Daniela Cruz

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

Casa G / Delfino Lozano

© César Béjar© César Béjar© César Béjar© César Béjar+ 39

Zapopan, México
  • Arquitetos: Delfino Lozano
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  430
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2016

A história de como Barragán tornou-se (literalmente) um diamante

Não podíamos acreditar. Lemos diversas vezes para certificar-nos de que havíamos entendido e continuamos surpresos com o que estamos prestes a descrever. Na mais recente edição da revista The New Yorker: "The Architect Who Became a Diamond", relata a história de como Luis Barragan tornou-se um diamante e foi oferecido a Federica Zanco, diretora da Barragan Foundation, como uma troca para dar acesso livre aos arquivos da obra do único Pritzker mexicano, que se encontram na Basileia, Suíça. Uma verdade que foi oficialmente divulgada ao público.

Através da narrativa de sobre a série de eventos que culminaram na entrega do valioso objeto no Campus Vitra, entramos em detalhes que desconhecíamos de Luis Barragan e de como seu legado chegou a uma cidade europeia. A nota inicia com a travessia que realiza a protagonista da história, a artista norte-americana Jill Magid, a Guadalajara para exumar os restos mortais de Luis Barragan, que estavam na Rotonda de los Hombres Ilustres. Um ato realizado ante as autoridades, que podem oficializar este caso, e com a autorização de parte da família Barragán.

IAWA convida mulheres latino-americanas a compartilharem seus legados na arquitetura

O Arquivo Internacional de Mulheres na Arquitetura (International Archive of Women in Architecture Center - IAWA), em colaboração com a Iniciativa Latino-Americana da Paisagem, lançou uma chamada internacional para reunir o valioso trabalho das arquitetas pioneiras na arquitetura da paisagem na América Latina. Este chamado tem o objetivo não apenas de conservar o legado arquitetônico em termos de paisagismo, mas também aproveita a oportunidade para convidar mulheres ligadas à arquitetura, urbanismo e outras áreas relacionadas a compartilharem suas histórias. 

Vale mencionar que o IAWA foi fundado há três décadas com o objetivo de fazer conhecer as contribuições ao entorno urbano realizadas por mulheres arquitetas e reunir todas estas experiências em arquivos abertos ao público. Nesta recente iniciativa, o IAWA tem como alvo principal trabalhos de arquitetas latino-americanas realizados antes e durante o século XX que tenham sido pioneiros de algum modo. 

Clássicos da Arquitetura: Embaixada do Japão no México / Kenzo Tange + Pedro Ramírez Vázquez + Rosen Morrison

Cidade do México, México

A Embaixada do Japão no México, construída em 1976, é uma amostra da concepção de projetos conjuntos que puderam reunir duas culturas tão diferentes e ao mesmo tempo tão representativas da arquitetura moderna.

© Aquintero82Cortesia de arquitectoslatinos.comCortesia de IMCYCCortesia de tangeweb.com+ 7

Clássicos da Arquitetura: Palácio dos Esportes / Félix Candela

Cidade do México, México
  • Arquitetos: Félix Candela
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  27171
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  1968

A construção do Palácio dos Esportes foi iniciada no ano de 1966 e concluída em 1968, ano em que o México sediou os Jogos Olímpicos. Esta obra é um projeto colaborativo dos arquitetos Félix Candela, Antonio Peyrí Maciá e Enrique Castañeda Tamborell. Sua forma geodésica e sua cobertura em cobre são características dessa obra arquitetônica representativa do movimento racionalista.
A seguir veja mais imagens e um vídeo da obra.

Usuário do Flickr Monitor Encendido© Alejandro Linares GarcíaCortesia de skyscrapercity.comUsuário do tumblr heskert+ 11

Clássicos da Arquitetura: Celanese Mexicana / Ricardo Legorreta

  • Arquitetos: Ricardo Legorreta
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  5
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  1968

Caracterizado como uma singular estrutura suspensa, o Celanese Mexicana, projetado pelo arquiteto mexicano Ricardo Legorreta faz um manifesto à arquitetura moderna mexicana, envolvendo estrutura, forma e função como um todo, e evidenciando o toque de racionalidade de seu mentor, Jose Villagrán.

