O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Apartamentos
  4. França
  5. MG-AU / Michel Guthmann Architecture et Urbanisme
  6. 2013
  7. Conjunto Boucicaut / MG-AU

Conjunto Boucicaut / MG-AU

Conjunto Boucicaut / MG-AU
Conjunto Boucicaut / MG-AU, © Michel Denancé
© Michel Denancé

© Michel Denancé © Takuji Shimmura © Takuji Shimmura © Takuji Shimmura + 26

  • Paisagismo

    SA Paysage – Sophie Alexinsky
  • Desenvolvimento

    SemPariSeine
  • Arquiteto ZAC

    AAU Paul Chemetov
  • Construtora

    HERVE SA
  • Fachada de Tijolos

    COBA
  • Revestimentos metálicos

    Garrigues
  • Esquadrias metálicas

    Louineau
  • Madeiramento Externo

    Volner
  • Esquadrias em Madeira

    Decostore
  • Serralheria

    CMB
  • Aquecimento e Ventilação

    E. Grenon et Fils
  • Inst Hidráulicas

    Deschamps - Lathu
  • Inst Elétrica

    EGE
  • Divisórias

    CN Europe
  • Madeiramento Interno

    SAS BOURCE
  • Pisos

    CPLC
  • Pintura

    Plaza
  • Mais informações Menos informações
© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

I - Problemas e desafios

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

No terreno do antigo Hôpital Boucicaut no 15arrondissement de Paris há um enclave incomum dentro de um distrito já bem diverso. O Hospital formava um bloco uniforme em termos de uso, organização e arquitetura. O projeto de desenvolvimento urbano proposto pelo urbanista responsável pelo planejamento urbano do distrito Paul Chemetov mantém esta noção de uniformidade interna, em contraste com o entorno imediado. Os diferentes estilos arquitetônicos existentes no distrito cercam o terreno, a maioria do século XIX e XX.  Em contraste, o projeto urbano propõe uma organização rigorosa de volumes organizados numa série de cores fixas (sem concreto branco e preferência por terracota) e materiais naturais, todos de acordo  com uma espécie de continuidade histórica que preserva o caráter residencial original.

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

O projeto claramente pertence ao distrito de Boucicaut, procurando reforçar seu caráter arquitetônico especial. A escolha das cores e materiais, o ritmo das aberturas na fachada, as relações que as habitações mantém com o exterior e a natureza dos espaços públicos, foram planejadas com estes critérios em mente.

II – Disposição Geral

Planta Baixa Térreo
Planta Baixa Térreo

O programa proposto pelo Régie Immobilière de la Ville de Paris (RIVP) compreende três entidades muito distintas. No térreo a Agence du Court Métrage (Agência de Curta Metragem), um desdobramento do Centre National de la Cinématographie (CNC - Centro Nacional do Cinema); 49 apartamentos estúdio para trabalhadores migrantes; e 57 unidades de habitação social. O conjunto representa um espaço de 6,500 m². Os três programas estão no edifício disposto num formato de U, de frente para a fachada sul da Rue des Cévennes, por sobre a base que contém Agence du Court Métrage. A Rue des Cévennes é estreita e alinhada com o pavimento sul por um edifício de sete pavimentos que filtra o sol ao longo do dia: coloca na sombra todas as fachadas opostas durante a maior parte do ano. O pátio aberto no meio do "U" faz com que o sol e a luz penetrem no centro do edifício.

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

Os apartamentos para trabalhadores migrantes têm sua própria entrada independente facilmente vista da rua: seu funcionamento não interfere com os outros programas. Um corredor de circulação atravessa o edifício, unindo a Rue des Cévennes e uma futura passarela. Essa passagem confere acesso aos halls de entrada, que estão dispostos ao redor de duas escadarias. A Agence du Court Métrage e seu pequeno cinema (42 lugares) estão localizados como uma unidade separada no térreo dos edifícios, com acesso independente a partir da Rue des Cévennes e Rue Lacordaire. Bem visível e facilmente identificável, apesar de ser completamente integrado com toda a estrutura, funciona independentemente com o resto do conjunto.

© Michel Denancé
© Michel Denancé

Todo o pavimento térreo é elevado em relação ao nível da rua para prever qualquer risco de inundação. Os halls dos residenciais estão aproximandamente 50 cm acima da rua. Uma inclinação bastante suave da calçada em relação aos halls (de aproximadamente 2%) torna fácil vencer essa mudança de nível.

