O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Sala De Concerto
  4. Austrália
  5. SASHIMI architecture + design
  6. 2012
  7. Where?House / SASHIMI architecture + design

Remodelaçao

Apresentado por the MINI Clubman

Where?House / SASHIMI architecture + design

Where?House / SASHIMI architecture + design
Where?House / SASHIMI architecture + design, © Christine Francis Photography
© Christine Francis Photography

© Christine Francis Photography © Christine Francis Photography © Christine Francis Photography © Christine Francis Photography + 11

  • Produção do evento

    Marksthespot
  • Hosts

    Cidade de Melbourne e Marksthespot
  • Audio Visual

    4ward Productions
  • Montagem

    Be Herbitual
  • Projection Mapping interna

    Kit Webster
  • Projection Mapping externa

    Projection Teknic
  • Efeitos Visuais

    Form
  • Mais informações Menos informações
© Christine Francis Photography
© Christine Francis Photography

Descrição enviada pela equipe de projeto. Where?House foi um hub do Melborne Music Week 2012, um espaço pop-up para o evento de 10 dias realizado no edifício Argus. O edifício icônico ainda em ruínas, na esquina da Rua Elizabeth com a La Trobe, foi transformado em uma série de espaços que abrigaram música ao vivo e eletrônica, seminários e oficinas, uma sala de jantar, bares, roupas vintage, projeções de filme, mapping, e instalações de arte.  

© Christine Francis Photography
© Christine Francis Photography

O edifício existente, em ruínas, aceita diversas inserções externas. Cada instalação foi regida pelas limitações e condicionantes existentes. Equilibrar a integridade do espaço do evento e receber 1.200 pessoas foi um desafio. Após a primeira visita ao edifício, ficou evidente que a circulação seria uma das primeiras questões mais difíceis de resolver, com saltos nos níveis da laje, pisos inacabados, a exigência de escadas sem cobertura. A equipe de produção entrou em uma espaço decadente e lentamente começou a injetar novas formas de vida. 

© Christine Francis Photography
© Christine Francis Photography

No evento de lançamento o edifício estava respirando de novo, cheio de música, arte, comida, luz e pessoas.

© Christine Francis Photography
© Christine Francis Photography

A intervenção evoca as festas nos galpões do início dos anos 90, que significou manter o aspecto industrial, mínimo e cru. Andaime era um material recorrente e foi usado para criar móveis, mesas de piquenique, barracas para venda de alimentos e o bar principal.

© Christine Francis Photography
© Christine Francis Photography

A caverna que foi transformada em pista de dança, ganha vida com projeções. Como a área paga, o palco principal criado para visitantes despretensiosos.

Entrando pela Rua La Trobe, o palco principal é descoberto após uma caminhada através de um amplo corredor com instalações de luz. Virando a esquina do corredor e seguindo os sons da música reverberada, o armazém era revelado.

© Christine Francis Photography
© Christine Francis Photography

O primeiro pavimento, salão de jantar, bar e lounge foram abertos para o público geral das 11h às 23h, diariamente. As duas escadas temporárias foram cuidadosamente projetadas para negociar o acesso no vazio da laje existente, entre vigas de aço e falta de piso dos pavimentos, formando no térreo uma área de reunião e área para fumantes. As escadas foram inseridas no vazio permitindo que as pessoas possam experimentar a vista do entorno nos dois níveis abertos e também para o céu. 

O primeiro pavimento, com uma aparência de mercado, também abrigou o SONOS sound garden, que foi repleto de plantas, lounges e jardins de ervas. As pessoas se reuniram para comer e beber em torno dos espaços de jardim, enquanto ouviam músicas ao vivo. 

© Christine Francis Photography
© Christine Francis Photography

O espaço do workshop The Learning Curve foi pensado com base nas curvas do logotipo da parceira do evento, a Intel. O ambiente foi construído a partir de uma parede de madeira com 3,6 metros de altura, que criou um espaço de criatividade situada no canto de trás do primeiro pavimento, ao lado do espaço com WiFi.

Where?House deu aos moradores de Melbourne a experiência única de passear pelo misterioso edifício Argus.

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Where?House / SASHIMI architecture + design" [Where?House / SASHIMI architecture + design] 07 Mai 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/112327/where-house-slash-sashimi-architecture-plus-design> ISSN 0719-8906