© Legorreta + Legorreta© Jose Luis Parella© Larry Speck© Larry Speck+ 8

Museu Internacional do Barroco / Toyo Ito

© Patrick Lopez Jaimes / Danstek© Patrick Lopez Jaimes / Danstek© Patrick Lopez Jaimes / Danstek© Patrick Lopez Jaimes / Danstek+ 46

Heroica Puebla de Zaragoza, México

Mauricio Rocha, Gabriela Carrillo e TOAF projetam o Pavilhão Hermès para o Salone del Mobile 2016

Durante a exposição do Salone del Mobile 2016 em Milão (Itália), a maison de moda francesa Hermès apresentou suas coleções 2016-2017 de móveis e acessórios domésticos dentro de um pavilhão itinerante projetado pelos mexicanos Mauricio Rocha y Gabriela Carrillo em colaboração com TO - AMOZURRUTIA FACIO.

Construído com materiais locais da região italiana, o projeto introduz um interessante sistema construtivo que combina a tecnologia com o vernáculo e transmite uma experiência cinética aos visitantes. 

Saiba mais, a seguir.

Arquitetura Social no México: Casa Coberta / Comunidade Vivex

A Casa Coberta é a segunda habitação social desenvolvida com a metodologia do projeto de Arquitetura Social da equipe do Comunidad Vivex, cujo principal objetivo é trazer a arquitetura e processos de planejamento, concepção, desenvolvimento e execução às famílias mexicanas com poucos recursos e de comunidades marginalizadas, além de fornecer infraestruturas básicas para as instituições de apoio.

Saiba mais sobre a metodologia comunitária e participativa a Comunidade Vivex  desenvolveu no México, abaixo.

© Ana Cecilia Garza Villarreal© Ana Cecilia Garza Villarreal© Ana Cecilia Garza Villarreal© Ana Cecilia Garza Villarreal+ 37

PRODUCTORA vence o prêmio MCHAP.emerge 2014/2015 com o Pavilhão para a Feira das Culturas

Na última sexta-feira foi realizada a premiação do Concurso Mies Crown Hall Americas Prize, que teve como vencedor um projeto realizado na praça pública mais importante do México, o Pavilhão para a Feira das Culturas, do escritório mexicano PRODUCTORA. O projeto foi premiado com o MCHAP.emerge 2014/2015, um reconhecimento ao trabalho de escritórios emergentes do continente americano.

O prêmio MCHAP.emerge consiste em US$25.000 e a Cadeira de Pesquisa MCHAP na Faculdade de Arquitetura do IIT durante o próximo ano acadêmico, no qual o escritório terá a oportunidade de dirigir uma oficina de pesquisa relacionada ao tema "reformular a metrópole".

PRODUCTORA foi selecionada como finalista ao lado de escritórios do Canadá, EUA, Chile e Paraguai, e foi selecionada como vencedora por um júri composto por Stan Allen, Wiel Arets, Florencia Rodriguez, Ila Berman e Jean Pierre Crousse.

Torre BBVA Bancomer / LEGORRETA + LEGORRETA + Rogers Stirk Harbour + Partners

© Lourdes Legorreta© Mark Gorton© Lourdes Legorreta© Lourdes Legorreta+ 28

Cidade do México, México

Four Freedoms Park de Louis Kahn, pelas lentes de Lorena Darquea

Lorena Darquea, fotógrafa e arquiteta equatoriana, compartilhou conosco uma série exclusiva de fotografias que documenta a espacialidade e vitalidade da obra póstuma do mestre Louis Kahn: o projeto para o Four Freedoms Park em Nova Iorque.

Construído quatro décadas após o falecimento do arquiteto, este espaço público não é apenas um monumento a Franklin D. Roosevelt e sua importância política nos EUA, mas também constrói a imagem de um espaço com "a sensação de um antigo recinto de um templo" e "uma paisagem cuidadosamente matizada", descreve Oliver Wainwright, editor do The Guardian, em um artigo publicado no jornal.

Veja mais imagens, a seguir.

