Casa Ripolles-Manrique / Teo Hidalgo Nácher

Casa Ripolles-Manrique / Teo Hidalgo Nácher

© José Hevia© José Hevia© José Hevia© José Hevia+ 24

Castellón de la Plana, Espanha

Descrição enviada pela equipe de projeto. O local é cercado por pinheiros numa propriedade isolada, que começou a ser construída na década de setenta, perto da cidade de Benicassim, em Castellón, Espanha. O que realmente se destaca sobre a sua localização são as vistas.

© José Hevia
© José Hevia

O lote, com suas encostas íngremes e de geometria irregular, está situado no topo de uma colina com vista para o mar no bairro Montornés. Seu ponto de acesso principal é por uma estrada pública que chega pela parte de cima.

© José Hevia
© José Hevia

O projeto nasceu deste terreno difícil que, ao invés de se mostrar problemático, ajudou a orientar o trabalho do arquiteto. Seguindo as margens do perímetro do terreno, as duas casas são unidas como uma só.

© José Hevia
© José Hevia

O layout tem como objetivo aproveitar ao máximo o espaço disponível e está em conformidade com os regulamentos de construção que ditam distâncias mínimas de espaço a partir das bordas do terreno - três metros da borda leste e cinco da borda oeste.

© José Hevia
© José Hevia

A relação da casa com seu entorno é baseada em uma série de desejos que os proprietários (dois amigos matrimoniais) e o arquiteto expressaram - ambas as casas devem ter o seu próprio senso de privacidade, enquanto ainda abrindo espaço para as extensões de terra e mar, devem ser bem iluminadas com ventilação natural e muito espaço comum (um jardim compartilhado), luz solar direta não deve atingir o interior das casas, as características existentes nas imediações não devem ser estragadas (por exemplo, a vista do mar a partir da estrada de acesso ao norte) e a edificação deve ser construída economicamente, mas com um alto padrão, usando a menor quantidade de material possível.

© José Hevia
© José Hevia

Uma série de espaços de transição entre o interior e o exterior - muito comum na arquitectura popular do Mediterrâneo - trabalham juntos para construir uma relação entre as casas e seus exteriores. Isto dá as casas um sentido de ordem e controle; os interiores são extensíveis com portas de correr de vidro, as janelas podem ser esvaziadas e estes espaços criam novos cantos, ou seja, o espaço pode ser vivido ou utilizado para quaisquer fins inesperados.

© José Hevia
© José Hevia

Desde o início do projeto de uma robusta lógica de trabalho robusto esteve em vigor e houve um diálogo permanente entre o arquiteto, o topógrafo de quantidade e os proprietários. Ter este estilo de colaboração nos trabalhos significa que aspectos do projeto podem ser alterados e detalhes redefinidos ao longo do processo de construção.

© José Hevia
© José Hevia

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Casa Ripolles-Manrique / Teo Hidalgo Nácher" [Ripolles-Manrique House / Teo Hidalgo Nácher] 03 Mai 2013. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/01-111878/casa-ripolles-manrique-slash-teo-hidalgo-nacher> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.