Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Parede 11 / Humberto Conde

Parede 11 / Humberto Conde
© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG
Parede, Portugal

© Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG + 43

  • Colaboradores: : Filipe Ramalho, Joana Catarré
  • Paisagismo: Nuno Viterbo
  • Engenharia: P2S
Mais informações Menos informações
© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Descrição enviada pela equipe de projeto. Pretende-se desenvolver um Projecto de uma Moradia Unifamiliar para o Lote n.º 11 da Rua 31 Janeiro, localizado no centro da Parede, zona caracterizada pelo P.D.M. como Espaço Urbano Histórico. O referido lote encontra-se expectante tendo uma configuração longitudinal à semelhança do seu confinante do lado esquerdo – a sul.

Fachada
Fachada

As construções mais próximas inserem-se num grupo morfotipológico das casas de veraneio que proliferaram no litoral nacional nas décadas de 40 a 60. Estas casas, algumas interessantes,  normalmente edificadas como segundas habitações ou residências de carácter eminentemente de período estival, apresentam por norma um jardim que as envolve em toda o seu perímetro. A  excepção é feita nos casos dos lotes menos amplos em que, sobretudo num período posterior, foi recorrente o recurso à implantação por geminação, de modo a potenciar a faixa lateral sobrante no topo oposto.

Neste caso particular, dada a configuração do Lote e tendo em consideração o Lote confinante como uma moradia pré-existente de três pisos acima do solo e um em cave, acreditamos que a construção a existir deverá certamente se balizar por estes alinhamentos, nomeadamente cérceas, volumetrias e manutenção de alinhamentos de fachada sobre a via pública.

Planta Baixa
Planta Baixa

A nova construção deve promover o diálogo entre a moradia confinante pela dissonância do carácter marcadamente diferente em relação a todos os princípios de articulação espacial que presidem à confinante - quer pela opção por métodos construtivos, como as cantarias das vergas dos vãos exteriores e as placas de revestimento das fachadas. 

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Salvaguardando um pequeno pátio de chegada à moradia - zona de acesso ao estacionamento e acesso à habitação - que assegura os alinhamentos, a construção nova desenvolve-se em três pisos acima do solo,  libertando a tardoz (Poente),  um espaço verde ajardinado, que se encontra em relação directa com os espaços sociais da casa. 

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Acessos / Espaços Exteriores:

A construção concentra-se nos alinhamentos da Moradia Confinante com a orientação Nascente/Poente, o que permite libertar parte do terreno a Nascente, como uma bolsa de recepção e descompressão, prevendo-se a criação de dois lugares de estacionamento no interior da Parcela. 

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Existe um corredor longitudinal delimitado pelos muros dos lotes contíguos com a introdução de um único elemento vegetal – árvore - que permite o acesso automóvel e pedonal ao interior da Moradia.  Este mesmo percurso será enfatizado pelo encastramento no pavimento de iluminação ao longo deste eixo.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Ter-se-á em consideração o interesse pela manutenção da permeabilidade do solo pelo que se optou pela aplicação de uma grande superfície verde a Tardoz como material de acabamento de toda esta área envolvente de modo a permitir a infiltração de uma percentagem significativa das águas pluviais e a optimização do acesso à rede de infra-estruturas derivadas dos ramais que estarão instalados sob a via pública.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Estrutura Funcional:

Acede-se ao interior da Moradia através de uma pequena rampa de inclinação mínima, átrio de distribuição comum ao acesso automóvel e pedonal .

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

No piso 0 encontram-se os espaços sociais da casa. Através de um corredor central, que serve de hall de entrada da moradia, permite-se fazer a distribuição para os diferentes espaços da casa. Do lado esquerdo do corredor encontram-se as zonas da cozinha e de tratamento de roupas, acedidos lateralmente. À sua frente a sala, um amplo espaço que estabelece uma estreita relação com o exterior, através de um jardim. Por último, à direita do corredor encontram-se as escadas de comunicação com os pisos superiores - os espaços privados da casa.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Subindo ao Piso 1, pela escada de distribuição, localizada do lado direito do acesso principal à moradia, temos dois quartos equipados com instalação sanitária própria e devidos espaços de roupeiros. Ambos os quartos são iluminados naturalmente por vãos localizados nas fachadas Nascente e Poente, tendo sido criado um Jardim exterior para canalizar luz natural e ventilação das Instalações sanitárias de ambos os quartos.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

O Piso 2 é composto por um espaço único – Quarto 3 e de uma instalação sanitária de apoio. Ambos os espaços gozam de iluminação natural e de uma relação estreita com um terraço voltado a poente de onde emerge uma árvore vinda do jardim exterior criado no piso inferior.

Planta 1º Pavimento
Planta 1º Pavimento

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Parede 11 / Humberto Conde" [Parede 11 / Humberto Conde] 27 Set 2013. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/143059/parede-11-slash-humberto-conde> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.