O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Concursos
  3. Primeiro Lugar no Concurso para o Centro Gastronômico e Cultural Bellavista

Primeiro Lugar no Concurso para o Centro Gastronômico e Cultural Bellavista

Primeiro Lugar no Concurso para o Centro Gastronômico e Cultural Bellavista
Primeiro Lugar no Concurso para o Centro Gastronômico e Cultural Bellavista, Cortesia de BMA
Cortesia de BMA

Novo polo turístico abrirá em 2015 em Santiago. Como já contamos antes, o fundo de investimentos Cimenta, seguindo com a transformação do bairro Bellavista, na capital chilena de Santiago, convocou um concurso fechado para construir um Novo Centro Gastronômico e Cultural. O terreno possui localização estratégica: é vizinho ao acesso do Parque Metropolitano, o zoológico, a Casa Museo La Chascona del Poeta Pablo Neruda, e o Pátio Bellavista. Hoje apresentamos aqui a proposta ganhadora do escritório de arquitetura BMA, com sede na Argentina e Chile. 

Descrição dos Arquitetos. O terreno em questão se mostra claramente como um espaço vazio dentro de uma zona homogênea e conforma o tecido urbano existente de grande valor cultural. Se apresenta então como ponto de partida para a criação e realização deste espaço urbano organizando o terreno numa estreita relação com o entorno.

Cortesia de BMA
Cortesia de BMA

A necessidade e conveniência de vincular pontos estratégicos nos indicou a direção da implatação dos volumes cheios e também o sentido da circulação dentro das distintas categorias dos vazios. Como nos rios onde naturalmente correm água, assim o farão as pessoas em nossa proposta. É então onde se abre uma nova rua central viva, exclusiva para pedestres, que vincula visual e fisicamente o Museu Neruda com o acesso principal do complexo pela Rua Constituición. Este vazio pulsante se apresenta como plataforma de uma variedade de atividades programáticas ao ar livre e principal expansão dos locais comerciais no nível da rua. As ações de consumo - mercado e arte - e contemplação convivem e se misturam com as atividades recreativas. A conexão entre La Chascona, o Anfiteatro como elemento diferencial e a Rua Constituición acontece naturalmente.

Cortesia de BMA
Cortesia de BMA

A idea de uma respeituosa e harmoniosa convivência entre o novo empreendimiento e o bairro, e na busca de potencializarem-se mutuamente, alcança sua expressão máxima através de volumes cuja escala dialogam integralmente com as construções do entorno, colocando em evidência o caráter seu histórico urbano. Desta maneira o ponto histórico do museu Neruda se incorpora como parte do projeto sendo destaque da rua-praça central incrementando os laços com a comunidade e preservando o patrimônio cultural da área. Por isso, neste gesto se incorpora a possibilidade de transformação deste setor do bairro, que inevitavelmente será influenciado pelos novos ares que trará esta intervenção. É proposta uma transformação da rua sem saída Fdo. Marquez de la Plata em uma rua só para pedestres e dali sua incorporação no projeto.

Cortesia de BMA
Cortesia de BMA

A configuração morfológica dá lugar a uma ilha programática de grandes locais gastronômicos desenvolvida em três níveis de terraços que agrega o tecido urbano uma nova divisão que convida ao percurso perimetral de todas suas faces. Não existem então partes relegadas ou externas para o Centro ou para a cidade. O 'Centro' é cidade incorporada. De qualquer ponto dos três níveis do projeto é possível chegar facilmente a qualquer outro. Assim nossa proposta é apoiada na fachada sul das laterais dos edifícios existentes, completando o tecido urbano segundo legislação e deixando que todas as fachadas olhem e interajam com os espaços urbanos gerados para expansões e até todos os vizinhos. No trabalho da margem interna do projeto, chamado construção das fachadas internas, é proposta uma relação cheio-vazio equilibrada e de acordo com a fisionomia do entorno. Que junto com o sistema de toldos e sombras minimizam os ganhos de calor no interior, colaborando com o alcance da qualidade do ambiente interno e da eficiência energética do edifício.

