O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Apartamentos
  4. Portugal
  5. Humberto Conde
  6. 2005
  7. Terraços de Cascais / Humberto Conde

Terraços de Cascais / Humberto Conde

Terraços de Cascais / Humberto Conde
Terraços de Cascais / Humberto Conde, © Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

© Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG + 28

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Descrição enviada pela equipe de projeto. Este projecto caracteriza-se essencialmente pelo peculiar desenvolvimento volumétrico da solução proposta, que, seguindo as premisssas da morfologia do terreno em que se insere, articula-se em socalcos. Composta por quatro blocos de habitação, toda a composição é articulada por dois corpos de acessos verticais, volumes puros, cegos, rasgados apenas no contacto com o solo, pelo vidro na superfície de entrada e, na cobertura, pelos óculos que conduzem a iluminação zenital dos níveis superiores ao longo do fosso que atravessa os diversos pisos de habitação até à cota do àtrio de entrada no piso térreo.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Estes dois elementos, recuados em relação ao plano periférico das habitações contribuem de modo decisivo para a quebra da continuidade desta superfície que, de outro modo, correria o risco de assumir proporções em absoluto desacordo com a escala e modulação do tecido urbano da envolvente imediata. Tendo em consideração o carácter centraliza¬dor da implantação do edificado, resulta que as àreas a merecer tratamento e enquadra¬mento paisagístico preferencial coincidem com as margens periféricas do lote. 

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Os espaços exteriores resultantes, predomi¬nantemente destinados a terraços privados, valorizam-se de igual forma pelo escalo¬namento que os caracteriza, permitindo em simultâneo o aproveitamento das lajes de cobertura dos pisos de estacionamento no subsolo.Ao acompanhar a topografia natural do ter¬reno, o projecto gera dois polos de acessos, um em cada extremo da intervenção.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

A ligação entre estes dois pólos, as entradas pedonais Nascente e Poente, é estabelecida pela criação de um eixo de circulação, escadeado nos seus dois limites e rampeado no seu troço central de ligação entre os àtrios térreos dos quatro blocos. Os Terraços de Cascais obedecem a uma métrica precisa determinada pela abertura de vãos no exterior. Essa métrica é transportada para o interior por intermédio de elementos como as cantarias e as diferentes lajes que se prolongam para fora dos limites do edifício.Este rigor levou ao desenho de todo o inte¬rior do edifício, nomeadamente móveis de cozinha, móveis de casas de banho, portas e rodapés reforçando a ideia do projecto enquanto um todo.

Planta Pavimento 1
Planta Pavimento 1

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Terraços de Cascais / Humberto Conde" [Terraços de Cascais / Humberto Conde] 20 Mar 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Alves, Jorge) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/104019/terracos-de-cascais-slash-humberto-conde> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.