© Lorena Darquea© Lorena Darquea© Lorena Darquea© Lorena Darquea+ 15

Dow / SPACE

© Paul Czitrom© Paul Czitrom© Paul Czitrom© Paul Czitrom+ 14

Cidade do México, México
  • Arquitetos: Juan Carlos Baumgartner, Jimena Fernández Navarra
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2014

Sordo Madaleno Arquitectos projeta novo empreendimento turístico na Ilha de Cozumel, México

A cultura maia foi tão importante para a identidade mexicana que tornou-se uma referência primordial no momento de intervir em seu território por meio da arquitetura, fazendo que os arquitetos locais buscassem sempre uma integração das ideias desta importante cultura mesoamericana pré-colombina com o projetar contemporâneo.

A partir deste interesse, o escritório mexicano Sordo Madaleno Arquitectos projetou a Isla Pasión, um projeto para um novo empreendimento turístico dentro da ilha caribenha de Cozumel, a sudeste do México, que em breve será construído. Com uma planta geral que consta de suítes, chalés, spa, áreas comuns, área residencial e de serviços, este projeto originou-se da compreensão do contexto, tanto arquitetônico, quanto natural do local, traduzindo estas referências no uso dos materiais naturais, como a madeira e a pedra, assim como na solução dos volumes, que respondem a uma reinterpretação da tradicional arquitetura maia.

Mais informações do projeto finalista da categoria Lazer dos prêmios interacionais WAF 2015, a seguir.

Courtesy of Sordo Madaleno ArquitectosCourtesy of Sordo Madaleno ArquitectosCourtesy of Sordo Madaleno ArquitectosCourtesy of Sordo Madaleno Arquitectos+ 21

Cidade do México é eleita a Capital Mundial do Design de 2018

Durante a 29ª Assembleia Geral do I ICSID, que aconteceu no final do mês de outubro, a Cidade do México foi escolhida para ser a Capital Mundial do Design 2018. O evento celebra os esforços das cidades em integrar o design nas melhorias da vida econômica, social e cultural de seus habitantes e busca maximizar as oportunidades que surgem da colaboração multidisciplinar, criando uma rede internacional em que as cidades podem aprender e compartilhar programas e estratégias inovadoras de design.

Chamada para o concurso nº 18 da Arquine: Pavilhão MEXTROPOLI 2016

O Concurso Internacional de Arquitetura Arquine é organizado desde 1998 e pretende explorar temas de importância e relevância para a sociedade em geral, incentivar a abertura de espaços de diálogo e promover a participação do arquiteto diante de problemáticas determinadas através de uma resposta projetual, onde seja promovida a competição e a participação nacional e internacional.

Proposta de Tatiana Bilbao na Bienal de Arquitetura de Chicago responde ao problema de habitação social no México

Com a inauguração recente da primeira Bienal de Arquitetura de Chicago, o tema central deste grande evento internacional - "The State of the Art of Architecture" - se fez presente através de diferentes abordagens arquitetônicas com intervenções de mais de 100 arquitetos de 30 diferentes países que buscavam "demonstrar que a arquitetura é importante em qualquer escala".

Após apresentar as 15 instalações mais interessantes da Bienal, mostramos agora a proposta exibida pelo escritório mexicano liderado por Tatiana Bilbao, que enfrenta o problema da habitação social no México por meio de um protótipo flexível que responder às diferentes necessidades de cada família.

Mais detalhes sobre o projeto, a seguir.

© Enrique MaciasCortesia de Tatiana BilbaoCortesia de Tatiana Bilbao© Enrique Macias+ 20

Equipe brasileira vence concurso internacional LIGA

O Concurso Internacional: Geometrías Invisibles, organizado pela LIGA, teve como objetivo impulsionar o talento de jovens arquitetos latino-americanos e selecionou o projeto "Maneras de conducir", desenvolvido pelos arquitetos brasileiros Marina Canhadas, Enk te Winkel, Gustavo Delonero e Anna Juni, como intervenção protagonista da 20ª edição das exposições realizadas dentro do espaço da LIGA, na Cidade de México.

Após contar com a participação de 142 participantes e eleger 11 finalistas, o júri premiou "Maneras de conducir" com o primeiro lugar por "vincular de modo simbólico a escala urbana da cidade com o pequeno espaço expositivo da LIGA ao conectar a sala no nível da rua com a cobertura do edifício."

Conheça o projeto e a opinião o júri, a seguir.