Casa L / LAARQ

Casa L / LAARQ

Cortesia de LAARQCortesia de LAARQCortesia de LAARQCortesia de LAARQ+ 29

Pichilemu, Chile
  • Arquitetos: LAARQ
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2012
Cortesia de LAARQ
Cortesia de LAARQ

Descrição enviada pela equipe de projeto. Pichilemu é uma das principais atrações de hoje no país, pois traz muitos surfistas estrangeiros, que, muitas vezes, ficam para sempre. Pichilemu é caracterizada pelo vento sul habitual que não permite confortáveis ​​terraços e pátios ao ar livre. Por sua vez, a visão principal é o elemento marcante do lugar, os Morros de Punta de Lobos, duas pedras enormes que são ícone internacional de surf, localizada a sudoeste da casa, na mesma direção em que o vento sopra.

Cortesia de LAARQ
Cortesia de LAARQ

O projeto propõe dois volumes juntos em forma de "L", onde o público é o volume de meio piso superior ao volume privado, conseguindo atingir o máximo permitido pelas regras da propriedade, que é de 4 metros de altura, e isto foi necessário para promover vista para o mar. Na junção de ambos os volumes está o acesso que é protegido por uma estrutura de aço corta-vento revestida em madeira.

Cortesia de LAARQ
Cortesia de LAARQ

A casa está orientada de tal maneira que forma proteções aos pátios e terraços do vento sul constante, incorporando no volume público as janelas que permitem a transparência para continuar apreciando as vistas para o mar. No verão é possível controlar a ventilação da casa abrindo e fechando as janelas. Além disso, esta mesma orientação ajuda a melhor utilizar a luz ao longo do dia e a manter o aquecimento da casa e uma temperatura mais alta durante as primeiras horas da noite.

Cortesia de LAARQ
Cortesia de LAARQ

Aproveitando a altura do volume público, abaixo dele se localiza uma ducha e um local para guardar pranchas de surf, um ambiente para a chegada da praia. Este ambiente pode ser usado como uma extensão do pátio, onde existe um espaço para convivência com um fogareiro (típico de Pichilemu), também protegido do vento. O volume dos dormitórios está voltado para o leste para aproveitar o calor do sol da manhã e recarregar as energias para seus donos para todo o dia. 

Cortesia de LAARQ
Cortesia de LAARQ

O investidor deste projeto viu um grande potencial da área, baseado em um estereótipo típico de cliente desse lugar: pensando de um surfista chileno ou estrangeiro, de meia-idade, de qualquer maneira a casa está adaptada às necessidades de outros usuários também. Em seu interior se faz um jogo com os revestimentos, com madeira natural (verniz natural, sem brilho) e madeira pintada branca, para fazer a diferença entre paredes, pisos e teto.

Cortesia de LAARQ
Cortesia de LAARQ

As estruturas de pinho fazem o isolamento do teto, das paredes e dos pisos. As vigas são duplas para diminuir o movimento gerado pelo vento. No volume público a estrutura é resolvida com sete pilares de madeira alinhados em dois eixos, onde passam duas vigas de aço para vencer distâncias de 3 metros. A cobertura é composta por treliças de madeira estrutural e uma manta asfáltica. As calhas de chuva estão escondidas em paredes interiores.

Cortesia de LAARQ
Cortesia de LAARQ

Planta
Planta

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Escritório
Cita: "Casa L / LAARQ" [Casa L / LAARQ] 04 Jun 2013. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/01-118106/casa-l-slash-laarq> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.