Cortesia de BMA
Cortesia de BMA

O projeto comtempla um sistema de espaços verdes em superfícies horizontais e verticais em todos os seus níveis. Propõe a utilização da vegetação nativa ou de espécies bem adaptadas que permite o baixo consumo de água para a rega. O objetivo principal da proporção e configuração do verde responde à necessidade de aumentar as superfícies permeáveis e reduzir os efeitos de ilha de calor. Este sistema é acrescido de um subsistema de água de três fontes ou tanques interconectados que auxiliam este objetivo principal. A disposição programática proposta junto ao diagrama de circulação de pedestres, veículos e de estacionamento configura um padrão urbano interligado e aberto de excelente acessibilidade ao visitante e aos empregados do complexo de forma natural e com uma mínima interrupção ao lugar e sua comunidade. A flexibilidade dos limites do projeto permite o fechamento eventual durante a noite através de portões desmontáveis, alcançando as condições de segurança requeridas.

B - Síntese das Especificações Técnicas Gerais 

Estrutural:

A estrutura do edifício está prevista ser executada em concreto armado tradicional. Nos pavimentos superiores considerou-se trabalhar com vigas e pilares tradicionais devido ao fato das luzes a salvar não são de dimensões excessivas e não há restrições nem limitações quanto a altura. Se o tema da velocidade na construção é fator importante, poderia considerar-se a utilização de vigas e pilares metálicos, não há questões que o impedem

Cortesia de BMA
Cortesia de BMA

Acabamentos e obras externas

No primeiro pavimento será utilizado concreto armado aparente alternado com revestimentos tipo Dryvit (EIFS) e Prodema, ambos com poliestireno expandido em expessores de acordo com cálculo de isolamento térmico. Nos níveis superiores, propomos a utilização de sistemas leves de revestimento para fachadas com possibilidade de ser ventilada. Estruturalmente aliviam o peso dos edifícios; funcionalmente permitem subdividir ou acoplar ambientes sem maiores dificuldades, permitindo flexibilidade de usos. E em relação ao meio ambiente, podem responder aos requerimentos de eficiência energética na performance da superfície externa, reduzindo as perdas térmicas no inverno e evitando o superaquecimento com o ganho de calor no verão, além de propiciar ventilação natural. Todas as fachadas envidraçadas, janelas e clarabóias utilizarão painéis de vidros térmicos selados de acordo com cálculo para evitar infiltrações de ar e perdas ou ganhos térmicos indesejados. Serão utilizados materiais de revestimento externo em trechos e pavimentos de alta refletância solar para reduzir a absorção de radiação solar, evitando assim maiores cargas térmicas para o cálculo da instalação de ar aoncidionado e reduzindo consequentemente os custos com as mesmas.

Cortesia de BMA
Cortesia de BMA

Instalações

Serão executadas as intalações habituais para um centro deste tipo e como desafio, propõe-se alcançar os pré-requerimentos obrigatórios da certificação LEED e alcançar alguns créditos na área de Eficiência da Água e Qualidade do ambiente interno. Na seção de eficiência da água, foi optado por móveis hidro-sanitários de alta eficiência e pela redução do uso de água potável para irrigação, graças ao uso de vegetação nativa e a um sistema de rega eficiente, como por exemplo o gotejamento. Na seção de Qualidade do Ambiente Interno, procuramos promover um sistema de monitoramento, controle e verificação do sistema de iluminação e das instalações térmicas.

Obras Externas:

Cortesia de BMA
Cortesia de BMA

São aquelas que remetem aos espaços entre edifícios. Os pisos serão de pedra natural permitindo combinação de franjas de grama que se unem e se transformam em bancos acompanhados por uma espécie vegetal, recriando situações encontradas numa praça. Todos os níveis terão presença do verde, disposto em jardineiras e espaços deixados para esse fim. Encontramos a presença da água como elemento que trará a sensação de refrescância e conduzirá a área de uso Cultural do primeiro subsolo.

  • Concurso

    Concurso para o Centro Gastronômico e Cultural Bellavista
  • Premio

    Primeiro Lugar
  • Arquitetos

  • Localização

    Constitución, Providencia, Região Metropolitana de Santiago, Chile
  • Arquitetos Responáveis

    Martín Bodas, Rodolfo Miani, Alejandro Anger, Fernando Alvariñas, Rodrigo Bóscolo, Ruben Rodríguez
  • Ano do Projeto

    2013

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este autor
Constanza Cabezas
Autor
Cita: Cabezas, Constanza. "Primeiro Lugar no Concurso para o Centro Gastronômico e Cultural Bellavista" [Primer Lugar Concurso Centro gastronómico y cultural Bellavista] 08 Set 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/138615/primeiro-lugar-no-concurso-para-o-centro-gastronomico-e-cultural-bellavista> ISSN 0719-8906