Menos informações
Planta do térreo
Planta do térreo

OBJETO

Do arquiteto: O Centro de Interpretação da cultura Judaica Isaac Cardoso está instalado num lote em um quarteirão da malha urbana tradicional intramuros, numa área onde se julga ter existido a Judiaria de Trancoso.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Partindo da geometria do cadastro do lote que estava em ruínas, de forma triangular e dimensão exígua, constrói-se um edifício que reflete a forma do quarteirão, com um cunhal em ângulo agudo, afirmando a mudança de direção definida pelo entroncamento de duas ruas estreitas - Rua do Poço dos Mestres e Travessa do Poço do Mestre - estabelecendo um gesto simbólico no contexto da cultura urbana judaica.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

MATERIAIS

O volume em granito, com uma estereotomia irregular e aberturas diminutas, é contido pelos planos das duas ruas.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

O carácter maciço é assumido no desenho dos espaços interiores que se abrem como espaços escavados, como vazios esculpidos no interior de um grande prisma de pedra.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Como exceção no reafirmado sentido de massa, o edifício abre-se através de uma janela de grandes dimensões, que possibilita a visão sobre o Poço dos Mestres, exaltando toda a essência do simbolismo da cultura judaica, com a celebrada presença da água.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

A massa de granito escavada, onde as aberturas são também realizadas com um especial cuidado plástico, evita a visão dos espaços interiores a partir do exterior, controlando simultaneamente a luz, recreando e reinterpretando algumas das mais expressivas características da Arquitetura Judaica desta região da Beira interior.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

A sala principal, que tipologicamente remete para o espaço da Sinagoga Sefardita e que tem na Sinagoga de Tomar a sua inspiração mais evidente, eleva-se na massa pétrea do edifício, crescendo em toda a sua altura, deixando que a luz do sol entre, coada por um teto onde a geometria complexa filtra e molda a percepção de espaço sagrado.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Esta sala difere das restantes não apenas nas suas dimensões, mas também no revestimento de madeira com um particular aveludado, gerador de uma interiorizada atmosfera de luz dourada.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

O espaço religioso é dominado pela textura e sentido de ascensão provocado pelo revestimento das paredes, promovendo uma temperatura, cor e aroma particulares.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

ESTRUTURA

Dada a pequena dimensão, geometria singular e localização privilegiada do edifício, no interior do tecido urbano medieval da vila de Trancoso, o edifício foi isolado termicamente e integralmente revestido externamente por uma fachada ventilada composta por lajes de granito.

Planta do primeiro pavimento
Planta do primeiro pavimento

A estrutura é constituída por pilares, vigas e lajes de concreto armado preenchidas por alvenaria de tijolo. O interior é totalmente revestido com sistemas de controle acústico constituído por placas de gesso cartonado de diversas texturas e acabamentos.

ENVOLVENTE

Toda a envolvente, nomeadamente os pavimentos e o revestimento das paredes, tem a mesma natureza, materializada em lajes e cantarias de granito da região, mantendo as cores e texturas do entorno urbano no interior da vila murada e fortificada.

Ver a galeria completa

Localização do Projeto

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Centro de Interpretação da Cultura Judaica Isaac Cardoso / Gonçalo Byrne Arquitectos + Oficina Ideias em linha" [Center for Interpretation of Jewish Culture Isaac Cardoso / Gonçalo Byrne Arquitectos + Oficina Ideias em linha] 14 Jan 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/168137/centro-de-interpretacao-da-cultura-judaica-isaac-cardoso-slash-goncalo-byrne-arquitectos-plus-oficina-ideias-em-linha> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.