O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Museu
  4. Austrália
  5. Cox Rayner Architects
  6. Museu da Era Australiana dos Dinossauros / Cox Rayner Architects

Museu da Era Australiana dos Dinossauros / Cox Rayner Architects

  • 11:00 - 27 Agosto, 2013
  • Traduzido por Maria Julia Martins
Museu da Era Australiana dos Dinossauros / Cox Rayner Architects
Museu da Era Australiana dos Dinossauros / Cox Rayner Architects, © Christopher Frederick Jones
© Christopher Frederick Jones

© Christopher Frederick Jones © Christopher Frederick Jones / Angus Martin Photography © Christopher Frederick Jones © Christopher Frederick Jones + 13

Do arquiteto.

Apesar de relativamente pequeno, o Museu da Era Australiana dos Dinossauros é o mais importante edifício público de Cox Rayner hoje. Também é grande pelo seu papel fundamental em uma grande operação de recuperação e conservação dos achados de dinossauros da Austrália, um dos cinco mais importantes em todo o mundo.

© Christopher Frederick Jones
© Christopher Frederick Jones

Está espetacularmente situado na borda de um planalto remoto ao norte de Queensland e projetado para amplificar a sua configuração na vasta paisagem aluvial. A maior finalidade do projeto foi desenvolver uma abordagem nova e diferente para a criação de uma arquitetura rural contemporânea australiana.

© Christopher Frederick Jones
© Christopher Frederick Jones

O prédio conta com centro de visitantes, um hall para coleções com clima controlado, administração, loja do museu e confortáveis espaços de reunião ao ar livre. A experiência de se aproximar, entrando e caminhando através dos espaços, é concebida para acentuar a afinidade com a paisagem imediata.

Nossa paixão pela obra e pela família Elliott, que transformou criadores de gado em paleontólogos resultaram em extraordinárias de paredes de barro, telas efêmeras, articulações e luzes criando a nossa mais "completa" obra arquitetônica.

Fachadas
Fachadas

Como observado na descrição do projeto, a idéia central era criar uma nova tipologia da arquitetura contemporânea australiana, distinto daquela estereotipada, o que constitui uma extensão intrínseca da paisagem natural. Neste caso, essa idéia se manifesta em um museu que é feito da terra em que se localiza. Suas formas e detalhes fazem referência às fissuras e outras características do ambiente do planalto, criando uma presença camuflada em cima da rocha.

A experiência de chegada e entrada acentua esse conceito através de uma abertura estreita para uma série de espaços fechados em de caverna, ou a um volume espacial que pode ser aberto e assume o caráter de um amplo guarda-sol australiano. O conceito não é tanto para replicar os dinossauros, mas para gerar um ambiente sinérgico com o planalto e o poder robusto do dinossauro, que 100 milhões de anos atrás percorriam uma paisagem que pouco mudou ao longo deste tempo.

© Christopher Frederick Jones
© Christopher Frederick Jones

Público e benefícios culturais: O museu é fundamental para o renascimento da comunidade de Winton, tanto através da participação quanto da visitação. Tem sido um sucesso dramático. O Museu também é da Austrália, dedicado primeiro a conservação do nosso patrimônio e um dos poucos deste tipo no mundo.

Relação entre forma e contexto: O projeto é uma extensão horizontal da paisagem planáltica e uma extensão vertical da montanha, simultaneamente, uma camuflagem "presente", assim recebe destaque ao mesmo tempo que é efêmero. Suas áreas sombreadas externas lembram os pubs históricos da cidade, e as telas perfuradas enferrujados, feitas à mão, derivam de padrões de sombra das árvores do local.

© Christopher Frederick Jones / Angus Martin Photography
© Christopher Frederick Jones / Angus Martin Photography

O programa: O programa se encaixa precisamente com a família Elliott e sua capacidade de lidar com habilidades variadas de pessoas, para inferir a complexidade dentro de uma estrutura simples e para criar uma seqüência de experiências e pontos de destino.

Custos: Nunca antes em nossa experiência vimos um projeto alcançar tanto por tão pouco, de pessoas (arquitetos, construtores, membros da comunidade) que doam tempo e materiais para cumprir uma paixão, o custo total inferior a 1 milhão de dólares.

© Christopher Frederick Jones
© Christopher Frederick Jones

Além do que foi dito acima, a doação na noite de abertura foi de 1 milhão de dólares para executar o museu, por membros da comunidade de Winton. A abertura é testemunho de seu papel na revitalização da região.

Sustentabilidade: A Era dos Dinossauros Australiana é inerentemente sustentável. É quase totalmente formada da terra de seu local e foi construída pelo trabalho da comunidade local. Sua água é proveniente de um poço nas proximidades, e sua energia provém de geradores locais. Muito pouco de seus elementos são adquiridos ou importados de fora da região. Os brises solares são chapas de ferro naturalmente enferrujadas, perfuradas à mão, e os painéis de terra são texturizados usando os mesmos moldes de látex que são usados ​​para embalar e proteger os fósseis de dinossauros.

© Christopher Frederick Jones
© Christopher Frederick Jones

O encontro dos espaços internos e externos são ventilados naturalmente.

© Michael Rayner
© Michael Rayner

Do ponto de vista mais amplo, o edifício foi projetado para ter impacto mínimo em sua paisagem. Mesmo se fosse para durar gerações, a sua construção e materialidade permitiria a durar mais tempo do que a arquitetura leve e pré-moldada. Nós realmente acreditamos que o museu encarna um novo vocabulário para a arquitetura australiana sustentável.

Planta
Planta

Do ponto de vista mais amplo, o edifício foi projetado para ter impacto mínimo em sua paisagem. Mesmo se fosse para durar gerações, a sua construção e materialidade permitiria a durar mais tempo do que a arquitetura leve e pré-moldada. Nós realmente acreditamos que o museu encarna um novo vocabulário para a arquitetura australiana sustentável.

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cox Rayner Architects
Escritório
Cita: "Museu da Era Australiana dos Dinossauros / Cox Rayner Architects" [Australian Age of Dinosaurs Museum / Cox Rayner Architects] 27 Ago 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Martins, Maria Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/136731/museu-da-era-australiana-dos-dinossauros-slash-cox-rayner-architects> ISSN 0719-8906