Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Nuno Grande e Roberto Cremascoli

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

Exposição "Neighbourhood, Where Alvaro meets Aldo" é remontada em Lisboa

08:30 - 19 Novembro, 2017
Exposição "Neighbourhood, Where Alvaro meets Aldo" é remontada em Lisboa, © atelierXYZ
© atelierXYZ

Como resposta ao desafio lançado pelo curador geral da 15.ª Bienal de Arquitetura de Veneza, Alejandro Aravena – Reporting from the Front –, Portugal apresentou, em 2016, um pavilhão site-specific construído numa frente urbana em plena regeneração física e social, dentro da cidade de Veneza, e mais especificamente da ilha de Giudecca. Na verdade, a ideia de instalar o pavilhão português in situ despoletou a conclusão do projeto de regeneração do Campo di Marte, proposto pelo arquiteto Álvaro Siza, há mais de 30 anos. Após a “ocupação” deste local em construção, a exposição deu lugar a um novo habitat arquitetônico destinado aos residentes da Giudecca.

© atelierXYZ © atelierXYZ © atelierXYZ © atelierXYZ + 19

NEIGHBOURHOOD: Where Alvaro meets Aldo / Pavilhão de Portugal na Bienal de Veneza 2016

16:00 - 8 Junho, 2016
NEIGHBOURHOOD: Where Alvaro meets Aldo / Pavilhão de Portugal na Bienal de Veneza 2016, NEIGHBOURHOOD: Where Alvaro meets Aldo / Curadoria de Nuno Grande e Roberto Cremascoli. Participação portuguesa na Bienal de Veneza 2016. Image © Laurian Ghinitoiu
NEIGHBOURHOOD: Where Alvaro meets Aldo / Curadoria de Nuno Grande e Roberto Cremascoli. Participação portuguesa na Bienal de Veneza 2016. Image © Laurian Ghinitoiu

Como parte da cobertura do ArchDaily Brasil na Bienal de Veneza 2016, apresentamos uma série de artigos escritos pelos curadores das exposições e instalações à mostra no evento.

Como resposta ao desafio lançado pelo curador geral da XV Bienal de Arquitetura de Veneza, Alejandro Aravena - "Reporting from the Front” -, Portugal apresenta um pavilhão “site-específic”, construído numa frente urbana que se encontra em plena regeneração física e social, dentro da cidade de Veneza, e mais especificamente na ilha de Giudecca: o Campo di Marte. Na verdade, a ideia de instalar o pavilhão português in situ despoletou a conclusão do projeto de regeneração do Campo di Marte, proposto pelo arquiteto Álvaro Siza, há 30 anos. Após a “ocupação” deste local em construção, a exposição dará lugar a um habitat arquitetônico destinado aos residentes da Giudecca.

NEIGHBOURHOOD: Where Alvaro meets Aldo / Curadoria de Nuno Grande e Roberto Cremascoli. Participação portuguesa na Bienal de Veneza 2016. Image © Laurian Ghinitoiu NEIGHBOURHOOD: Where Alvaro meets Aldo / Curadoria de Nuno Grande e Roberto Cremascoli. Participação portuguesa na Bienal de Veneza 2016. Image © Laurian Ghinitoiu NEIGHBOURHOOD: Where Alvaro meets Aldo / Curadoria de Nuno Grande e Roberto Cremascoli. Participação portuguesa na Bienal de Veneza 2016. Image © Laurian Ghinitoiu NEIGHBOURHOOD: Where Alvaro meets Aldo / Curadoria de Nuno Grande e Roberto Cremascoli. Participação portuguesa na Bienal de Veneza 2016. Image © Laurian Ghinitoiu + 16