Pagina inicial

Conheça a história por trás da nova identidade da nossa marca

Saiba mais

Casa Máxima / Gramática Arquitectónica

Casa Máxima / Gramática Arquitectónica

© Andrés Fraga Pérez© Andrés Fraga Pérez© Andrés Fraga Pérez© Andrés Fraga Pérez+ 23

Pontevedra, Espanha
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  300
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fotógrafo
    Fotografias:  Andrés Fraga Pérez
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Placo, ACYC, CUBREGAL, Cortizo, MONTUGAR, O PIÑEIRO, PREGALCO
  • Arquiteta Responsável:María Teresa Sánchez Táboas
  • Equipe De Projeto:Petrica Butusina, Andrés Suárez Outeda, Jose Antonio García Otero, Inma García Roca
  • Engenharia:Josep Ramón Solé
  • Colaboradores:Laureano Pereira Peón
  • Cidade:Pontevedra
  • País:Espanha
Mais informaçõesMenos informações
© Andrés Fraga Pérez
© Andrés Fraga Pérez

Descrição enviada pela equipe de projeto. A paisagem rural-urbana galega circunda cada esquina ao redor da Casa Máxima. Bem perto estão as plantações de milho do outro lado da rua, mas um pouco mais longe você pode ver montanhas de carros sendo esmagados em um ferro-velho. Por estar situado em uma região de recente desenvolvimento e ocupação por residências unifamiliares, o terreno também era muito irregular por fazer parte de uma rede de antigas pequenas propriedades.

© Andrés Fraga Pérez
© Andrés Fraga Pérez

Uma das primeiras premissas do cliente ditava que a casa não deveria ter escadas, ser completamente acessível. Portanto, com este ponto de partida e a realidade geométrica mágica do terreno, começamos a moldar o desenho geral. O terreno alongado foi organizado a partir de vários pequenos volumes que se conectam uns com os outros e separam diferentes usos da casa. Em vez de tentar fazer um conceito de planta aberta, decidimos ser radicais e ir na direção oposta, e a casa funciona mais como uma história em quadrinhos com balões de fala.

© Andrés Fraga Pérez
© Andrés Fraga Pérez
© Andrés Fraga Pérez
© Andrés Fraga Pérez

Cada espaço tem uma história em si, e cada um deles é a sucessão do anterior. Em cada sala há comunicação com o céu para que a iluminação mude ao longo do dia, e diferencie os espaços com jogos de luz e sombra. Cada volume também tem sua própria abertura para o jardim que o cerca, de modo que de qualquer um dos ambientes se tem sempre a sensação de estar um pouco fora. O uso de um elemento cromático contínuo para o piso interno e externo conecta ambos os mundos e difunde os limites entre o dentro e fora.

© Andrés Fraga Pérez
© Andrés Fraga Pérez
© Andrés Fraga Pérez
© Andrés Fraga Pérez

O desenho de uma passarela perimetral que envolve os volumes se faz pelo uso de linhas curvas e diagonais de granito que criam três espaços externos diferenciados. Por um lado, temos a praça semicircular da cozinha, por outro, temos a praça retangular da sala e da piscina, e finalmente uma praça triangular interna, um espaço privado próximo aos quartos. 

© Andrés Fraga Pérez
© Andrés Fraga Pérez

Nos primeiros desenhos, a casa teria a mesma materialidade em todas as suas fachadas, mas mais tarde foi decidido criar uma distinção clara entre leveza e peso. As paredes externas são em granito cinza galego, com marcadas juntas horizontais para reforçar o peso e a conexão com a terra. Por sua vez, os telhados, com grandes aberturas para o céu, são feitos de zinco, um material leve.

Colagem
Colagem

No interior, a pureza do branco é rompida pontualmente pelo piso cinza. Os demais acabamentos buscam marcar os volumes puros. A cozinha é o grande ponto de encontro da casa: um espaço com uma grande mesa central vinculada à área de trabalho com uma grande clarabóia acima dela. Este é um ambiente onde você pode cozinhar para seus amigos, fazer reuniões ou simplesmente fazer atividades manuais. A madeira da mesa era um cedro antigo do cliente, portanto sempre haverá um elo e uma história entre os usuários e o móvel. 

Planta Térreo
Planta Térreo
Corte
Corte

Em termos de eficiência energética, foi instalado aquecimento por piso radiante com aerotermia, e além disso foi dada atenção especial ao uso de isolamento de fibras naturais, separação do solo por uma laje de piso sanitário e vidros de baixa emissividade.

© Andrés Fraga Pérez
© Andrés Fraga Pérez

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Casa Máxima / Gramática Arquitectónica" [Casa máxima / Gramática Arquitectónica] 14 Nov 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/971576/casa-maxima-gramatica-arquitectonica> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.