O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Instituto
  4. Nova Zelândia
  5. Athfield Architects
  6. 2012
  7. Faculdade de Artes Criativas / Athfield Architects

Faculdade de Artes Criativas / Athfield Architects

Faculdade de Artes Criativas / Athfield Architects
Faculdade de Artes Criativas / Athfield Architects, Cortesia de Trends Publishing
Cortesia de Trends Publishing

Cortesia de Trends Publishing © Matt Paterson Cortesia de Trends Publishing Cortesia de Trends Publishing + 11

  • Arquitetos

  • Localização

    Wellington, Nova Zelândia
  • Equipe de Projeto

    John Hardwick Smith, Katherine Dean, Chris Winwood
  • Colaboradores

    Dunning Thornton Consultants (Eng. Estrutural), Arrow International (Construtora), Jacob Scott (Artista), Nick Kapica (Organização & Sinalização)
  • Área

    3500 m²
  • Ano do projeto

    2012
  • Fotografias

Cortesia de Trends Publishing
Cortesia de Trends Publishing

Descrição enviada pela equipe de projeto. O projeto para o edifício da Faculdade de Artes Criativas da Universidade Massey em Wellington, chamado de Te Ara Hihiko, é o produto de um concurso de projetos cujo ganhador é o escritório neo zelandês Athfield Architects Ltd em parceria com Dunning Thornton Consultants e Arrow International.

Cortesia de Trends Publishing
Cortesia de Trends Publishing

O edifício está disposto num eixo norte-sul e compreende um par de containers empilhados verticalmente de maneira sublime e leve. O volume abriga estúdios que se projetam por cima de uma colina, escalonando o cortorno e envolvendo a circulação principal, conectando os terraços superiores e inferiores do campus, inspirando o nome aborígene Maori do edifício, Te Ara Hihiko, "o percurso criativo".

Cortesia de Trends Publishing
Cortesia de Trends Publishing

Ao longo do núcleo do edifício, numa junção entre elementos suspensos e com base sólida, se atravessando de leste à oeste, de cima à abaixo, estão ambientes de pé-direito duplo que permitem vistas ao londo do edifício. Aqui, a galeria principal está localizada, oferecendo ao edifício um forte endereço centralizado para os terraços superior e inferior. O edifício todo oferece espaços de aulas flexíveis de planta livre, assim como ambientes de pesquisa em grupo, oficinas, estúdios de filmagem, galerias e ambientes para apresentações multiuso.

Cortesia de Trends Publishing
Cortesia de Trends Publishing

A estrutura inclui o primeiro exemplar no mundo de uma estrutura de madeira pós-tensionado com mais de um pavimento, e está apoiada numa alvenaria convencional e base de concreto moldado in loco. O projeto estrutural permite que o edifício 'se movimente' de maneira aberta e fechada, já que a estrutura balança como num terremoto; incorpora princípios de projeto para evitar danos no edifício para o caso de ocupação pós terremoto. A simplicidade, regularidade e proporção da estrutura pós-tensionada limita a necessidade de divisões estruturais fixas nos dois pavimentos superiores, e permite uma gama maior de disposições espaciais, se adaptando às necessidades futuras e flexíveis. A estrutura é altamente articulada e expressada nos interiores e no exterior, contribuindo fortemente ao caráter do edifício.

© Matt Paterson
© Matt Paterson

O edifício emprega vários princípios ambientais, incluindo uma estrutura de madeira com baixa energia incorporada, unidades de piso compostas, combinando propriedades acústicas e térmicas de concreto com a leveza da madeira. Ventilação natural também é utilizada ao longo do edifício, onde shafts de ventilação e iluminação natural estão posicionados de maneira central dentro do edifício, e conferem boas características aos ambientes internos. A madeira aparente na estrutura e no piso, em combinação com uma gama de outros materiais crus e aparentes, integrados com instalações de arte - como os painéis do forro de Jacob Scott - conferem um pano de fundo robusto, texturizado e inspirador, além de uma boa ambiência para os estudantes criarem e exporem seus trabalhos.

Planta Baixa Segundo Pavimento
Planta Baixa Segundo Pavimento

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Athfield Architects
Escritório
Cita: "Faculdade de Artes Criativas / Athfield Architects" [Te Ara Hihiko / Athfield Architects] 26 Out 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/148541/faculdade-de-artes-criativas-slash-athfield-architects> ISSN 0719-8906