O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Edifícios De Escritórios
  4. Espanha
  5. Herreros Arquitectos
  6. 2010
  7. Edifício Corporativo de Escritórios do Centro Tecnológico de Hispasat / Herreros Arquitectos

Edifício Corporativo de Escritórios do Centro Tecnológico de Hispasat / Herreros Arquitectos

Edifício Corporativo de Escritórios do Centro Tecnológico de Hispasat / Herreros Arquitectos
Edifício Corporativo de Escritórios do Centro Tecnológico de Hispasat / Herreros Arquitectos, © José Hevia
© José Hevia

© José Hevia © José Hevia © José Hevia © José Hevia + 15

  • Arquitetos Colaboradores

    Angela Ruiz, Ramón Bermúdez,Ricardo Robustini, Verónica Meléndez, Joanna Socha,Jorge Montalván
  • Cliente

    Hispasat
  • Diretor

    Juan Herreros
  • Responsável pelo projeto

    Diego Barajas
  • Interiores

    Paola Simone, HA
  • Fachada

    Jens Richter, HA
  • Estruturas

    Eduardo Barrón
  • Instalações

    Intecsa
  • Consultor de Fachada

    Andrés Rojo, Entorno
  • Mestre de obras

    Arturo Bressel
  • Custo

    2.285.000 €
  • Mais informações Menos informações
© José Hevia
© José Hevia

Descrição enviada pela equipe de projeto. O projeto da nova sede do Hispasat resulta da remodelação integral de um edifício existente do qual se aproveita a estrutura. Este imóvel, construído ao final dos anos 70 apresenta a particularidade de ser de planta circular e dispor originalmente de uns fechamentos totalmente longe de qualquer critério de sustentabilidade.

© José Hevia
© José Hevia

O encargo supõe implantar em seu interior um conceito contemporâneo de escritório sob a marca do máximo de conforto baseado na eleição dos materiais e suas gamas cromáticas, a busca pela transparência e visibilidade e o equipamento com um mobiliário coerente com a arquitetura. Neste sentido, pisos técnicos de 60 x 60, tetos metálicos suspensos acústicos de modulação 120 x 120 cm, armários e arquivos de 30, 60 e 90 cm, etc, compõe um sistema completo de equações que resolve todos os casos particulares sem que seja necessário recorrer a soluções especiais ou pontuais. O efeito é um espaço contínuo onde os tetos e os pisos são percebidos em continuidade ao dispor de faixas de caminhos transparentes nos fechamentos no seu encontro com os planos horizontais enquanto que a opacidade e a translucidez da faixa intermediária assegura a suficiente privacidade e concentração de pessoas em seus postos de trabalho.

Situação
Situação

Mas sem dúvida, o elemento mais especial é sua fachada. Concebida com o triplo objetivo de dotar de uma nova imagem a companhia;  controlar as radiações solares; e matizar as vistas e oferecer um valor agregado em matéria de segurança e manutenção. Explicamos brevemente estes enunciados.

© José Hevia
© José Hevia

- A imagem da companhia, dedicada a gestão de satélites artificiais, foi entendida como um desafio a criatividade que centrou nossos esforços em conseguir uma figuração delicada e evanescente, de clara reminiscencia espacial, onde uma pele de pranchas de alumínio acabadas em laqueados de três tons similares produzem uma vibração variável segundo o edifício é estimulado pelas condições climatológicas, a luz natural, as nuvens, os entardeceres, etc. Desde o exterior, o edifício aparece como uma construção enigmática e sensível que aparece na paisagem e se mede cromaticamente com ela. À noite, a luz artificial exterior e a que se filtra pelas treliças triangulares, acentua o efeito plástico de instalação em permanente diálogo com a natureza. Desde o interior, a percepção através da treliça cria uma releitura da paisagem que uma vez reconstruída pelo olhar, fica manipulada pela trama geométrica, algo que nos permite manipular as vistas sobre os lugares menos agraciados paisagisticamente. O efeito desde o posto de trabalho é o de uma fachada que filtra a luz como uma peneira e produz uma leitura sossegada e íntima por oferecer dois planos de percepção, o da própria superfície interna - a treliça - da fachada, e a da paisagem que se pode ver através dela. Por outro lado, a prolongação da treliça em uma altura considerável sobre a cornija do edifício, assegura uma vista não perturbadora do maquinário da cobertura, além de re proporcionar o volume em uma silhueta mais equilibrada que flutua suspensa graças ao fato de que não toca o solo do qual se separa uma base remetido de cor cinza sombra.

© José Hevia
© José Hevia

- Deste o ponto de vista do comportamento ambiental, a treliça oferece três densidades de profundidade diferentes que barram o espectro solar em três setores com diferentes radiações solares. O fato da treliça estar separada um metro do edifício produz um efeito de câmara sombreada e ventilada que assegura a redução de perdas e ganhos assim como umas viseiras virtuais oferecidas pelos caminhos de manutenção que protegem duplamente os vidros da exposição.

© José Hevia
© José Hevia

-  A segurança e a manutenção estão baseados na disposição de uma série de passarelas que aproveitam as estruturas em balanço, necessárias para a montagem da treliça. Estes caminhos permitem: a manutenção do muto cortina desde o seu exterior sem que operários alheios a empresa devam subir ao edifício; sua utilização como caminhos de emergência e evacuação; asseguram a vigilância da treliça e todos os elementos estruturais para prevenir processos de oxidação ou deterioração assim como obras de substituição, correção dos vazios praticáveis, revisão dos seus motores das treliças praticáveis, etc.

fachada
fachada

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Herreros Arquitectos
Escritório
Cita: "Edifício Corporativo de Escritórios do Centro Tecnológico de Hispasat / Herreros Arquitectos" [Edificio Corporativo de Oficinas del Centro Tecnológico de Hispasat / + Herreros Arquitectos] 15 Jun 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Helm, Joanna) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/120373/edificio-corporativo-de-escritorios-do-centro-tecnologico-de-hispasat-slash-herreros-arquitectos> ISSN 0719-8906