III – Os Programas

Habitação para Família

Corte 2
Corte 2

O acesso aos apartamentos de habitação social é a partir da passagem para pedestres no centro do conjunto. Esta é uma passagem privada, com portões de acesso em cada entrada.

© Michel Denancé
© Michel Denancé

A suave inclinação em relação à Rue des Cévennes leva aos dois halls de entrada, dispostos opostamente um ao outro. Nos pavimentos superiores, a disposição é compacta e racional. Os apartamentos estão organizados ao redor das duas escadarias, uma dá acesso à 34 apartamentos, a outra à 23 deles, totalizando 57 apartamentos em seis pavimentos. A grande maioria destes apartamentos têm mais de uma orientação (os de esquina têm duas orientações, os centrais com ventilação cruzada para os pátios). Cada pavimento oferece uma grande variedade de apartamentos para incentivar a integração social e entre gerações de grandes e pequenas famílias. Os apartamentos são todos apenas de um pavimento, exceto por quatro apartamentos de cinco quartos que são duplex, que também se beneficiam de um terraço particular na cobertura dos apartamentos. 

© Michel Denancé
© Michel Denancé

Existem apenas seis apartamentos com um terraço particular. Os outros possuem acesso ao terraço do quinto pavimento, que funciona como um jardim suspenso. Esse terraço pode ser facilmente alcançado por todos os inquilinos e está diretamente servido por dois elevadores nas duas escadarias. O jardim oferece uma área verde ensolarada, na qual os inquilinos podem relaxar e socializar. A Torre Eiffel pode ser vista daqui, um jardim que oferece lugar onde o prazer de viver em conjunto, em Paris, torna-se real. Um amplo deck de madeira funciona quase como uma praia, onde podem ser dispostos guarda-sóis e cadeiras de praia. Pequenas árvores em grandes vasos harmonizam com uma pequena fonte d'água representam um pequeno oásis no terraço, onde crianças podem brincar com a água.

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

Todos os apartamentos possuem grandes aberturas destacando a conexão entre o interior e o exterior. Todas essas janelas incluem um grande parapeito de madeira e a esquadria de metal. O parapeito é de 70 cm ao invés dos tradicionais 100 cm graças a um pequeno balaústre em vidro. Todas as janelas estão equipadas com persianas de madeira de correr e dobráveis, que servem para bloquear o sol ou fechar a janela. As esquadrias externas são em alumínio, pintados da mesma cor que a fachada, que é um tom terracota acinzentado-marrom. As janelas são extra-grande nas salas de estar enfatizando o conforto e o prazer de estar em casa.

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

O edifício aparece como um bloco cortado de maneira uniforme, atravessado em todas as direções pelas aberturas. No entanto, para satisfazer os desejos dos arquitetos e urbanistas em diferenciar as fachadas de acordo com a direção que estão orientadas, a superfície da parede é mais suave, mais escura e brilhante nas paredes viradas a norte-leste e noroeste, e áspera e clara em paredes voltadas para o sul-leste e sudoeste, que são voltados para o sol. A posição das janelas nessa configuração, aliada à presença e posição das venezianas também faz possível diferenciar as fachadas. Na esquina da Rue Lacordaire e rue des Cévennes, o empilhamento de várias grandes janelas de esquina e o tratamento especial do skyline no volume superior cria uma característica arquitetônica especial que enfatiza esta esquina.

O Hostel para trabalhadores migrantes:

© Michel Denancé
© Michel Denancé

Os apartamentos tipo hostel para os trabalhadores migrantes são compactos e racionais, tecnicamente simples e econômicos. Consiste de um edifício vertical de sete pavimentos, completamente independente do resto da estrutura. Cada pavimento tem sete stúdios, compreendendo uma série de pequenos espaços que incentivam um ambiente calmo para a co-habitação dos inquilinos.

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

Cada estúdio tem uma grande janela similar àquela usada nas habitações social: borda grossa, parapeito baixo, e elementos de sombreamento externos. Portanto, não há diferença significativa no tratamento arquitetônico do conjunto, que assim evitará o risco de estigmatização, apesar da disposição geral que separa claramente os dois programas.

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

Os espaços comunitários no térreo estão localizados entre os apartamentos ao longo do jardim, que é de uso exclusivo do hostel; inclui as árvores existentes que foram preservadas.

A Agence du Court Métrage

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Conjunto Boucicaut / MG-AU" [Boucicaut / MG-AU / Michel Guthmann Architecture et Urbanisme] 14 Mai 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/evdUTwBNVU/conjunto-boucicaut-slash-mg-au> ISSN 0719-8906