Happy Panda / Hou de Sousa

Happy Panda / Hou de Sousa

Cortesia de Hou de Sousa & Jay Vandermeer Cortesia de Hou de Sousa & Jay Vandermeer Cortesia de Hou de Sousa & Jay Vandermeer Cortesia de Hou de Sousa & Jay Vandermeer + 26

  • Arquitetos: Hou de Sousa
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  200
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2013
Cortesia de Hou de Sousa & Jay Vandermeer
Cortesia de Hou de Sousa & Jay Vandermeer

Descrição enviada pela equipe de projeto. Happy Panda é um novo restaurante localizado em Paseo San Francisco, um shopping center em Cumbaya (um bairro de Quito, Equador). O local já existente era uma caixa de forma longa e estreita. Nossa análise das necessidades do cliente revelou que, a fim de melhor servir a diferentes tipos de clientes, um espaço de jantar privado seria necessário, além de uma espaço de jantar maior e mais público. Dividimos o espaço de jantar em dois, colocando as áreas de serviço entre eles. O espaço privado foi colocado na parte de trás, enquanto a área de jantar público em frente da entrada. Isso traria a vantagem de melhorar as proporções globais e a sensação do espaço, que de outra forma teria sido excessivamente comprido, como um corredor. Também elevamos a cozinha em um mezanino, a fim de liberar mais espaço para estar e um bar.

Cortesia de Hou de Sousa & Jay Vandermeer
Cortesia de Hou de Sousa & Jay Vandermeer

O cronograma do projeto foi rápido e exigiu métodos expressos de construção. Embora os recursos e materiais para a construção de pequena escala sejam um pouco limitados no Equador, o boom das indústrias de publicidade e sinalização levou a uma proliferação de máquinas CNC, cortadores a laser e impressoras de grande porte. A prioridade fundamental na concepção do projeto era fazer uso dessas tecnologias, de modo a minimizar a necessidade de mão de obra qualificada e reduzir o tempo de construção e o custo. Esta estratégia é mais evidente nas paredes que caracterizam a pintura chinesa Qingming Shanghe Tu. Originalmente pintado por Zhang Zeduan durante a Dinastia Song, há mais de 900 anos atrás, a sua aclamação levou a muitas reinterpretações encomendados por dinastias posteriores. Nossa homenagem foi alterada digitalmente, seletivamente cortada e aumentada até a escala de papel de parede, e depois impressa e instalada por uma empresa de publicidade outdoor.

Cortesia de Hou de Sousa & Jay Vandermeer
Cortesia de Hou de Sousa & Jay Vandermeer

O teto é composto de madeira de corte CNC e entretelas (um tecido usado para endurecer vestidos e ternos). A madeira foi precisamente cortada para caber e suspender a partir de um conjunto de treliças de aço escondidas. A forma do teto e os espaços que ele cria foram inspirados nos templos chineses. Simplificamos e achatamos a geometria desses templos em silhuetas, por extrusão e, em seguida, subtraímos de uma massa. Através deste processo, revertemos a condição de ver um templo a partir de seu exterior como um objeto no espaço, para habitar um espaço definido pelo molde ou negativo da forma de um templo. 

Cortesia de Hou de Sousa & Jay Vandermeer
Cortesia de Hou de Sousa & Jay Vandermeer

A influência do design tradicional chinês também está presente em uma escala muito menor. Nós modificamos um padrão de onda, que é normalmente encontrado nas cerâmicas vitrificada chinesa, em uma matriz polar de pontos. Fazendo uso de uma variedade de materiais e técnicas, o padrão foi adaptado para diversas finalidades. Entre os sofás, há telas acrílicas brancas que dão privacidade, com os pontos de corte a laser. Os buracos são grandes o suficiente para que o números de pessoas do outro lado de uma tela seja perceptível, mas pequena o suficiente para que as suas características e identidades sejam reveladas. Na superfície brilhante do bar, o padrão de pontos proporciona um contraste de tons e cria sombras suaves. Na sala privada, uma parede é revestida com painéis de MDF que foram perfurados com um router CNC mais de 50.000 vezes para esculpir um padrão gráfico com a profundidade e textura.

Cortesia de Hou de Sousa & Jay Vandermeer
Cortesia de Hou de Sousa & Jay Vandermeer

Nosso objetivo para o restaurante é ser quente, convidativo, e em certo sentido, leve. LEDs foram utilizados ao longo das bordas do teto para separar visualmente as paredes. As treliças de aço que suspendem o mezanino são completamente escondidas. A grade de pontos de luminárias personalizadas flutua abaixo do teto em tubos cromados. As cadeiras e mesas são detalhadas de modo que parecem flutuar.

Planta
Planta

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Quito, Pichincha, Equador

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Happy Panda / Hou de Sousa" [Happy Panda / Hou de Sousa] 31 Ago 2013. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/01-137096/happy-panda-slash-hou-de-sousa> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.