Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Balneário Camboriú

Balneário Camboriú: O mais recente de arquitetura e notícia

Quais são e onde estão os maiores arranha-céus do Brasil

Debater a legislação urbana levanta, via de regra, a questão da altura das edificações - ponto crucial para compreender e prever se o tecido urbano tem capacidade de comportar a multiplicação de pavimentos. No Brasil, o problema é fundamental, haja vista a ineficiência da rede urbana da maioria das cidades, entretanto, ainda há certo exagero em afirmar que, mesmo em nossos centros mais urbanizados, o eixo Z é excessivamente explorado. 

Casa Verde / Jobim Carlevaro Arquitetos

© Leonardo Finotti © Leonardo Finotti © Leonardo Finotti © Leonardo Finotti + 20

Ampliação  · 
Balneário Camboriú, Brasil

Roda-gigante de Balneário Camboriú viola legislação ambiental, diz Ministério Público de SC

O projeto que propõe a construção da maior roda-gigante da América do Sul em Balneário Camboriú (SC) passou por mais uma audiência pública nesta segunda-feira (11), desta vez para apresentação do Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) da obra, que prevê a construção de um complexo com 57,2 mil m² na região da Praia do Coco.

Um lugar ao sol em Balneário Camboriú: a cidade na corrida pelos maiores arranha-céus do Brasil

Construir cada vez mais alto tem sido um dos objetivos tácitos da construção civil desde o advento do elevador elétrico no final do século XIX. Foi este dispositivo - possivelmente o meio de transporte mais seguro do mundo - que proporcionou a construção de alguns dos edifícios mais emblemáticos e importantes da história da arquitetura ao longo de todo o século XX.  Do Flatiron Building (1902) em Nova Iorque e seus (hoje) modestos 22 pavimentos aos 451 metros de altura das Petronas Towers (1998) em Kuala Lumpur e, finalmente,  os insanos 828 metros do Burj Khalifa, hoje o arranha-céu mais alto do mundo, mais tem sido sempre mais

Não precisamos, porém, nos deslocar tanto para ver de perto este tipo de construção: hoje, Balneário Camboriú, em Santa Catarina, famoso ponto de veraneio para turistas de toda a América do Sul, apresenta uma das maiores concentrações de arranha-céus do Brasil e ostenta a maior torre construída em território nacional: a Millennium Palace, com 45 pavimentos e 177 metros de altura. Este não é um caso isolado, já que nos próximos anos a esta torre se juntarão projetos ainda mais imponentes, como a Yachthouse a Infinity Coast, de 74 e 66 pavimentos, respectivamente.

Justiça de SC libera as obras do maior arranha-céu do Brasil

Após ter suas obras embargadas pelo Ministério Público Estadual (MPE-SC) por danos ambientais, o (futuro) edifício mais alto do Brasil - o Infinity Coast, em Balneário Camboriú - obteve da Justiça a liberação para continuar os trabalhos de construção.

Prevista para ter 66 pavimentos e 240 metros de altura, a obra fora embargada há pouco mais de dois meses pois parte do edifício está localizado a menos de 12 metros do Canal do Marambaia, desrespeitando a distância mínima de 30 metros estabelecida pela legislação federal.

Maior edifício do Brasil tem obra embargada por acusação de danos ambientais

A Justiça de Santa Catarina embargou por danos ambientais as obras do edifício Infinity Coast, em Balneário Camboriú, a 80 km de Florianópolis, capital do estado. O projeto, que terá 60 andares e chegará a uma altura de 240 metros, teve suas obras iniciadas há pouco tempo, estando ainda na fase das fundações, mas já é anunciado como o edifício mais alto do Brasil.

Antes da suspensão, o prazo previsto para entrega das unidades era 2017. Hoje, o maior edifício é o Mirante do Vale, de São Paulo, com 170 metros.

A construtora FG já anuncia o empreendimento e oferece apartamentos de luxo no valor de até R$ 7 milhões. O projeto, inspirado nas construções de Dubai, terá dois apartamentos por pavimento com vista para o mar.